Texto da RFC1179 Padrão para a Impressão TCP/IP do Windows

Traduções deste artigo Traduções deste artigo
ID do artigo: 124734 - Exibir os produtos aos quais esse artigo se aplica.
Expandir tudo | Recolher tudo

Sumário

Os Serviços de Impressão TCP/IP do Windows baseiam-se no padrão definido na RFC1179, que contém as especificações de comunicação para as impressões LPR (impressora de linha remota) e LPD (daemon de impressora de linha) e que se baseiam na impressão TCP/IP com versões Berkeley Unix. O Daemon de Impressora de Linha e seus componentes na RFC1179 são conhecidos como BSD (Berkeley Style Daemons).

Este artigo contém o texto da RFC1179, a título de referência.

Mais Informações

Grupo de Trabalho de Impressão em Rede                 L. McLaughlin III, Editor
RFC (Request for Comments):  1179                         The Wollongong Group
                                                             Agosto 1990

                      Protocolo LPD (daemon de impressora de linha)

Status deste Memorando

   Esta RFC descreve um protocolo de servidor de impressão já existente, muito usado na
   na Internet para se comunicar entre daemons de impressora de linha (tanto
   clientes quanto servidores).  Este memorando só tem o propósito de informar,
   não especificando um padrão de Internet.  Por favor, consulte a
   edição atual do "IAB Official Protocol Standards", para saber mais sobre a
   padronização e o status desse protocolo.  A distribuição deste
   memorando é irrestrita.

   1.Introdução

   As versões Berkeley do sistema operacional Unix(tm) oferecem um spool
   de impressora de linha com um conjunto de programas: lpr (atribui à
   fila), lpq (exibe a fila), lprm (retira da fila), e lpc
   (controla a fila).  Esses programas interagem com um processo
   autônomo chamado de daemon de impressora de linha.  Esta RFC descreve os
   protocolos com os quais um daemon de impressora de linha cliente pode controlar
   a impressão.

   Este memorando baseia-se, fundamentalmente, no trabalho de Robert Knight da
   Universidade de Princeton.  Eu agradeço muito as suas tentativas de
   decifrar o protocolo lpr UNIX e de produzir as versões anteriores
   deste documento.

   2. Modelo do Ambiente de Impressão

   Um grupo de hosts solicita serviços a partir de um processo daemon de impressora de linha
   em execução em um host.  Os serviços oferecidos pelo processo estão relacionados com
   os trabalhos de impressão.  Um trabalho de impressão produz uma saída a partir de um arquivo.
   Cada trabalho terá um número exclusivo entre 0 e 999,
   inclusive.  Os trabalhos são solicitados por usuários nomeados.  Esses
   nomes de usuário podem não começar com um dígito.

   3. Especificação do Protocolo

   A especificação inclui formatos de arquivo para os arquivos de controle e de dados,
   bem como para mensagens usadas pelo protocolo.


McLaughlin                                                      [Página 1]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


3.1 Formatos de mensagem

   O LPR é um protocolo baseado em TCP.  A porta em que um daemon de impressora de linha
   escuta é 515. A porta de origem deve estar no intervalo entre 721 e
   731, inclusive.  Um daemon de impressora de linha responde aos comandos enviados para
   a sua porta.  Todos os comandos começam com um único código de octeto, um
   número binário que representa a função solicitada.  Logo depois do código
   vem o nome ASCII da fila da impressora em que
   a função será executada.  Se houver outros operandos
   para o comando, eles são separados do nome da fila da impressora usando-se
   um espaço (espaço ASCII, tabulações horizontal e vertical, além do avanço
    de página).  O fim do comando é indicado com um caractere de alimentação de linha
    ASCII.
   

