Artigo: 283037 - Ver produtos para os quais este artigo se aplica.
Expandir tudo | Reduzir tudo

Sumário

Este artigo descreve a extensão de endereçamento físico (PAE, Physical Address Extension) e o AWE (Address Windowing Extensions), e explica como funcionam em conjunto. Este artigo também aborda as limitações da utilização de memória para além dos 4 gigabytes (GB) inerentes aos sistemas operativos de 32 bits.

Mais Informação

A PAE é a capacidade adicional do processador IA32 de endereçar mais do que 4 GB de memória física. Os sistemas operativos que se seguem poderão utilizar a PAE para tirar partido de memória física além dos 4 GB:
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
  • Microsoft Windows Server 2003, Enterprise Edition
  • Microsoft Windows Server 2003, Datacenter Edition
Para activar a PAE, utilize o parâmetro /PAE no ficheiro Boot.ini.

Nota: no Windows Server 2003, a PAE só é activada automaticamente se o servidor utilizar adição de dispositivos de memória com o sistema em funcionamento (hot-add). Neste caso, não tem de utilizar o parâmetro /PAE num sistema que esteja configurado para utilizar adição de dispositivos de memória com o sistema em funcionamento. Em todos os outros casos, tem de utilizar o parâmetro /PAE no ficheiro Boot.ini para tirar partido da memória além dos 4 GB.

Normalmente, um processo que seja executado no Windows 2000 ou no Windows Server 2003 consegue aceder até 2 GB de espaço de endereçamento de memória (pressupondo que o parâmetro /3GB não foi utilizado), em que alguma memória é física e alguma é virtual. Quanto mais programas (e, por conseguinte, mais processos) forem executados, mais memória será utilizada até ao limite de 2 GB de espaço de endereçamento.

Quando esta situação ocorre, o processo de paginação aumenta drasticamente e o desempenho poderá ser afectado de forma negativa. Os gestores de memória do Windows 2000 e do Windows Server 2003 utilizam a PAE para proporcionar mais memória física a um programa. Isto reduz a necessidade de trocar a memória do ficheiro de paginação e resulta num melhor desempenho. O próprio programa não tem conhecimento do tamanho real da memória. Toda a gestão e atribuição de memória da memória PAE é processada pelo gestor de memória, independentemente dos programas que são executados.

As informações precedentes são válidas para programas que sejam executados quando o parâmetro /3GB for utilizado. Um programa que necessite de 3 GB de memória tem mais probabilidade de conseguir que uma maior quantidade da respectiva memória permaneça na memória física, em vez de ser paginada. Isto melhora o desempenho de programas que conseguem utilizar o parâmetro /3GB. A excepção verifica-se quando o parâmetro /3GB é utilizado em conjunto com o parâmetro /PAE. Neste caso, o sistema operativo não utiliza mais de 16 GB de memória. Este comportamento é provocado por considerações relativas ao espaço de memória virtual do kernel. Assim, se o sistema reiniciar com a entrada /3GB no ficheiro Boot.ini, e tiver mais de 16 GB de memória física, a memória RAM física adicional não será utilizada pelo sistema operativo. Reiniciar o computador sem o parâmetro /3GB permite a utilização de toda a memória física.

AWE é um conjunto de interfaces de programação de aplicações (APIs, application programming interfaces) para as funções do gestor de memória que permitem que os programas enderecem mais memória do que os 4 GB disponíveis através do endereçamento padrão de 32 bits. O AWE permite que os programas reservem memória física como memória não paginada e, em seguida, mapeiem dinamicamente partes desta memória para o conjunto de memória de trabalho do programa. Este processo permite que programas que utilizem intensivamente a memória, como sistemas de bases de dados de grandes dimensões, reservem grandes quantidades de memória física para dados, sem que tenha de ser utilizado um ficheiro de paginação para a respectiva utilização. Em vez disso, os dados são colocados e retirados do conjunto de trabalho e a memória reservada está acima dos 4 GB. Além disso, a memória acima dos 4 GB é exposta ao gestor de memória e às funções do AWE pela PAE. Sem a PAE, o AWE não pode reservar memória além dos 4 GB.

Segue-se um exemplo de um ficheiro Boot.ini a que foi adicionado o parâmetro PAE:
[boot loader]
timeout=30
default=multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(2)\WINDOWS
[operating systems]
multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(2)\WINDOWS="Windows Server 2003, Enterprise" /fastdetect /PAE


Aviso: o conteúdo do ficheiro Boot.ini varia com base na configuração. Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na base de dados de conhecimento da Microsoft (KB, Microsoft Knowledge Base):
317526 Como editar o ficheiro Boot.ini no Windows Server 2003
Resumindo, a PAE é uma função dos gestores de memória do Windows 2000 e do Windows Server 2003 que proporciona mais memória física a um programa que peça memória. O programa não tem conhecimento de que a memória que utiliza reside para além dos 4 GB, assim como um programa não tem conhecimento de que a memória que pediu está, na realidade, no ficheiro de paginação.

O AWE é um conjunto de APIs que permite que os programas reservem grandes blocos de memória. A memória reservada é não paginável e apenas pode ser acedida por esse programa. Para obter mais informações sobre o AWE e a PAE, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na base de dados de conhecimento da Microsoft (KB, Microsoft Knowledge Base):
268363 PAE (Physical Addressing Extensions) Intel no Windows 2000
Para obter mais informações, visite os seguintes Web sites da Microsoft:
http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/aa213764(SQL.80).aspx
http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms810461.aspx
Se adicionar mais memória ao sistema, é possível que o BIOS reconheça a quantidade total de RAM física instalada no servidor, mas que o Windows reconheça apenas uma parte da RAM. Se o servidor tiver uma funcionalidade de memória redundante ou uma funcionalidade de espelhamento de memória activada, o complemento de memória poderá não estar visível na totalidade para o Windows. A memória redundante fornece ao sistema uma memória de reserva quando outra falha. O espelhamento de memória divide as memórias num conjunto espelhado. Ambas as funcionalidades são activadas ou desactivadas no BIOS e não podem ser acedidas através do Windows. Para modificar as definições destas funcionalidades, poderá ter de consultar o manual de utilizador do sistema ou o Web site do OEM. Em alternativa, poderá ter de contactar o fornecedor de hardware.

Por exemplo, se estiver a executar um sistema que tenha 4 GB de RAM instalada e adicionar 4 GB de RAM, o Windows poderá reconhecer apenas 4 GB de memória física ou, eventualmente, 6 GB em vez dos 8 GB totais. A funcionalidade de memória redundante ou de espelhamento de memória poderá estar activada nas novas memórias sem o seu conhecimento. Estes sintomas são semelhantes aos que ocorrem quando não adiciona o parâmetro /PAE ao ficheiro Boot.ini.

Referências

Para obter mais informações, visite o seguinte Web site da Microsoft:
Operating Systems and PAE Support http://www.microsoft.com/whdc/system/platform/server/PAE/pae_os.mspx

Propriedades

Artigo: 283037 - Última revisão: 6 de março de 2008 - Revisão: 11.3
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows Server 2003 Enterprise Edition
  • Microsoft Windows Server 2003 Datacenter Edition
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
Palavras-chave: 
kbenv kbinfo kbmemory KB283037

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com