Gravar vídeo para o Windows Movie Maker (parte 1 de 3)

Traduções de Artigos Traduções de Artigos
Artigo: 314575 - Ver produtos para os quais este artigo se aplica.
Expandir tudo | Reduzir tudo

Nesta página

Sumário

As informações constantes neste artigo são fornecidas por: Microsoft Press.

Este artigo é o primeiro de uma série de três artigos que explicam como gravar vídeo para o Windows Movie Maker. A parte 1 explica como pode ligar dispositivos de captura e descreve as opções disponíveis na caixa de diálogo Gravar. Para ver os restantes artigos da série, clique na hiperligação para o tópico que pretende ver:
314577 Recording Video into Windows Movie Maker (Part 2 of 3)
316420 Recording Video into Windows Movie Maker (Part 3 of 3)
Estas informações representam um excerto do livro Microsoft Windows Movie Maker Handbook, capítulo 8: "Recording Video into Windows Movie Maker". Saiba mais sobre o Microsoft Windows Movie Maker Handbook.

Mais Informação

Os tópicos abordados nesta série de artigos são:
  • Ligar dispositivos de captura
  • Compreender a caixa de diálogo 'Gravar'
    • Opções de definição da qualidade
    • Controlos de vídeo digital (apenas DV)

  • Gravar ao vivo
  • Gravar de uma cassete
  • Importar ficheiros
O primeiro passo para a criação de filmes com o Windows Movie Maker, com poderá calcular, é importar os seus vídeos e ficheiros de multimédia existentes para o Movie Maker. Pode importar material utilizando diversos métodos, por exemplo, importar ficheiros existentes, como imagens estáticas, áudio e vídeo, ou gravar os seus vídeos domésticos existentes no computador. Gravar vídeos no computador significa utilizar a câmara Web, uma camcorder analógica, uma câmara de vídeo digital (DV) ou um videogravador (VCR) em conjunto com uma placa de captura instalada, para gravar ao vivo ou de uma cassete directamente para o Movie Maker. Pode ter um ou mais destes dispositivos de captura ligados ao computador. Utilizando um vasto conjunto de suportes diferentes em combinação com algumas das funcionalidades de edição disponíveis no Movie Maker, pode criar filmes que pode partilhar por correio electrónico ou através da Web, com familiares e amigos.

Ligar dispositivos de captura

O primeiro passo para gravar com o Movie Maker consiste em instalar e configurar os dispositivos de captura. Estes dispositivos podem incluir uma câmara analógica ou DV, um videogravador, uma câmara Web ou apenas um microfone.

Para poder utilizar a maioria dos dispositivos de captura, tem de ter o software e controladores correctos instalados no computador. O Microsoft Windows Millennium Edition reconhece muitos dos dispositivos de captura e periféricos actuais mais conhecidos. Muitas vezes, estes componentes de hardware trazem software do fabricante, que tem de ser instalado para poder utilizar o dispositivo específico. Quando instalar o dispositivo, consulte a documentação fornecida para se certificar de que o dispositivo é correctamente instalado.

Devido à vasta gama de hardware disponível, é praticamente impossível listar todas as configurações possíveis. Contudo, a lista abaixo descreve alguns dos dispositivos de captura básicos e explica como ligá-los ao computador. Tenha em conta que, consoante o dispositivo de captura e hardware associado que tenha no PC, poderá utilizar nenhuma, uma ou várias das configurações apresentadas.

Câmara DV ligada a uma placa IEEE 1394 (FireWire)

Para obter a melhor qualidade da câmara DV ou mini-DV, deverá ter uma placa de captura IEEE 1394 instalada no computador. Quando a câmara DV for ligada à placa IEEE 1394, obterá a imagem de alta qualidade esperada da câmara DV. A placa IEEE 1394 é simplesmente um componente de hardware que passa as informações para o PC. Uma vez que os dados já estão num formato digital, podem ser lidos e transferidos directamente para o computador sem alteração dos bits reais de vídeo e áudio. Isto resulta no vídeo com a melhor qualidade possível ao utilizar câmaras de vídeo comuns. A figura 8.1 mostra um exemplo desta ligação.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da ligação de uma camcorder DV a uma placa de captura IEEE 1394

Figura 8.1 - Ligar uma camcorder DV a uma placa de captura IEEE 1394.