   1. Convenções para os Diagramas

   Os diagramas no restante desta RFC seguem estas convenções.  Esses
   diagramas mostram o formato de um fluxo de octetos para o servidor.  A
   caixa mais distante representa esse fluxo.  Cada uma das caixas contidas
   nela mostram uma parte do fluxo.  Se o conteúdo da caixa for
   dois dígitos decimais, isso indica que o valor de 8 bits em binário
   será usado.  Se o conteúdo for duas letras maiúsculas, isso indica
   que o caractere de controle ASCII será usado.  Há uma
   exceção no caso do caractere SP poder ser interpretado como
   um espaço em branco.  (Leia a seção anterior, para obter uma definição.)  Se o
   conteúdo for uma única letra, o código ASCII para ela deve ser
   enviado.  Do contrário, o conteúdo tem o intuito de ser um mnemônico do
   conteúdo do campo que é uma seqüência de octetos.

   2. Comandos daemon

   Os verbos nos nomes de comando devem ser interpretados como instruções
   feitas para o daemon.  Por isso, o comando "Imprimir trabalhos em espera" é
   importante para o daemon da impressora de linha para o qual é enviado.  Uma nova
   conexão deve ser estabelecida para cada comando a ser enviado para o daemon.

5.1 01 - Imprimir trabalhos em espera

      +----+-------+----+
      | 01 | Fila  | LF |
      +----+-------+----+
      Código do comando - 1
      Operando - Nome da fila da impressora

   Esse comando inicia o processo de impressão, caso ele ainda não esteja em execução.


McLaughlin                                                      [Página 2]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


5.2 02 - Receber um trabalho de impressão

      +----+-------+----+
      | 02 | Fila  | LF |
      +----+-------+----+
      Código do comando -2
      Operando - Nome da fila da impressora

   A recepção de um trabalho é controlada por um segundo nível de comandos.  O
   daemon recebe os comandos enviando-os pela mesma conexão.
   Os comandos são descritos na próxima seção (6).

   Depois que esse comando for enviado, o cliente deve ler um octeto de confirmação de recebimento
   a partir do daemon.  Uma confirmação de recebimento é um octeto de
   zero bits.  Já uma não-confirmação de recebimento é um octeto que segue
   outros padrões.

5.3 03 - Enviar estado da fila (resumido)

      +----+-------+----+------+----+
      | 03 | Fila  | SP | Lista| LF |
      +----+-------+----+------+----+
      Código do comando -3
      Operando 1 - Nome da fila da impressora
      Outros operandos - Nomes de usuário ou números de trabalho


   Se os nomes de usuário ou os números de trabalho (ou ambos) forem fornecidos, apenas esses
   trabalhos para esses usuários, ou com esses números, serão enviados.

   A resposta é um fluxo ASCII que descreve a fila da impressora.
   O fluxo continua até que a conexão seja fechada.  Os finais das linhas são
   indicados com caracteres de controle ASCII LF.  As linhas também podem
   conter caracteres de controle ASCII HT.

5.4 04 - Enviar estado da fila (completo)

      +----+-------+----+------+----+
      | 04 | Fila  | SP | Lista| LF |
      +----+-------+----+------+----+
      Código do comando -4
      Operando 1 - Nome da fila da impressora
      Outros operandos - Nomes de usuário ou números de trabalho

   Se os nomes de usuário ou os números de trabalho (ou ambos) forem fornecidos, apenas esses
   trabalhos para esses usuários, ou com esses números, serão enviados.

   A resposta é um fluxo ASCII que descreve a fila da impressora.
   O fluxo continua até que a conexão seja fechada.  Os finais das linhas são


McLaughlin                                                      [Página 3]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990



   indicados com caracteres de controle ASCII LF.  As linhas também podem
   conter caracteres de controle ASCII HT.

5.5 05 - Remover trabalhos

      +----+-------+----+-------+----+------+----+
      | 05 | Fila  | SP | Agente| SP | Lista| LF |
      +----+-------+----+-------+----+------+----+
      Código do comando -5
      Operando 1 - Nome da fila da impressora
      Operando 2 - Nome de usuário que faz a solicitação (o agente)
      Outros operandos - Nomes de usuário ou números de trabalho

   Esse comando exclui os trabalhos de impressão da fila determinada que
   são listados como outros operandos.  Se apenas o agente for fornecido, o
   comando é para excluir o trabalho ativo atualmente.  A menos que o agente seja
   "raiz", não é possível excluir um trabalho que não seja de propriedade do
   usuário.  Este também é o caso para se especificar nomes de usuário, e não
   números.  Ou seja, o agente "raiz" pode excluir trabalhos pelo nome do usuário,
   mas os demais agentes, não.


