?COMO: Solucionar problemas de falhas de replicação intra-sites

Traduções deste artigo Traduções deste artigo
ID do artigo: 249256 - Exibir os produtos aos quais esse artigo se aplica.
Expandir tudo | Recolher tudo

Neste artigo

Sumário

Este artigo descreve detalhadamente os diversos sintomas e métodos de resolução que podem ser usados para solucionar problemas de falhas de replicação intra-sites.

Importante Apesar da replicação dos serviços de diretório e dos serviços de replicação de arquivos usarem os mesmos mecanismos de instalação de conexão e programações de replicação, eles são dois componentes completamente diferentes. Este artigo descreve as ferramentas e técnicas comuns para solucionar problemas de objetos de conexão de replicação de modo a diagnosticar problemas de replicação intra-sites.

Sintomas comuns de falha de replicação

Os sintomas comuns que indicam uma falha de replicação intra-site incluem o seguinte:
  • Os usuários e computadores não recebem diretivas atualizadas.
  • O conteúdo correto do compartilhamento SYSVOL não é replicado para todos os controladores de domínio.

    Observação Isto também pode ocorrer devido a uma falha no serviço de replicação de arquivos.
Para solucionar estes problemas, use os seguintes utilitários.
  • Utilitários Dcdiag.exe (Diagnóstico de controlador de domíno) e Netdiag.exe (Diagnóstico de rede). É possível obter estas ferramentas pelas Ferramentas de suporte do Windows 2000 no CD-ROM do Windows 2000. Para obter informações adicionais sobre como obter e usar os utilitários de diagnóstico Dcdiag.exe e Netdiag.exe, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
    265706 O DCDiag e o NetDiag no Windows 2000 facilitam o ingresso no domínio e a criação de controladores de domínio
  • Utilitário de diagnóstico de replicação (Repadmin.exe). Use esta ferramenta para verificar os links corretos para sites e para exibir as conexões de entrada e saída. Também é possível usá-la para exibir a fila de replicação. É possível obter esta ferramenta pelas Ferramentas de suporte do Windows 2000 no CD-ROM do Windows 2000. Para obter informações adicionais sobre como obter e usar o utilitário Repadmin.exe, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
    229896 Usando o Repadmin.exe para solucionar problemas de replicação no Active Directory
  • Utilitário Serviço de replicação de arquivos (Ntfrsutil.exe).
  • Monitor de replicação do Active Directory (Replmon.exe). É possível obter esta ferramenta pelas Ferramentas de suporte do Windows 2000 no CD-ROM do Windows 2000.
A lista a seguir descreve as etapas básicas a serem seguidas quando você tenta solucionar problemas deste tipo:
  • Verifique se o DNS (Serviço de Nomes de Domínio) está configurado corretamente. Uma configuração correta do DNS é necessária para corrigir a replicação de diretórios.
  • Verifique se você pode usar o utilitário Ping.exe para efetuar o "ping" no controlador de domínio pelo nome do host e endereço IP a partir de seu hub parceiro.
  • Verifique se os computadores na ramificação podem resolver os nomes no hub. Por exemplo, execute o ping em server1.domain1.site1.forest.com.
  • Verifique se você pode efetuar o ping nos servidores pelos GUIDs (Globally Unique Identifiers) da maneira que estão listados nos logs de eventos. Se você conseguir efetuar o ping com êxito em um servidor pelo nome do host, mas não pelo GUID, significa que existe um problema de configuração de DNS.
  • Execute o utilitário Dcdiag.exe. Este utilitário executa uma série de testes, resultando em "Passou" ou "Falhou". Verifique se todos os testes passaram.
  • Exiba o log do serviço de diretório de Visualizar eventos na ramificação que está enfrentando problemas. Investigue e resolva todos os erros.
  • Verifique os links corretos para sites usando o utilitário Repadmin.exe com a opção /showreps.
  • Verifique as conexões de entrada usando o utilitário Repadmin.exe com a opção /showconn.
  • Exiba todos os arquivos de log na pasta Winnt\Debug.