Câmara DV ligada a uma placa de captura de vídeo analógica

Mesmo que tenha uma câmara DV, poderá não ter uma placa IEEE 1394. Pode, ainda assim, utilizar a câmara DV desde que tenha outra placa de captura de vídeo instalada no computador. No entanto, se transferir vídeo desta forma, de um dispositivo digital para uma placa de captura analógica, detectará alguma perda de qualidade. Isto acontece porque os dados passados para a placa de captura são alterados antes de o computador os poder utilizar. A figura 8.2a mostra um exemplo desta ligação.

Quando liga um dispositivo DV desta forma, existem dois tipos principais de entrada: S-Video ou vídeo composto. Ambos resultam em perda de qualidade relativamente à utilização de uma placa de captura IEEE 1394. No entanto, se tiver os conectores adequados e o hardware puder transferir S-Video ou vídeo composto, pretenderá provavelmente utilizar o S-Video, uma vez que resulta em imagem e som de melhor qualidade. A figura 8.2b mostra um exemplo desta ligação.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da ligação de uma camcorder DV a entradas de vídeo composto ou S-Video analógicas

Figura 8.2 - Ligar uma camcorder DV a entradas de vídeo composto ou S-Video analógicas.

Câmara analógica ligada a uma placa de captura de vídeo analógica

As camcorders analógicas incluem câmaras que gravam em formatos como 8 mm, Hi-8, VHS e S-VHS. Quando gravar a partir de uma câmara analógica para uma placa de captura analógica, não obterá a qualidade de imagem que teria com uma câmara DV e uma placa de captura IEEE 1394. Contudo, quando utilizar dispositivos analógicos, poderá utilizar o software fornecido com a placa de captura para alterar alguns aspectos do vídeo, como os níveis de tonalidade, saturação, brilho, contraste e volume de som. A figura 8.3 mostra uma ligação básica a uma camcorder analógica.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da ligação de uma camcorder analógica a uma placa de captura analógica

Figura 8.3 - Ligar uma camcorder analógica a uma placa de captura analógica

Algumas camcorders analógicas têm ligações de vídeo e áudio independentes. Nesta configuração, as entradas podem ter um aspecto semelhante ao mostrado na figura 8.4.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da utilização de ligações de vídeo e áudio independentes

Figura 8.4 - Utilizar ligações de vídeo e áudio independentes.

Câmara Web ligada a placa de captura de vídeo USB ou analógica

A forma correcta de ligar a câmara Web ao computador depende do tipo de câmara que possui. Algumas câmaras ligam a uma porta USB, enquanto outras poderão ligar à placa de captura de vídeo. Estes dois componentes de hardware poderão ser fornecidos em conjunto, ou poderá ter de adquirí-los em separado. Enquanto algumas câmaras podem ser ligadas a qualquer placa de captura de vídeo, outras são proprietárias, o que significa que tem de ter a placa de captura adequada, especificada pelo fabricante da câmara, para a que esta funcione. Consulte a documentação fornecida para determinar a situação que se aplica à sua câmara Web específica.

Além disso, algumas câmaras Web têm um microfone incorporado, e outras não. Se a sua câmara Web não tiver um microfone incorporado, necessitará de um microfone independente para captar som. Ligue-o à tomada (normalmente com a indicação "Mic") do computador ou da placa de som. Se não tiver um microfone e a câmara Web não tiver um incorporado, não poderá gravar som sem outro dispositivo de captura, como uma camcorder.

A figura 8.5 mostra um exemplo de possíveis ligações de câmara Web. Note que a ligação dependerá do tipo da câmara Web em utilização.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da ligação de uma câmara Web

Figura 8.5 - Ligar uma câmara Web.

Videogravador ligado a uma placa de captura de vídeo analógica

Com a crescente popularidade das placas de captura de vídeo e de sintonização de TV, algumas pessoas começam a utilizar os computadores como televisores. Por exemplo, se tiver televisão por cabo, pode ligar um cabo coaxial da tomada ou do descodificador do cabo ao videogravador. Para concluir a configuração, pode ligar a saída de vídeo e as ligações de áudio adequadas ao computador. A saída de vídeo deve ser ligada à tomada de entrada de vídeo da placa de captura de vídeo (possivelmente com a indicação "composite") e a ficha de áudio deve ser ligada à tomada de linha da placa de som.