   1. Receber subcomandos de trabalho

   Esses comandos são processados quando o daemon da impressora de linha 
   recebe o comando de trabalho.  O daemon irá continuar
   processando os comandos até que a conexão seja fechada.

   Depois que um subcomando for enviado, o cliente deve aguardar uma
   confirmação de recebimento do daemon.  Uma confirmação de recebimento é um
    octeto de zero bits.  Já uma não-confirmação de recebimento é um octeto que segue
   outros padrões.

   Os clientes LPR DEVEM poder enviar os subcomandos dos arquivos de
   controle e de dados de recebimento em qualquer ordem.  Os servidores LPR PRECISAM estar
   aptos a receber, primeiro, o subcomando do arquivo de controle e DEVEM estar aptos
   a receber, primeiro, o subcomando do arquivo de dados.

6.1 01 - Abortar o trabalho
>
      Código do comando - 1
      +----+----+
      | 01 | LF |
      +----+----+

   Não deve ser fornecido nenhum operando.  Esse subcomando irá remover os
   arquivos criados durante esse comando "Receber o trabalho".


McLaughlin                                                      [Página 4]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


6.2 02 - Receber o arquivo de controle

      +----+-------+----+------+----+
      | 02 | Cont  | SP | Nome | LF |
      +----+-------+----+------+----+
      Código do comando -2
      Operando 1 - Número de bytes no arquivo de controle
      Operando 2 - Nome do arquivo de controle

   O arquivo de controle deve ser um fluxo ASCII com os finais das linhas
   indicados pelo ASCII LF.  O número total de bytes no fluxo é
   enviado como o primeiro operando.  O nome do arquivo de controle é enviado como
   o segundo.  Ele deve começar com "cfA"em ASCII, seguido de um número
   de trabalho com três dígitos, além do nome de host que criou o
   arquivo de controle.  O processamento das confirmações de recebimento deve ocorrer normalmente após
   o comando ser enviado.

   Os próximos octetos "Operando 1" na mesma conexão TCP formam o
   conteúdo do arquivo de controle.  Depois que todo o conteúdo for
   entregue, um octeto de zero bits é enviado como uma indicação de que
   o envio do arquivo foi completado.  Um segundo nível de processamento de
   confirmação de recebimento deve ocorrer neste momento.

6.3 03 - Receber o arquivo de dados

      +----+-------+----+------+----+
      | 03 | Cont  | SP | Nome | LF |
      +----+-------+----+------+----+
      Código do comando -3
      Operando 1 - Número de bytes no arquivo de dados
      Operando 2 - Nome do arquivo de dados

   O arquivo de dados pode conter qualquer valor de 8 bits.  O número total
   de bytes no fluxo pode ser enviado como o primeiro operando; do contrário,
   o campo deve ser limpo. O nome do arquivo de dados deve começar
   com "dfA" em ASCII.  Ele deve vir acompanhado de um número de trabalho
   com três dígitos.  O número do trabalho deve ser seguido do nome de host que
   criou o arquivo de dados.  A interpretação do conteúdo do
   arquivo de dados é definida pelo conteúdo do arquivo de controle
   correspondente.  Se o tamanho de um arquivo de dados tiver sido especificado, os próximos octetos
   "Operando 1" na mesma conexão TCP formam o conteúdo do
   arquivo de dados.  Nesse caso, como todo o conteúdo foi
   entregue, um octeto de zero bits é enviado como uma indicação de que
   o envio do arquivo foi completado.  Um segundo nível de processamento de
   confirmação de recebimento deve ocorrer neste momento.


McLaughlin                                                      [Página 5]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


   1. Linhas do arquivo de controle

   Esta seção analisa o formato das linhas no arquivo de controle
   enviado para o daemon de impressora de linha.