Sintomas específicos e etapas para solucionar o problema

Observação Nas seções a seguir, o controlador de domínio que está relatando o problema é chamado de "servidor de destino". O controlador de domínio pelo qual o servidor de destino tenta replicar o conteúdo, é chamado de "servidor de origem".

Erro "Acesso negado"

Ao usar a ferramenta Repadmin.exe com a opção /showreps, uma, ou algumas mensagens de erro de "Acesso negado", são listadas nas informações de status de replicação que é retornada. Isto indica que o controlador de domínio não teve êxito na última vez que tentou entrar em contato com o outro controlador de domínio. Como um controlador de domínio é um membro do grupo Controladores de domínio da empresa, este controlador tem autorização para chamar qualquer função ou, outro controlador de domínio. Se você perceber que as chamadas entre controladores de domínio resultam em erros de "Acesso_negado", não será um problema de falta de credenciais corretas, mas de configuração incorreta das credenciais do controlador de domínio.
  • Se o erro for "ERROR_ACCESS_DENIED", procure por um problema Kerberos.
  • Se o erro for "ERROR_DRA_ACCESS_DENIED", verifique se as contas dos dois computadores envolvidos, nos dois diretórios, estão corretas. Verifique se o campo userAccountControl está correto para um controlador de domínio.

Repadmin.exe ou Replmon.exe relatam "Acesso negado" para uma partição de pasta particular

Este problema normalmente indica um problema de autenticação Kerberos, apesar de existirem diversas exceções. Neste caso, para resolver a falha de replicação, resolva antes a falha de autenticação e depois tente corrigir o problema de replicação. Para resolver este problema:
  1. Verifique se o direito do usuário "Acesso a este computador pela rede" na diretiva de segurança do servidor de origem inclui a conta do computador do servidor de destino. É possível fazer isto pelo grupo Todos, pelo grupo Controladores de domínio de empresas ou especificando individualmente.
  2. Verifique se o serviço do centro de distribuição de chaves foi iniciado. É possível usar Dcdiag.exe para fazer um teste em busca de falha de serviço em todos os controladores de domínio, usando o comando dcdiag /test:services.

