Solucionando problemas do serviço Pesquisador de Computadores da Microsoft

Traduções deste artigo Traduções deste artigo
ID do artigo: 188305 - Exibir os produtos aos quais esse artigo se aplica.
Expandir tudo | Recolher tudo

Neste artigo

Sumário

Embora não haja nenhum método centralizado para determinar se a lista de controle em uma WAN está completa, existem técnicas para identificar se os servidores em um determinado segmento estão representados na lista de controle de um segmento remoto. Essas mesmas técnicas podem ser aplicadas a todos os segmentos na WAN. Porém, os resultados desses testes podem mudar caso as funções dos servidores sejam alteradas durante a eleição dos localizadores. Apenas se todos os servidores de um domínio na WAN forem totalmente estáticos e nenhum servidor ficar online ou offline, os resultados desses testes terão significado ao longo do tempo.

Os testes descritos abaixo dependem do utilitário Browstat.exe presente no Microsoft Windows Resource Kit. A saída de exemplo será apenas para o protocolo TCP/IP. Além disso, assim como acontece com a maioria dos diagnósticos de problemas de rede, para solucionar o serviço pesquisador, o administrador deve ter pleno conhecimento dos limites do segmento de rede e das configurações do roteador na rede. Como exemplo, vamos supor que um cliente em um segmento remoto não tenha um servidor na lista de controle localizada em outro segmento.

Por conta da sensibilidade de tempo do serviço Localizador e do uso de datagramas de difusão, não se devem executar essas etapas até que tenha decorrido um ciclo de 48 minutos (o ciclo de propagação completo em um ambiente de domínio com vários segmentos).

Não se esqueça de que a resolução de nome dentre todos os localizadores é essencial e de que a primeira coisa a ser feita é estabelecer uma infra-estrutura de resolução de nome eficiente com WINS. É possível perder muito tempo, tentando determinar os problemas do localizador, que são efetivamente causados por problemas na resolução de nome.

Mais Informações

  1. Encontre o localizador mestre no segmento em que o servidor está localizado. Execute este comando no segmento em que está o servidor ausente:
    browstat status
    A resposta é similar a:
    Status do domínio Nome_do_domínio no transporte \Device\NetBT_IEEPRO1

    A localização está ativa no domínio.
    O nome do localizador mestre é: Localizador_mestre
    A versão do localizador mestre em execução é 1381
    1 servidor de backup recuperado do mestre Localizador_de_backup
    \\SmallerServer
    Há 100 servidores no domínio Nome_do_domínio no transporte
    \Device\NetBT_IEEPRO1
    Há 1500 domínios no domínio Nome_do_domínio no transporte
    \Device\NetBT_IEEPRO1
    As informações devem indicar qual é o servidor que funciona como localizador mestre no segmento. No entanto, se ele demorar para responder, é possível que essas informações tenham sido recebidas de outro localizador mestre.

    Os resultados do comando lhe informam a seqüência "\Device\Protocol_NIC", que pode ser usada com outros comandos browstat.

    Para encontrar o localizador mestre local no segmento do cliente, execute o seguinte comando:
    browstat getmaster \device\netbt_el59x1 nome_do_domínio
    O uso das opções status ou getmaster envia uma consulta DomainName<1d> e retorna o localizador mestre atual do segmento. O serviço Pesquisador não é usado na localização do computador que está funcionando como o localizador mestre. É possível executar a etapa de forma remota caso o próprio serviço seja usado para indicar quais computadores estão funcionando como localizador mestre no segmento, embora isso exija que o administrador conheça os nomes de todos os servidores em cada um dos segmentos. Além disso, trata-se de uma técnica para solução de problemas insuficiente, já que o próprio serviço está sendo usado na solução de um problema do localizador. E mesmo que essa parte do localizador não apresente um problema, a lista retornada pode estar desatualizada em cerca de 36 minutos. Para determinar de forma remota a lista dos localizadores mestre no domínio, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\pdcname | findstr /i mbr
    Em seguida, o administrador deve determinar qual é o localizador mestre presente no segmento que contém o nome do servidor ausente.