Se tiver filmes domésticos em cassetes VHS normais, esta é uma forma de importar esses filmes para o Movie Maker.

NOTA: se tanto o videogravador como a placa de captura de vídeo tiverem ligações S-Video, pode ligá-los com um único cabo S-Video para transmitir vídeo e som. Consulte a documentação fornecida com o videogravador e a placa de captura para obter mais informações sobre ligações S-Video. O S-Video proporciona imagens e som com melhor qualidade do que as ligações de vídeo composto.

A figura 8.6 mostra um exemplo da ligação de um videogravador à placa de captura de vídeo de um computador.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da ligação de um videogravador a uma placa de captura de vídeo

Figura 8.6 - Ligar um videogravador a uma placa de captura de vídeo

Compreender a caixa de diálogo 'Gravar'

Depois de ligar os dispositivos de captura ao computador, estará preparado para gravar filmes domésticos ou outras imagens para o Movie Maker. Esta é a principal funcionalidade do Movie Maker, e a gravação é facilitada por um meio principal de início, a caixa de diálogo Gravar. Assim, quer esteja a transferir filmes domésticos de uma cassete para o computador ou a utilizar a câmara Web para gravar uma breve mensagem para enviar a um amigo, tudo é feito numa caixa de diálogo principal.

A figura 8.7 mostra a caixa de diálogo Gravar quando não está ligada uma câmara DV, ou não é detectada pelo computador, ou quando a câmara DV está no modo de câmara (gravação).

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da caixa de diálogo 'Gravar'

Figura 8.7 - A caixa de diálogo Gravar.

NOTA: poderá não ter os mesmos dispositivos que os mostrados na figura 8.7. Como mencionado anteriormente, o Movie Maker suporta uma vasta gama de dispositivos de captura.

A caixa de diálogo Gravar fornece um conjunto adicional de controlos e outra opção se tiver uma câmara DV ligada ao computador e passar a mesma para o modo VCR ou VTR, que é o modo de reprodução utilizado para gravar de uma cassete para o Movie Maker. O conjunto de controlos e a opção adicionais estão assinalados na figura 8.8.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da caixa de diálogo 'Gravar' quando está ligado um dispositivo DV ao computador no modo VCR (reprodução)

Figura 8.8 - A caixa de diálogo Gravar quando está ligado um dispositivo DV ao computador no modo VCR (reprodução).

Antes de gravar as cassetes ou outro material para o Movie Maker, é importante conhecer bem as funcionalidades fornecidas pela caixa de diálogo Gravar. A secções que se seguem descrevem as diversas partes desta caixa de diálogo em detalhe.

Gravar

Ao gravar, pode optar por gravar apenas vídeo, apenas áudio ou vídeo e áudio. A maioria das vezes, pretenderá provavelmente gravar as partes de áudio e vídeo dos filmes que transferir para o Movie Maker. Afinal, uma grande parte dos filmes domésticos inclui imagens de familiares e amigos com diálogos que mostram a sua personalidade e captam verdadeiramente o momento.

No entanto, poderão existir ocasiões em que pretenda apenas captar a parte de vídeo dos filmes, porque pretende narrar pessoalmente as cenas ou adicionar outra banda sonora. Por vezes os diálogos captados em filme não acrescentam nada ao mesmo, ou a qualidade do som não é exactamente a esperada. Neste caso, pode gravar apenas o vídeo de um filme doméstico, adicionar os clips resultantes ao projecto actual e, em seguida, gravar uma narração descritiva das cenas, pessoas ou imagens.

Dispositivo de vídeo e áudio

Escolher os dispositivos de vídeo e áudio correctos é essencial para gravar o material original para o Movie Maker. Para gravar com êxito, tem de escolher o dispositivo correcto e as linhas de entrada correctas. Se qualquer destas definições estiver incorrecta, o vídeo e o áudio não serão gravados com êxito.

A tabela 8.1 mostra configurações comuns ao escolher as definições do dispositivo de vídeo e de áudio. Na caixa de diálogo Gravar, clique em Alterar dispositivo para ver os dispositivos disponíveis para utilização e para visualizar ou alterar as definições de gravação actuais.

NOTA: não se esqueça de que as ligações do seu computador poderão ser diferentes devido à diversidade de hardware disponível.

Tabela 8.1 - Definições do dispositivo de vídeo e de áudio.