    Observação Neste comando, existe o sinal de dois pontos entre "test" e "services".
  3. Verifique se o servidor de destino possui objetos de conexão de outros servidores de origem. Se não possuir, convém criar conexões manuais se o KCC (Knowledge Consistency Checker) não criá-las automaticamente ou, se tiver sido desabilitado.
  4. Verifique se a topologia do KCC está conectada. Se o KCC não tiver formado uma topologia completa, as alterações não poderão ser replicadas. Para testar isto, use o comando dcdiag/test:topology, especificando a topologia do domínio que deseja verificar.
  5. Verifique se a caixa de seleção Confiar no computador para delegação está marcada na guia Geral da caixa de diálogo propriedades do controlador de domínio no snap-in MMC dos usuários e computadores do Active Directory.
  6. Se o problema existir entre controladores de domínio de domínios diferentes, verifique a relação de confiança. Para fazer isto, use o snap-in domínios e relações de confiança do Active Directory ou, usando o comando netdom trust trusting_domain_name /domain:trusted_domain_name /verify /kerberos.
  7. Verifique se cada computador está sincronizado para o Contexto de nomenclatura de configuração (Config NC). O KCC deve saber quais são os servidores e sites. É possível usar o comando repadmin/syncall para forçar o servidor a ficar atualizado com toda a empresa. Especifique que o contexto de nomenclatura que você deseja sincronizar é o Config NC. Verifique se a topologia do link do site está correta. Faça com que o KCC seja executado em cada servidor para reconstruir a topologia, ou espere por 15 minutos.
  8. Verifique se a chave dos servidores bridgehead estão em operação. Você deve determinar se as alterações podem fluir por toda a empresa. Execute o comando dcdiag/test:intersite uma vez para cada site. Este comando retorna os nomes dos servidores bridgehead e, se estão ou não reportando os erros.
  9. Verifique o atributo da propriedade userAccountControl. Verifique se os atributos UF_SERVER_TRUST_ACCOUNT 0x2000 e UF_TRUSTED_FOR_DELEGATION 0x80000 estão definidos. Por exemplo, se você converter o valor do atributo de 532480 decimal para hexadecimal, ele se tornará x82000, no qual 0x8000 corresponde a UF_TRUSTED_FOR_DELEGATION e 0x2000 corresponde a UF_SERVER_TRUST_ACCOUNT.
  10. Use o utilitário Replmon.exe para determinar se os atributos pwdLastSet e unicodePwd estão consistentes com relação ao carimbo de data/hora nos computadores.
  11. Verifique se os SPNs (Nomes da Entidade de Serviço) estão registrados em cada controlador de domíno. Use o comando dcdiag/test:outboundsecurechannels para testar isto. É possível identificar o SPN que está sendo usado para replicação pelo GUID anterior: E3514235-4B06-11D1-AB04-00C04FC2DCD2/b2f6f255-4446-45e8-81a3-0649d5d71a66/domain.com.
  12. Faça com que todas as contas do computador sejam replicadas por toda a empresa. Isto significa que todos os controladores de domínio devem estar sincronizados com todas as outras cópias de seus domínios. Para cada computador que esteja reportando um erro de replicação como "Acesso negado", use o comando repadmin/syncall para fazer com que o computador seja atualizado. Observe que você deve especificar o domínio que deseja sincronizar.
  13. Ao executar o comando Repadmin.exe anterior, a seguinte mensagem de erro poderá ser exibida:
    O contexto de segurança não pôde ser estabelecido devido a uma falha na qualidade de serviço solicitada.
    Se você recebê-la, ative o processamento interno e procure por DSIDs. Entre em contato com o Atendimento Microsoft para obter informações sobre como obter a ferramenta Dsid.exe. Para obter informações sobre como entrar em contato com o Atendimento Microsoft, visite o seguinte site da Microsoft:
    http://support.microsoft.com
  14. Verifique se o grupo de controladores de domínio de empresas tem as permissões necessárias na partição de diretório ACLs:
    1. Inicie o snap-in de usuários e computadores do Active Directory.
    2. No menu Exibir, clique em Recursos avançados, se já não estiver selecionado.
    3. Clique com o botão direito do mouse no objeto do domínio raiz e clique em Propriedades.
    4. Clique na guia Segurança, clique em CONTROLADORES DE DOMÍNIO DE EMPRESAS na lista de nomes e verifique se as permissões a seguir estão selecionadas em Permitir:
      Topologia de gerenciamento de replicação
      Replicar as alterações de diretório
      Sincronização de replicação
  15. Use o snap-in sites e serviços do Active Directory para verificar se o objeto do servidor e seu objeto filho de configurações NTDS correspondente existem no site correto.
  16. Verifique o servidor de destino em busca de tickets antigos ou inválidos para o servidor de origem. Use os utilitários Kerbtray e Klist do Windows 2000 Resource Kit para realizar estes testes. Use o comando NETDOM RESETPWD para redefinir a senha da conta e gravar esta alteração em um parceiro de replicação imediato. Isto altera efetivamente a senha, define as senhas antiga e nova como sendo as mesmas e grava esta alteração no parceiro de replicação. Isto faz com que você tenha que usar o seguinte comando ou tenha que reiniciar o computador:
    klist purgeall

Erro "A operação DSA não pode prosseguir por causa de uma falha de pesquisa de DNS"