    Se não for possível encontrar um localizador mestre, você poderá forçar a eleição, parando e iniciando o serviço Pesquisador em um controlador de domínio presente no segmento do servidor. Em alguns minutos, execute o teste novamente. Ou, no console de um servidor no segmento, é possível forçar uma eleição, executando o seguinte comando:
    browstat elect \device\netbt_ieepro1 nome_do_domínio
  2. Determine se o localizador mestre tem o nome do servidor na lista. O localizador mestre é o primeiro servidor na cadeia da comunicação que deve conter o nome do servidor ausente. Esse teste determina se o localizador mestre recebeu o quadro Host Announcement do servidor. Observe que a seqüência "\device..." é obtida da saída acima. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\localizador_mestre | findstr /i servidor_ausente
    Se o localizador mestre tiver o servidor na lista, o comando retornará uma resposta similar a:
    \\Servidor_ausente NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\Servidor_ausente
    Se o localizador mestre local não tiver o nome do servidor, será possível executar o seguinte comando a partir de qualquer computador que esteja no segmento do servidor ausente:
    browstat forceannounce \device\netbt_el59x1 nome_do_domínio
    Ou, é possível executar o seguinte comando a partir do console do servidor ausente:
    browstat announce \device\netbt_el59x1 nome_do_domínio
    Talvez seja útil verificar se o servidor ausente é capaz de mapear uma unidade de rede para o localizador mestre e verificar a conectividade de rede.

    Além disso, você pode reinicializar o servidor para forçar um quadro Host Announcement.

  3. Determine se o PDC recebeu o nome do servidor do localizador mestre. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\pdc | findstr /i servidor_ausente
    A saída seria semelhante a:
    \\Servidor_ausente NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\Servidor_ausente
    Se o nome do servidor estivesse ausente, isso possivelmente se daria por problemas na resolução de nome. Para que o PDC obtenha a lista dos servidores do localizador mestre, o localizador mestre do servidor deve ser capaz de resolver o nome DomainName<1b> de forma a poder enviar o quadro Master Announcement, usando a porta UDP 138. Para que o PDC responda ao anúncio e obtenha o nome do servidor, ele deve ser capaz de resolver o nome de computador do localizador mestre. (Para que o localizador mestre do servidor obtenha a lista de todo o domínio do PDC, ele também deve ser capaz de resolver o nome de computador do PDC.)

    A resolução de nomes é essencial em ambas as direções. Para verificar se o localizador mestre do servidor é capaz de resolver a entrada DomainName<1b>, execute o seguinte comando:
    browstat getpdc \device\netbt_el59x1 nome_do_domínio
    Para verificar se o PDC e o localizador mestre são capazes de resolver o nome de computador do outro, mapeie uma unidade de rede do localizador mestre para o PDC e do PDC para o localizador mestre. Se alguma dessas etapas não funcionar, solucione o problema da resolução de nomes.

  4. Determine o localizador mestre no segmento do cliente. Faça isso, executando as mesmas etapas da etapa 1, mas no segmento do cliente.
  5. Determine se o localizador mestre possui o nome do servidor ausente no segmento do cliente. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\mbclientseg | findstr /i servidor_ausente
    Se o servidor tiver a entrada, a saída deverá ser similar a:
    \\Servidor_ausente NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\Servidor_ausente
    Se o localizador mestre não tiver o nome do servidor ausente, é possível que isso se deva a um problema de resolução de nomes. Verifique se o localizador mestre no segmento do cliente é capaz de resolver o nome DomainName<1b>, executando o seguinte comando:
    browstat getpdc \device\netbt_el59x1 nome_do_domínio
    Além disso, o localizador mestre deve ser capaz de resolver o nome de computador do PDC. Para verificar isso, mapeie uma unidade de rede para o PDC.

    Se algum desses testes não funcionar, solucione os problemas da resolução de nomes.

  6. Determine os localizadores mestre no segmento do cliente. Para reduzir as demandas no localizador mestre do segmento, quando um cliente solicitar uma lista de controle, ele escolherá um localizador de backup, caso haja um disponível. Por isso, é mais provável que todos os clientes usem localizadores de backup. Há duas formas de determinar os localizadores de backup locais do segmento.

    No console do localizador mestre, execute o seguinte comando:
    browstat locallist \device\netbt_ieepro1 | findstr /i bbr
    Ele retornará uma lista de entradas:
    \\Localizador_de_backup NT 04.00 (W,S,BDC,NT,BBR,DFS) "Description" of server
    \\Localizador_de_backup
    Para controlar o comando para o localizador mestre, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\localizador_mestre 0x40000000 | findstr /i bbr
    OBSERVAÇÃO: Esses sinalizadores são definidos no seguinte documento CIFS Browsing Protocol (em inglês):