Tarefa                    Dispositivo de vídeo  Dispositivo de áudio    Entrada de linha  
----------------------------------------------------------------------------------------

Gravar áudio e vídeo de   Placa de captura      Dispositivo de áudio    Line In
uma cassete analógica.    de vídeo              predefinido
 
Gravar áudio e vídeo de   Câmara DV ou          A câmara DV ou o VCR    (Já seleccionada
cassete DV (placa de      videogravador         (Terá de aumentar       ou não
captura de vídeo IEEE                           o volume da câmara      aplicável)
1394).                                          ou do videogravador
                                                para ouvir o áudio   
                                                do filme. Não ouvirá   
                                                o áudio no 
                                                computador.)

Gravar áudio e vídeo de    Placa de captura     Dispositivo de áudio     Line In
cassete DV                 de vídeo             predefinido
(placa de captura 
de vídeo analógica). 
   
Gravar vídeo ao vivo e     Câmara Web           Microfone da câmara      (Já seleccionado
áudio associado de uma                          Web (tem de ser          ou não
câmara Web sem um                               escolhido como           aplicável
microfone incorporado.                          dispositivo de áudio)

Gravar vídeo ao vivo e     Câmara Web           Dispositivo de áudio     Microfone
áudio associado de uma                          predefinido              ou Mic (se
câmara Web sem um                                                        tiver um 
microfone                                                                microfone
incorporado                                                              ligado ao 
                                                                         computador)
                                                                
Tabela 8.1 - Definições do dispositivo de vídeo e de áudio.

NOTA: mesmo que não tenha nenhum dispositivo de captura, pode utilizar o Movie Maker. No entanto, não conseguirá gravar directamente para o Movie Maker; apenas conseguirá importar ficheiros de multimédia existentes para utilizar nos seus filmes.

Existem duas normas de controlador básicas para os dispositivos de captura de vídeo actuais: controladores Microsoft Video para Windows (VFW) e controladores de Modelo de controlador do Windows (WDM, Windows Driver Model). A única diferença que poderá ver é a caixa de diálogo e as opções fornecidas quando configurar o dispositivo. Saberá qual a norma do dispositivo pela caixa de diálogo apresentada depois de clicar em Alterar dispositivo na caixa de diálogo Gravar. Um dispositivo que utilize controladores WDM terá a caixa de diálogo com a opção de entrada de Linha de vídeo adicional se o dispositivo tiver múltiplas entradas de linha, enquanto um dispositivo que utilize controladores VFW (ou um dispositivo WDM que tenha apenas uma entrada de linha) não fornecerá esta opção. A figura 8.9 mostra a caixa de diálogo apresentada se um dispositivo de captura utilizar controladores WDM e tiver múltiplas entradas de linha.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
 Imagem da caixa de diálogo 'Alterar dispositivo' para um dispositivo que utilize controladores WDM e tenha múltiplas entradas de linha

Figura 8.9 - A caixa de diálogo Alterar dispositivo para um dispositivo que utilize controladores WDM e tenha múltiplas entradas de linha.

Os dois cenários que se seguem descrevem como configurar um dispositivo de captura VFW e um dispositivo de captura que utilize controladores WDM. O dispositivo de captura específico ligado pode ser uma câmara Web ou uma camcorder analógica.

Para configurar o dispositivo de vídeo analógico (controladores VFW)
  1. Na caixa de diálogo Gravar, clique em Alterar dispositivo. A caixa de diálogo Alterar dispositivo, mostrada na figura 8.10, é apresentada.

    Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
     Imagem da caixa de diálogo 'Alterar dispositivo' para um dispositivo de captura que utilize controladores VFW

    Figura 8.10 - A caixa de diálogo Alterar dispositivo para um dispositivo de captura que utilize controladores VFW.
  2. Na caixa de diálogo Alterar dispositivo, seleccione o dispositivo que pretende utilizar e clique em Configurar.
  3. Na caixa de diálogo Propriedades resultante, clique em Origem de vídeo. A caixa de diálogo resultante depende do fabricante do dispositivo de captura e do respectivo software.