Para solucionar este erro:
  1. Use o comando Nltest /dsgetdc: /pdc /force /avoidself para determinar se o PDC correto retorna.
  2. Se um objeto de conexão e não um link de replicação for reportado pelos comandos REPLMON ou REPADMIN, o problema poderá estar relacionado ao KCC.
  3. Execute os seguintes comandos no PDC e envie o resultado para o Atendimento Microsoft (PSS) para obter outras soluções para este problema:
    nltest /DBFLAG:0x2000FFFF

    -e-

    nltest /DSGETDC: /GC
  4. Execute o comando nltest /dsgetdc: /gc /force para determinar se é possível entrar em contato com um servidor de catálogo global (GC).
  5. Verifique o parâmetro "última senha alterada" no PDC e nos servidores que estiverem enfrentado o problema.

Operação colocada em fila ou nenhum link de replicação exibido

Nenhum link de replicação é exibido ao executar os utilitários Repadmin.exe ou Replmon.exe. Para solucionar este problema, dispare o KCC e pesquise no log dos serviços de diretório em busca de qualquer evento relacionado ao KCC. Isto normalmente aponta para uma falha de comunicação com o controlador de domínio.

Acesso à replicação negado ou contexto de nomenclatura em processo de exclusão

Você recebe uma das seguintes mensagens ao tentar disparar a replicação:
Acesso à replicação negado.
-ou-
O contexto de nomenclatura está em processo de exclusão.
Isto pode ocorrer se o usuário que está usando o snap-in sites e serviços do Active Directory para disparar a replicação em um controlador de domínio não possuir a permissão apropriada para iniciar a replicação. Verifique as credenciais do usuário que realiza esta operação.

Objetos de conexão duplicada entre sites

Para resolver este problema: AVISO: O uso incorreto do Editor do Registro pode causar sérios problemas que talvez exijam a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não garante que os problemas resultantes do uso incorreto do Editor do Registro possam ser solucionados. O uso do Editor do Registro é de sua responsabilidade.
  1. Determine se os bridgeheads explícitos entre sites foram usados anteriormente e não foram removidos ou, se estão em uso no momento, porém configurados incorretamente. Uma maneira de verificar isto é usar a ferramenta LDP para conectar-se ao gerador de topologia entre sites (ISTG), no site que tem conexões duplicadas. Se você verificar no contêiner de Transportes entre sites pelo Config NC, em seguida no cn=ip, exiba este objeto. Se existir o atributo "bridgeheadServerListBL", os bridgeheads explícitos existirão. Para obter informações adicionais sobre como determinar o ISTG de um site, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
    224599 Determinando o ISTG (Gerador de Topologia entre Sites) de um site no Active Directory
  2. Determine se as conexões duplicadas aparecem em todos os sites ou em um subconjunto específico. Procure por um padrão como, por exemplo, conexões duplicadas entre determinados conjuntos de servidores. Em um site que tenha conexões duplicadas, exiba o atributo fromServer na conexão duplicada. Para este "fromServer", leve em consideração o site no qual o "fromServer" reside. Tente isolar as atividades neste site. Quantos servidores existem neste site? Existe algum servidor que pode ser alcançado, usando o utilitário Ping a partir do ISTG?
  3. Verifique se o intervalo de replicação está definido apropriadamente e se o ISTG pode completar a replicação.
  4. Para ajudar no isolamento de problemas de conexões duplicadas:
    1. Escolha um controlador de domínio que esteja construindo conexões de entrada duplicada entre sites. Por exemplo, o mesmo controlador de domínio de origem e destino, não apenas o mesmo site de origem e destino. O controlador de domínio selecionado deve ser o ISTG para o site. É possível determinar o ISTG para um site, exibindo as propriedades Configurações de site NTDS para este site, no snap-in sites e serviços do Active Directory.
    2. Deixe o log de eventos do serviço de diretório com um tamanho grande. Por exemplo, 64 MB.
    3. Use o Editor do Registro para definir o valor de 1 Knowledge Consistency Checker como um valor de dados 5 e o valor de 9 Internal Processing como um valor de dados 1, na seguinte subchave do Registro:
      HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\NTDS\Diagnostics
    4. Execute o comando ldifde -f before.ldf -d "CN=Sites,CN=Configuration,DC=Site1,DC=Forest1,DC=com".
    5. Defina T0=hora atual.
    6. Execute o comando repadmin /kcc e espere a conclusão.
    7. Inicie o componente Visualizar eventos e verifique se o log de eventos do serviço de diretório registrou os eventos informativos com a hora T0 (incluindo o evento 1009 do KCC, "O verificador de consistência começou a atualizar a topologia de duplicação para este servidor"). Se este não for o caso, dobre o tamanho do log de eventos e volte para a etapa e: Defina T0=hora atual.
    8. Salve o log de eventos do serviço de diretório.
    9. Execute o comando ldifde -f after.ldf -d "CN=Sites,CN=Configuration,DC=Site1,DC=Forest1,DC=com".
    10. Revise o Before.ldf, After.ldf e o log de eventos do serviço de diretório para obter mais análises.