   Cada linha do arquivo de controle consiste em um único caractere ASCII
   imprimível que representa uma função a ser executada quando o arquivo
   for impresso.  A interpretação desses caracteres de comando fazem distinção
   entre maiúsculas e minúsculas.  O restante da linha depois do caractere de comando é o
   operando do comando.  Não é permitido nenhum espaço em branco depois do
   caractere de comando.  Os finais de linha com uma nova linha ASCII.

   Esses comandos que têm uma letra minúscula como código de comando são
   usados para especificar uma solicitação de impressão real.  Os comandos que usam
   maiúsculas são usados para descrever valores de parâmetro ou as condições
   existentes.

   Alguns comandos devem estar em todos os arquivos de controle.  Eles são 'H'
   (host responsável) e 'P' (usuário responsável).  Além disso, deve
   haver, pelo menos, um comando em minúsculas para que se produza uma saída.

7.1 C - Classe para uma página de faixa

      +---+-------+----+
      | C | Classe| LF |
      +---+-------+----+
      Código de comando - 'C'
      Operando - Nome da classe para páginas de faixa

   Esse comando define o nome da classe a ser impresso na página de faixa.
   O nome deve ter 31 ou menos octetos.  O nome pode ser omitido.  Se
   for, será usado o nome do host no qual o arquivo é impresso.
   A classe é usada conforme as convenções, para exibir o host a partir do qual
   o trabalho de impressão foi criado.  Isso será ignorado a menos que o comando
   da faixa de impressora ('L') também seja usado.

7.2 H - Nome do host

      +---+------+----+
      | H | Host | LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'H'
      Operando - Nome do host

   Esse comando especifica o nome do host a ser tratado como
   a origem do trabalho de impressão.  O comando deve estar no
   arquivo de controle.  O nome do host deve ter 31 ou menos octetos.


McLaughlin                                                      [Página 6]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


7.3 I - Impressão com Recuo

      +---+-------+----+
      | I | cont  | LF |
      +---+-------+----+
      Código de comando - 'I'
      Operando - Contagem de recuo

   Esse comando especifica, para os arquivos impressos com o
   'f', as colunas fornecidas.  (Para outros comandos que geram saída,
   isso é ignorado.)  O operando da contagem de identação deve estar em todos os dígitos decimais.

7.4 J - Nome do trabalho para a página de faixa

      +---+----------+----+
      | J |Nome trab.| LF |
      +---+----------+----+
      Código de comando - 'J'
      Operando - Nome do trabalho

   Esse comando define o nome do trabalho a ser impresso na página de faixa.  O
   nome do trabalho deve ter 99 ou menos octetos.  Isso pode ser omitido.  O
   nome do trabalho é usado para exibir o nome do arquivo ou
    dos arquivos que foram "impressos".  Isso será ignorado a menos que o comando
   da faixa de impressora ('L') também seja usado.


7.5 L - Imprimir página de faixa

      +---+------+----+
      | L |Usuár.| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'L'
      Operando - Nome do usuário para páginas intermitentes

   Esse comando faz com que a página de faixa seja impressa.  O nome de usuário pode
   ser omitido.  Os comandos do nome da classe para a página de faixa e do nome do trabalho para a página
   de faixa devem vir antes desse comando no arquivo de controle, para que tenham
   efeito.

7.6 M - Enviar por correio Quando Impresso

      +---+------+----+
      | M |Usuár.| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'M'
      Operando - Nome do usuário

   Essa entrada faz com que o correio seja enviado para o usuário como o operando no


McLaughlin                                                      [Página 7]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990



   host especificado pela entrada 'H' quando a operação de impressão terminar
   (com ou sem sucesso).

7.7 N - Nome do arquivo de origem

      +---+------+----+
      | N | Nome | LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'N'
      Operando - Nome do arquivo

   Esse comando especifica o nome do arquivo a partir do qual o arquivo de dados
   foi criado.  Ele retorna em uma consulta e é usado na impressão com
   o comando 'p', quando não o título não for fornecido.  Ele deve ter 131 ou
   menos octetos.

7.8 P - Identificação do usuário

      +---+------+----+
      | P | Nome | LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'P'
      Operando - Identificação do usuário

   Esse comando especifica a identificação do usuário da entidade
   que está solicitando o trabalho de impressão.  Esse comando deve estar no
   arquivo de controle.  A identificação do usuário deve ter 31 ou menos octetos.