    Normalmente, consegue controlar definições de gravação como:
    • Ligação de vídeo a utilizar.
    • Tamanho da imagem.
    • Norma a utilizar, normalmente NTSC ou PAL. NTSC é a norma de difusão utilizada na América do Norte, enquanto PAL é a norma europeia.
    • Formato da imagem.
    • Brilho, contraste, tonalidade e saturação do vídeo.
  4. Clique em OK ou Fechar.
  5. Depois de efectuar estas alterações e outras para o dispositivo de áudio e entrada de linha adequados a utilizar, clique em OK na caixa de diálogo Alterar dispositivo para voltar à caixa de diálogo Gravar principal e continuar a especificar as definições de gravação.
Para configurar o dispositivo de vídeo analógico (controladores WDM)
  1. Na caixa de diálogo Gravar, clique em Alterar dispositivo. Para dispositivos com múltiplas entradas de linha que utilizem controladores WDM, é apresentada a caixa de diálogo Alterar dispositivo mostrada na figura 8.11.

    Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
     Imagem da caixa de diálogo 'Alterar dispositivo' para um dispositivo com múltiplas entradas de linha e que utilize controladores WDM

    Figura 8.11 - A caixa de diálogo Alterar dispositivo para um dispositivo com múltiplas entradas de linha e que utilize controladores WDM.
  2. Na caixa de diálogo Alterar dispositivo, seleccione o dispositivo de vídeo que pretende utilizar e, em seguida, seleccione a linha a utilizar para o vídeo. A definição que deve seleccionar depende de como a câmara está ligada à placa de captura.
  3. Na caixa de diálogo Alterar dispositivo, clique em Configurar.
  4. Na caixa de diálogo Propriedades resultante, clique em Origem de vídeo. A caixa de diálogo resultante depende do fabricante do dispositivo de captura e do respectivo software. Por este motivo, poderá ver um nome ligeiramente diferente de Origem de vídeo.

    Normalmente, consegue controlar definições de gravação como:
    • Norma a utilizar, normalmente NTSC ou PAL. NTSC é a norma de difusão utilizada na América do Norte, enquanto PAL é a norma europeia.
    • Os controlos da câmara (por exemplo, deslocamento, inclinação, etc.).
    • Definições como brilho, contraste, tonalidade e saturação do vídeo.
  5. Clique em OK ou Fechar.
  6. Depois de efectuar estas alterações e outras para o dispositivo de áudio e entrada de linha a utilizar, clique em OK na caixa de diálogo Alterar dispositivo para voltar à caixa de diálogo Gravar principal e continuar a especificar as definições de gravação.
Limite do tempo de gravação A opção Limite do tempo de gravação permite definir um tempo máximo de gravação. O valor desta opção está no formato hh:mm:ss (horas:minutos:segundos). Quando é definido um limite de tempo, o Movie Maker pára de gravar automaticamente quando o limite de tempo é atingido. Esta opção é, provavelmente, mais útil se estiver a gravar cassetes de longa duração, que poderão ter uma ou duas horas. Isto permite efectuar outras tarefas no computador (ou em casa) enquanto o filme doméstico está a ser gravado para o Movie Maker. Quando o limite de tempo for atingido, será solicitado que atribua um nome e guarde o ficheiro de filme resultante.

Se tiver seleccionado a caixa de verificação Gerar ficheiro automaticamente na caixa de diálogo Opções, no menu Ver, o Movie Maker atribuirá o nome e guardará o ficheiro resultante automaticamente. O clip (ou clips se Criar clips for seleccionado) é, então, importado para a nova colecção. O ficheiro de vídeo real importado é armazenado na localização especificada na área Gravar ficheiro da caixa de diálogo Opções. Os ficheiros são guardados como Cassete1.wmv, Cassete2.wmv, etc. Se optar por gravar Só áudio, os ficheiros resultantes serão gravados como Cassete1.wma, Cassete2.wma, etc.

O limite do tempo de gravação depende da quantidade de espaço disponível no disco rígido do computador. Se definir o limite com um tempo que exceda o espaço disponível no disco rígido, o limite de tempo será automaticamente definido de acordo com a quantidade máxima de espaço disponível no disco rígido e a definição de nível de qualidade seleccionada. Por exemplo, se definir a opção Limite do tempo de gravação como duas horas e tiver especificado a definição de qualidade Média, mas apenas tiver espaço em disco para uma hora, a caixa Limite do tempo de gravação será automaticamente definida como 1:00:00. Se o conteúdo que pretende gravar para o Movie Maker necessitar de mais espaço em disco, terá de libertar algum espaço em disco ou escolher uma definição de qualidade menor, ou seleccionar outra unidade.