Diretiva de grupo é aplicada de forma inconsistente entre controladores de domínio

É possível usar o exemplo de script a seguir para verificar se a diretiva de grupo replicou de forma correta em todos os controladores de domínio no seu domínio. A Microsoft fornece exemplos de programação apenas para ilustração, sem garantia explícita ou implícita, incluindo, mas sem limitar a, garantias de comercialização e/ou adequação para uma finalidade em especial. Este artigo pressupõe que você conhece a linguagem de programação que está sendo demonstrada e também as ferramentas usadas para criar e depurar procedimentos. Os profissionais de suporte da Microsoft podem ajudar a explicar a funcionalidade de um procedimento em particular, mas não modificarão estes exemplos para fornecer funcionalidades adicionais ou construir procedimentos para atender às suas necessidades específicas. Caso você não tenha muita experiência com programação, será necessário entrar em contato com um Microsoft Certified Partner ou com a linha de consultas passíveis de cobrança da empresa no número (11) 3444-6844. Para obter informações adicionais sobre Microsoft Certified Partner, visite o seguinte site da Microsoft (em inglês):
http://www.microsoft.com/partner/referral/
Para obter informações adicionais sobre as opções de suporte disponíveis na Microsoft, visite o seguinte site da Microsoft :
http://support.microsoft.com/contactus/?ws=support
Use o comando chkpolicyo nome de seu domínio para executar este script:
@echo off  REM \logs\chkpolicy domain_name  set filename=sysvol\%dom_name%\Policies\{6AC1786C-016F-11D2-945F-00C04fB984F9}\Machine\Microsoft\Windows NT\SecEdit\GPTTMPL.INF  nltest /dclist:%dom_name% > dclist.tmp  del dclist1.tmp  FOR /F "eol=; tokens=1 delims=, " %%i in (dclist.tmp) do (       @echo %%i >> dclist1.tmp  )  FOR /F "eol=. tokens=1 delims=. " %%i in (dclist1.tmp) do (        @echo %%i       dir  "\\%%i\%filename%"  )  