    ftp://ftp.microsoft.com/developr/drg/cifs/cifsbrow.doc
  7. Determine se os localizadores de backup têm o nome do servidor ausente. Para que todos os clientes no segmento recuperem uma lista de controle confiável, é preciso verificar todos os localizadores de backup com o nome do servidor ausente. Para cada localizador de backup, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\localizador_de_backup | findstr /i servidor_ausente
    Se um localizador de backup não contiver o nome do servidor ausente, verifique se o localizador é capaz de mapear uma unidade de rede para o localizador mestre. A função do localizador de backup é a função de localizador mais dinâmica. Localizadores mestre instruem possíveis localizadores a se tornarem localizadores de backup, dependendo da carga. Aguarde 12 minutos e repita as etapas 6 e 7.
Para obter informações adicionais sobre como o nome do computador pode não estar na lista de confiança, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
231312 Nome do computador ausente na lista de confiança

Problemas multihomed

Para que o PDC crie uma única lista de domínios, ele não pode ser um servidor multihomed. Todos os localizadores mestre nos segmentos remotos estabelecerão uma conexão com o PDC. Como não há garantia de que todos os localizadores mestre escolherão a mesma interface no PDC, o PDC deve ser siglehomed, para que seja possível criar uma única lista de domínios. Além disso, todos os localizadores mestre devem ser singlehomed. A cada 12 minutos, o localizador mestre se conecta ao PDC e solicita a lista de domínios. Dessa forma, o localizador mestre emite um quadro Master Announcement Browser para o PDC, solicitando a conexão com o localizador mestre e a obtenção das listas locais. No entanto, como o PDC não mantém endereços IP em separado para cada interface no localizador mestre, quando o PDC se conecta ao localizador mestre, ele apenas obtém a lista de computadores e servidores obtidos na interface em questão.

Outras considerações

Para evitar a funcionalidade de localizador freqüente e precisar realizar esses testes, talvez seja preciso dedicar computadores de cada segmento, para manter uma lista de domínios consistente. Se os servidores forem desligados e reiniciados constantemente, considere o uso de um BDC, caso o número de segmentos não seja grande, ou pelo menos um servidor membro com base em Windows em cada segmento com o registro IsDomainMaster definido como True. Isso dará ao servidor uma folga durante as eleições para o localizador mestre do segmento.

Se nenhuma das etapas acima funcionar e lhe permitir passar à próxima etapa, verifique se nenhum dos servidores de localizador identificados tenham um erro "conflito de nome". É possível verificar isso, executando o seguinte comando:
nbtstat -n
Você pode usar o comando de forma remota, usando as opções -A ou -a.

O localizador é muito sensível à configuração dos roteadores em toda a WAN. Como as funções do localizador são determinadas por eleições de difusão, as difusões UDP não devem ser encaminhadas. Talvez haja um comportamento diferente, caso o tráfego de difusão UDP seja encaminhado em uma direção, mas não em outra. Isso pode gerar eventos de localizador "8003", o que causa um ciclo contínuo de eleições.

Uma outra etapa possível para tentar resolver problemas é capturar o tráfego de rede com um analisador de protocolo, como a ferramenta Monitor de Rede da Microsoft. Para visualizar diretamente as trocas de localizador, é possível parar e reiniciar o serviço Pesquisador. Infelizmente, não há garantias de que um localizador assumirá a mesma função anterior após a parada e a inicialização do serviço. Porém, esse método pode ser especificamente útil na verificação da comunicação quando o localizador mestre solicitar a lista de domínios do PDC e logo após o PDC solicitar a lista local do localizador mestre. Depois que o serviço for iniciado no localizador mestre, a troca completa deverá acontecer dentro de um ou dois minutos. Configure o buffer de captura do analisador de protocolo e as definições de tamanho do quadro para permitir essa quantidade de tráfego.

A lista de servidores retornada pelo serviço localizador anterior ao Windows NT 4.0 estava restrita a 64 KB. Quando esse tamanho for excedido, será exibida uma lista de servidores em ordem alfabética. Para evitar esse comportamento, todos os navegadores devem estar executando o Windows NT versão 4.0 ou mais recente.

Referências

Para obter mais informações, consulte o documento "Microsoft Windows NT Browser" no seguinte site da Microsoft (em inglês):
http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc767893.aspx

Propriedades

ID do artigo: 188305 - Última revisão: sexta-feira, 23 de setembro de 2011 - Revisão: 6.0
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Excel 4.0 for Macintosh
  • Microsoft PowerPoint 3.0 para Macintosh
Palavras-chave: 
kbinfo kbnetwork kbtshoot KB188305

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com