7.9 S - Dados de vínculo simbólico

      +---+--------+----+-------+----+
      | S | dispos.| SP | nó I  | LF |
      +---+--------+----+-------+----+
      Código de comando - 'S'
      Operando 1 - Número do dispositivo
      Operando 2 - Número do nó I

   Esse comando é usado para registrar dados de vínculo simbólico em um sistema Unix
   de forma que alterar a entrada do diretório do arquivo depois que um arquivo for impresso não
   irá imprimir o novo arquivo.  Ele é ignorado no caso do arquivo de dados não
   ser vinculado de maneira simbólica.

McLaughlin                                                      [Página 8]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


7.10 T - Título para pr

      +---+-------+----+
      | T | título| LF |
      +---+-------+----+
      Código de comando - 'T'
      Operando - Texto de título

   Esse comando oferece um título para um arquivo a ser impresso com
   o comando 'p'.  (Ele é ignorado por todos os demais comandos
   de impressão.)  O título deve ter 79 ou menos octetos.

7.11 U - Desvincular arquivo de dados

      +---+------+----+
      | U |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'U'
      Operando - Arquivo a ser desvinculado

   Esse comando indica que o arquivo especificado não é mais necessário.
   Isso só deve ser usado para arquivos de dados.

7.12 W - Largura da saída

      +---+-------+----+
      | W | larg. | LF |
      +---+-------+----+
      Código de comando - 'W'
      Operando - Contagem de largura

   Esse comando restringe a saída ao número de colunas especificado para
   os comandos 'f', 'l' e 'p'.  (Para outros comandos que geram saída,
   isso é ignorado.)  O operando da contagem de largura deve ser todo em dígitos
   decimais.  Isso pode ser tranqüilamente reduzido para algum valor menor.  O valor padrão
   para essa largura é de 132.

7.13 1 - fonte troff R

      +---+------+----+
      | 1 |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - '1'
      Operando - Nome do arquivo

   Esse comando especifica o nome do arquivo para a fonte troff R.  [1] Esta
   é a fonte impressa usando-se Times Roman como padrão.


McLaughlin                                                      [Página 9]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


7.14 2 - fonte troff I

      +---+------+----+
      | 2 |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - '2'
      Operando - Nome do arquivo

   Esse comando especifica o nome do arquivo para a fonte troff I.  [1] Esta
   é a fonte impressa usando-se Times (em itálico) como padrão.

7.15 3 - fonte troff B

      +---+------+----+
      | 3 |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - '3'
      Operando - Nome do arquivo

   Esse comando especifica o nome do arquivo para a fonte troff B.  [1] Esta
   é a fonte impressa usando-se Times (em negrito) como padrão.

7.16 4 - fonte troff S

      +---+------+----+
      | 4 |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - '4'
      Operando - Nome do arquivo

   Esse comando especifica o nome do arquivo para a fonte troff S.  [1] Esta
   é a fonte impressa usando-se a fonte Special Mathematical como
   padrão.

7.17 c - Arquivo de plotagem CIF

      +---+------+----+
      | c |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'c'
      Operando - Arquivo a ser plotado

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja plotado, tratando os dados na
   linguagem gráfica CIF (CalTech Intermediate Form). [2]


McLaughlin                                                      [Página 10]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


7.18 d - Imprimir arquivo DVI

      +---+------+----+
      | d |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'd'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja impresso, tratando os dados em
   DVI (saída TeX). [3]

7.19 f - Imprimir arquivo formatado

      +---+------+----+
      | f |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'f'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja impresso como um arquivo de texto sem formatação,
   oferecendo quebras de página conforme o necessário.  Os caracteres de controle ASCII
   que não estiverem na seguinte lista são descartados: HT, CR, FF, LF,
   e BS.

7.20 g - Plotar arquivo

      +---+------+----+
      | g |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'g'
      Operando - Arquivo a ser plotado

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja plotado, tratando os dados na
   saída da biblioteca de plotagem Berkeley Unix. [1]

7.21 k - Reservado para clientes e servidores LPR Kerberized.