O serviço de diretório está muito ocupado para completar a operação

Você pode receber o erro 8438, ERROR_DS_DRA_BUSY, "O serviço de diretório está muito ocupado para completar a operação de replicação no momento." Este é o erro que o serviço de diretório retorna quando obtêm progresso na remoção do contexto de nomenclatura (após remover 500 objetos), porém existem muitos objetos para completar em uma passagem sem fechar a fila de replicação. Se a limpeza do catálogo global estiver impedindo o sucesso da replicação, é possível criar um arquivo em lote para acelerar o processo. É possível promover novamente o computador para que se comporte como um servidor de catálogo global. O exemplo de script a seguir fornece esta funcionalidade: A Microsoft fornece exemplos de programação apenas para ilustração, sem garantia explícita ou implícita, incluindo, mas sem limitar a, garantias de comercialização e/ou adequação para uma finalidade em especial. Este artigo pressupõe que você conhece a linguagem de programação que está sendo demonstrada e também as ferramentas usadas para criar e depurar procedimentos. Os profissionais de suporte da Microsoft podem ajudar a explicar a funcionalidade de um procedimento, mas não modificarão estes exemplos para fornecer funcionalidades adicionais ou construir procedimentos para atender a necessidades específicas. Se a sua experiência com programação não for muito ampla, entre em contato com um Microsoft Certified Partner ou com a linha de consultas passíveis de cobrança da empresa no número (11) 3444-6844. Para obter informações adicionais sobre Microsoft Certified Partners, consulte o seguinte site da Microsoft (em inglês):
http://www.microsoft.com/partner/referral/
Para obter informações adicionais sobre as opções de suporte disponíveis oferecidas pela Microsoft, acesse o seguinte site da Microsoft:
http://support.microsoft.com/contactus/?ws=support
setlocal  set destgc=__setgcnamehere__.site1.forest1.com  :domain1  repadmin /delete DC=domain1,DC=site1,DC=forest1,DC=com %destgc% /nosource  if %errorlevel% == 8438 goto :domain2  :domain2  repadmin /delete DC=domain2,DC=Site1,DC=forest1,DC=com %destgc% /nosource  if %errorlevel% == 8438 goto :domain3  REM ...  endlocal

Técnicas avançadas para solução de problemas

KCC (Knowledge Consistency Checker) e ISTG

É possível criar um log de eventos para o KCC que contenha informações de diagnóstico adicionais. Para fazer isto execute as seguintes etapas no ISTG do site em que as conexões duplicadas aparecem:
  1. Salve o conteúdo do log de eventos e limpe-o.
  2. Defina 1 Knowledge Consistency Checker como 5 na seguinte subchave do Registro:
    HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\NTDS\Diagnostics
  3. Execute o KCC (Knowledge Consistency Checker) pela execução do comando repadmin /kcc.
  4. Redefina o valor DWORD do Registro 1 Knowledge Consistency Checker como 0 (zero).
  5. Salve o novo log de eventos.
Para obter uma nova medida de linha de base:
  1. Verifique se o computador tem um link de site para o hub. Se não tiver, crie um.
  2. Exclua todos os objetos de conexão que chegam ao computador.
  3. Execute o KCC (Knowledge Consistency Checker) pela execução do comando repadmin /kcc.
  4. Verifique se as conexões foram criadas conforme o esperado pela execução do comando repadmin /showconn.
  5. Pesquise no log de eventos do serviço de diretório em busca de erros. Você poderá ver erros (por exemplo, identificação do evento 1265) indicando que uma réplica não pode ser adicionada para um contexto de nomenclatura X e o erro Y. Determine se o erro tem relação com o problema de DNS ou se é um erro de conectividade e tente corrigir o problema correspondente. Se o erro indicar que o nome da conta de destino está incorreta ou se for um erro SPN, poderá ser mais difícil de resolver.
  6. Se o log de eventos reportar que a réplica foi adicionada com êxito, faça uma verificação executando o comando repadmin /showreps.
Após ajustar os intervalos de replicação do link do site, espere pela alteração na configuração para replicar aos outros servidores do hub e reinicie cada um dos servidores do hub para limpar a fila de replicação. É possível usar o comando repadmin/sync ou o snap-in sites e servidores do Active Directory para forçar a replicação do contexto de nomenclatura de configuração, de modo que os links de sites atualizados fiquem visíveis em cada um dos servidores do hub antes de reiniciá-los. Use o utilitário Dcdiag.exe para avaliar a condição de replicação de cada site. Isto pode ser executado remotamente por meio de um script e o resultado analisado para a palavra "falha". É possível usar o exemplo de script a seguir como um exemplo: A Microsoft fornece exemplos de programação apenas para ilustração, sem garantia explícita ou implícita, incluindo, mas sem limitar a, garantias de comercialização e/ou adequação para uma finalidade em especial. Este artigo pressupõe que você conhece a linguagem de programação que está sendo demonstrada e também as ferramentas usadas para criar e depurar procedimentos. Os profissionais de suporte da Microsoft podem ajudar a explicar a funcionalidade de um procedimento, mas não modificarão estes exemplos para fornecer funcionalidades adicionais ou construir procedimentos para atender a necessidades específicas. Se a sua experiência com programação não for muito ampla, entre em contato com um Microsoft Certified Partner ou com a linha de consultas passíveis de cobrança da empresa no número (11) 3444-6844. Para obter informações adicionais sobre Microsoft Certified Partners, consulte o seguinte site da Microsoft (em inglês):
http://www.microsoft.com/partner/referral/
Para obter informações adicionais sobre as opções de suporte disponíveis oferecidas pela Microsoft, acesse o seguinte site da Microsoft:
http://support.microsoft.com/contactus/?ws=support
REM check replications in site site1