Quando gravar, tem de ter pelo menos 300 MB de espaço livre em disco na unidade de sistema, que é a unidade em que o sistema operativo Windows Millennium Edition está instalado. Por exemplo, se o Windows Millennium Edition estiver instalado na unidade C, esta será a unidade de sistema. Se a unidade definida na caixa Armazenamento temporário da caixa de diálogo Opções for a mesma que a unidade de sistema, apenas conseguirá gravar conteúdo que possa ser armazenado nessa unidade além dos 300 MB. Por exemplo, se tiver 301 MB de espaço livre no disco rígido da unidade de sistema e Armazenamento temporário estiver definido como esta unidade, apenas terá 1 MB disponível para gravação. A tabela 8.2 mostra os requisitos relacionados com a unidade:

Tabela 8.2 - O espaço livre em disco necessário nas diversas unidades do computador.

Unidade                Espaço livre em disco na unidade (MB)
---------------------------------------------------------------------------

Unidade de sistema     300 
Ficheiro de paginação  25 (sempre na unidade de sistema) 
Colecção               50 (sempre na unidade de sistema) 
Não-sistema            0
Criar clips

Se estiver a gravar uma cassete longa que contenha uma hora ou duas de imagens, percorrer todo o ficheiro para localizar a parte específica que pretende utilizar pode demorar muito tempo. A selecção da opção Criar clips permite a detecção de imagens no Movie Maker, em que é criado um clip novo sempre que é detectada uma frame completamente diferente. A criação de clips e respectiva utilização são descritas mais adiante neste capítulo.

NOTA: pode desactivar permanentemente a opção Criar clips desmarcando a caixa de verificação Criar clips automaticamente na caixa de diálogo Opções. Se seleccionar esta opção, a caixa de verificação Criar clips da caixa de diálogo Gravar será desmarcada e o conteúdo gravado será apresentado como um clip no Movie Maker.

Desactivar a pré-visualização durante a captura (apenas DV)

Os dispositivos digitais, como uma câmara DV ou um videogravador digital, consomem muitos recursos de sistema do computador. Isto, por sua vez, afecta o desempenho do computador e a qualidade dos vídeos gravados. Uma forma de reduzir a carga imposta ao sistema consiste em seleccionar a caixa de verificação Desactivar a pré-visualiz. durante a captura. Quando seleccionar esta opção, não verá uma pré-visualização do filme no painel do monitor da caixa de diálogo Gravar quando estiver a copiar uma cassete da câmara DV para o computador. Muitas câmaras DV têm um painel LCD em que pode ver o filme quando este estiver a ser gravado para o Movie Maker.

Esta opção apenas é apresentada quando é detectado um dispositivo DV e o mesmo está no modo de reprodução. Se não tiver dispositivos DV, esta opção não será apresentada quando gravar no Movie Maker.

Botão 'Fotografar'

Por vezes, existe uma parte no filme que parece "dizer" tudo. No Movie Maker, pode capturar essa frame individual utilizando o botão Fotografar. Quando tira uma fotografia, a imagem resultante é guardada no computador como um ficheiro de imagem JPEG, e o clip resultante é importado para a colecção actualmente seleccionada de forma automática. Pode então adicionar esta imagem ao projecto actual.

Tal como quando guarda um ficheiro de vídeo, o ficheiro de imagem estática JPEG resultante é guardado na pasta Os meus vídeos, apesar de poder alterar facilmente a localização onde a fotografia é guardada no computador.

NOTA: o período de tempo durante o qual uma fotografia, e qualquer outra imagem estática importada para o Movie Maker, é apresentada quando inserida num projecto depende do tempo definido na caixa Duração predefinida da fotografia importada (segundos) da caixa de diálogo Opções. Para definir o período predefinido, escreva o período de tempo durante o qual pretende que as fotografias sejam apresentadas num projecto antes de utilizar o botão Fotografar ou de importar outras imagens estáticas para o Movie Maker. Gravar A parte final da gravação consiste em clicar no botão Gravar para começar a gravar o filme. Depois de clicar neste botão, a expressão A gravar pisca para indicar que está a gravar e o tempo decorrido da gravação actual é apresentado junto da mesma. Após o início da gravação, o botão alterna para Parar, e pode clicar quando pretender parar a gravação.