7.22 l - Imprimir arquivo deixando caracteres de controle

      +---+------+----+
      | l |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'l' (L minúscula)
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando faz com que o arquivo de dados especificado seja impresso sem
   filtrar os caracteres de controle (como acontece com o comando 'f').


McLaughlin                                                      [Página 11]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


7.23 n - Imprimir arquivo de saída ditroff

      +---+------+----+
      | n |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'n'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando imprime o arquivo de dados seja impresso, tratando os dados como
   uma saída ditroff. [4]

7.24 o - Imprimir arquivo de saída Postscript

      +---+------+----+
      | o |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'o'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando imprime o arquivo de dados seja impresso, tratando os dados como
   uma entrada Postscript padrão.

7.25 p - Imprimir arquivo com formato 'pr'

      +---+------+----+
      | p |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'p'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja impresso com um cabeçalho,
   números de página e paginação.  O cabeçalho deve incluir a data e a
   hora em que a impressão começou, o título e um identificador de número
   de página, além do número da página.  O título é o nome do
   arquivo especificado pelo comando 'N', a menos que o comando 'T' (título)
   seja fornecido.  Depois que uma página de texto tiver sido impressa, uma nova página é
   iniciada com um novo número de página.  (Não há forma de especificar o
   comprimento da página.)

7.26 r - Arquivo a ser impresso com o controle de carro FORTRAN

      +---+------+----+
      | r |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'r'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando faz com que o arquivo de dados seja impresso, interpretando a


McLaughlin                                                      [Página 12]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


   primeira coluna de cada linha como o controle de carro FORTRAN.  O padrão FORTRAN
   limita isso aos controles de carro vazio, "1", "0" e "+".
   A maioria dos programadores FORTRAN também espera que "-" (o espaço triplo)
   funcione corretamente.

7.27 t - Imprimir arquivo de saída troff

      +---+------+----+
      | t |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 't'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando imprime o arquivo de dados como entrada
   de fotocompositora Graphic Systems C/A/T.  [5] Esta é a saída padrão do comando
   "troff" Unix.

7.28 v - Imprimir arquivo de varredura

      +---+------+----+
      | v |arquiv| LF |
      +---+------+----+
      Código de comando - 'v'
      Operando - Arquivo a ser impresso

   Esse comando imprime um arquivo de varredura Sun. [6]

7.29 z - Reservado para futuro uso com o sistema de impressão Palladium.

REFERÊNCIAS e BIBLIOGRAFIA

   [1] Computer Science Research Group, "UNIX Programmer's Reference
       Manual", USENIX, 1986.

   [2] Hon and Sequin, "A Guide to LSI Implementation", XEROX PARC,
       1980.

   [3] Knuth, D., "TeX The Program".

   [4] Kernighan, B., "A Typesetter-independent TROFF".

   [5] "Model C/A/T Phototypesetter", Graphic Systems, Inc. Hudson, N.H.

   [6] Sun Microsystems, "Pixrect Reference Manual", Sun Microsystems,
       Mountain View, CA, 1988.


McLaughlin                                                      [Página 13]


RFC 1179                          LPR                        Agosto 1990


Considerações sobre Segurança

   Os problemas relacionados à segurança não são analisados neste memorando.

Endereço do Autor

   Leo J. McLaughlin III
   The Wollongong Group
   1129 San Antonio Road
   Palo Alto, CA 94303

   Telefone: 415-962-7100
   E-mail: ljm@twg.com


McLaughlin                                                      [Página 14]
				

Propriedades

ID do artigo: 124734 - Última revisão: terça-feira, 23 de setembro de 2003 - Revisão: 1.1
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows 2000 Server
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Professional Edition
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
  • Microsoft Windows NT Workstation 3.5
  • Microsoft Windows NT Workstation 3.51
  • Microsoft Windows NT Workstation 4.0 Developer Edition
  • Microsoft Windows NT Server 3.5
  • Microsoft Windows NT Server 3.51
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Standard Edition
Palavras-chave: 
kbinfo kbprint KB124734

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com