dcdiag /s:dc1 /test:replications /a /n:domain1

dcdiag /s:dc1 /test:replications /a /n:domain2

dcdiag /s:dc1 /test:replications /a /n:domain3

REM check replications in site site2

REM continue Dcdiag statements for domains in site2

Serviço de duplicação de arquivos (FRS)

  1. Se você suspeitar que a replicação de serviço de diretório está funcionando, mas o FRS está falhando, verifique se o hotfix do FRS posterior ao Service Pack 1 (SP1) está instalado em todos os parceiros de replicação. Esta atualização está incluída no Service Pack 2 (SP2) e Service Pack 3 (SP3) para Windows 2000.
  2. Execute o comando Ntfrsutil ds para verificar o seguinte:
    • Verifique se existe somente um objeto do assinante com o nome "DOMAIN SYSTEM VOLUME (SYSVOL SHARE)" e se tem um "Member Ref". Por exemplo:
      • ASSINANTE: DOMAIN SYSTEM VOLUME (COMPARTILHAMENTO SYSVOL)
      • Member Ref: CN=TEST1,CN=Domain System Volume (compartilhamento SYSVOL),CN=File Replication Se...
    • Localize o resultado do objeto do assinante ("despejo") para este controlador de domínio e verifique se possui um atributo Server Ref e Computer Ref. Verifique também se pelo menos uma conexão existe exatamente neste objeto membro. Esta é a conexão de entrada para este controlador de domínio. Por exemplo: MEMBRO: TEST1
      • Server Ref : CN=configurações NTDS, CN=TEST1,CN=Servidores,CN=Default-First-Site-Name,CN=Sit...
      • Computer Ref : cn=test1,ou=domain controllers,dc=domain1,dc=site1,dc=forest1,dc=com...
      • DN: cn=d7874204-c331-4750-82ec-30b96a8ec732,cn=ntds settings,cn=test1,cn=s...
    • Verifique se pelo menos algum outro objeto membro tenha este controlador de domínio como o parceiro de entrada. Use o atributo Partner Dn para indicar de qual parceiro a conexão provém.
      • Partner Dn : cn=ntds settings,cn=test1,cn=servers,cn=default-first-site-name,cn=sit...
  3. Execute o comando Ntfrsutil para verificar o seguinte:
    • Verifique se o conjunto de réplica DOMAIN SYSTEM VOLUME (COMPARTILHAMENTO SYSVOL) tem um valor para Estado do serviço de ATIVO, por exemplo:
      Estado do serviço: 3 (ATIVO)
    • Verifique se existe pelo menos uma conexão de entrada e uma de saída para o controlador de domínio. Por exemplo:
      Entrada : FALSO
      Entrada : VERDADEIRO
  4. Aumente os níveis de registro do FRS. Para fazer isto, adicione os seguintes valores do Registro para a subchave do Registro
    HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\NtFrs\Parameters
    :
    Nome do valor: Debug Log Severity
    Tipo do valor: REG_DWORD
    Valor: 0x00000004
    Nome do valor: Debug Maximum Log Messages
    Tipo do valor: REG_DWORD
    Valor: 50000
    Nome do valor: Debug Log Files
    Tipo do valor: REG_DWORD
    Valor: 0x00000032
  5. Para auxiliar na solução de problemas, é possível "descartar" o estado do FRS de um controlador de domínio para um arquivo. Use o exemplo de script a seguir, como um exemplo de como fazer isto: A Microsoft fornece exemplos de programação apenas para ilustração, sem garantia explícita ou implícita, incluindo, mas sem limitar a, garantias de comercialização e/ou adequação para uma finalidade em especial. Este artigo pressupõe que você conhece a linguagem de programação que está sendo demonstrada e também as ferramentas usadas para criar e depurar procedimentos. Os profissionais de suporte da Microsoft podem ajudar a explicar a funcionalidade de um procedimento, mas não modificarão estes exemplos para fornecer funcionalidades adicionais ou construir procedimentos para atender a necessidades específicas. Se a sua experiência com programação não for muito ampla, entre em contato com um Microsoft Certified Partner ou com a linha de consultas passíveis de cobrança da empresa no número (11) 3444-6844. Para obter informações adicionais sobre Microsoft Certified Partners, consulte o seguinte site da Microsoft (em inglês):
    http://www.microsoft.com/partner/referral/
    Para obter informações adicionais sobre as opções de suporte disponíveis oferecidas pela Microsoft, acesse o seguinte site da Microsoft:
    http://support.microsoft.com/contactus/?ws=support
    @echo off
    
    REM FRS_CHECK.CMD - Records the state of FRS
    
    SETLOCAL ENABLEEXTENSIONS
    
    SET FRSCK=C:\FRS_CHECK
    
    if NOT EXIST %FRSCK% (md %FRSCK%)
    
    REM  run dcdiag
    
    dcdiag  >  %FRSCK%\dcdiag.txt
    
    REM For FRS 
    
    ntfrsutl  ds  > %FRSCK%\ntfrs_ds.txt
    ntfrsutl  sets  > %FRSCK%\ntfrs_sets.txt
    ntfrsutl  inlog  > %FRSCK%\ntfrs_inlog.txt
    ntfrsutl  outlog  > %FRSCK%\ntfrs_outlog.txt
    ntfrsutl  version  > %FRSCK%\ntfrs_version.txt
    regdmp HKEY_LOCAL_MACHINE\system\currentcontrolset\services\NtFrs\Parameters > %FRSCK%\ntfrs_reg.txt
    dir \\.\sysvol /s > %FRSCK%\ntfrs_sysvol.txt
    
    REM scan the frs debug logs for errors.
    
    findstr /i ":SO: error invalid fail abort warn" %windir%\debug\ntfrs_*.log   |  findstr /v "IO_PEND ERROR_SUCCESS FrsErrorSuccess" > %FRSCK%\ntfrs_errscan.txt
    
    REM For DS replication
    
    repadmin /showreps  >  %FRSCK%\ds_showreps.txt
    repadmin /showconn  >  %FRSCK%\ds_showconn.txt

Referências

Para obter informações sobre como obter o utilitário Kerbtray.exe, visite o seguinte site da Microsoft (em inglês):
http://www.microsoft.com/downloads/details.aspx?FamilyID=4e3a58be-29f6-49f6-85be-e866af8e7a88&displaylang=en

Propriedades

ID do artigo: 249256 - Última revisão: quarta-feira, 20 de setembro de 2006 - Revisão: 4.0
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
  • Microsoft Windows 2000 Server
Palavras-chave: 
kbhowtomaster KB249256

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com