Opções de definição da qualidade

A qualidade do filme final depende da qualidade do material de origem. Por este motivo, é importante escolher um valor adequado para as opções de Definição. Um boa regra a seguir consiste em gravar os vídeos ou filmes utilizando as definições Média qualidade ou Alta qualidade. Lembre-se, se pretender reduzir o tamanho do ficheiro, poderá sempre guardar o filme resultante com uma definição de qualidade menor depois de o ter gravado para o Movie Maker.

As diferentes opções de Definição entre as quais pode escolher no Movie Maker afectam os seguintes aspectos do vídeo e som gravados:
  • O tamanho de apresentação do filme quando o utilizador final o vir no Windows Media Player.
  • O número de frames de vídeo por segundo.
  • A velocidade de transmissão de vídeo, que é a velocidade a que o vídeo do filme é transmitido.
  • A qualidade do áudio do filme.
  • A velocidade de transmissão de áudio, que é a velocidade a que o áudio do filme é transmitido.
Por exemplo, se gravar o filme utilizando a definição Média qualidade ou Alta qualidade, o vídeo será apresentado com 320 pixels por 240 pixels em ambos os perfis; no entanto, a definição Alta qualidade captura 30 frames por segundo (fps), enquanto a definição Média qualidade apenas captura 15 fps. Em geral, a suavidade do movimento no vídeo aumenta com o número de frames por segundo. Além disso, a qualidade de áudio será melhor com a definição Alta qualidade porque os bits de áudio são transmitidos a maior velocidade do que aconteceria com a definição Média qualidade. Lembre-se, a qualidade de vídeo e som do filme final que criar no Movie Maker depende directamente da qualidade da gravação original.

Poderá perguntar, "Se a definição Alta qualidade é melhor, por que não utilizá-la sempre?". Basicamente, a resposta é "espaço em disco". Um filme guardado com a definição Alta qualidade consome aproximadamente o dobro do espaço em disco no computador que o mesmo conteúdo gravado com a definição Média qualidade. Ao tentar determinar qual a opção de Definição a utilizar, considere o conteúdo ou possível conteúdo (se estiver a gravar ao vivo a partir de uma camcorder ou câmara Web) da gravação.

Por exemplo, se gravar uma corrida de automóveis, deverá provavelmente pretender utilizar a opção Alta qualidade em vez de Média qualidade. Se utilizar a opção Média qualidade ou Baixa qualidade, o movimento dos automóveis poderá parecer irregular e brusco porque não existe informação, ou bits, suficiente no vídeo para suportar o movimento rápido dos mesmos. Os sons dos automóveis em competição será mais claro, também, se seleccionar Alta qualidade.

Em contrapartida, se tiver um vídeo que não contenha muito movimento, como uma gravação de pessoas sentadas a conversar numa festa de aniversário, poderá provavelmente utilizar com segurança a definição Média qualidade em vez de Alta qualidade.

Se escolher Só áudio ao gravar filmes, apenas a parte de áudio do filme será gravada. Os perfis para guardar o ficheiro de áudio resultante são alterados. Os perfis entre os quais escolhe contêm apenas informações de áudio; não contêm informações de vídeo porque não é guardado vídeo. As definições Baixa qualidade, Média qualidade e Alta qualidade continuam a existir; apenas as descrições dos perfis e o conteúdo guardado são diferentes. Por exemplo, se seleccionar Só áudio e escolher a definição Média qualidade, a descrição do perfil será "Áudio com qualidade de CD (estéreo a 96 Kbps)" e apenas será gravado áudio. No entanto, se optar por gravar Vídeo e áudio, ou Só vídeo, a descrição para a definição Média qualidade será "Vídeo para correio electrónico e RDIS de canal duplo (128 Kbps)" e o áudio e o vídeo, ou só o vídeo, serão gravados.

Para todos os perfis, se escolher Vídeo e áudio, Só áudio ou Só vídeo, notará que as informações apresentadas sob a definição também são alteradas, como o nome do perfil, as definições e a quantidade de material que pode gravar com essa definição. O tempo restante tem por base a quantidade de espaço disponível no disco rígido. O Movie Maker determina este espaço em disco em função da unidade especificada na área Gravar ficheiro da caixa de diálogo Opções quando a caixa de verificação Gerar ficheiro automaticamente está seleccionada. Se a opção Gerar ficheiro automaticamente não estiver seleccionada, o Movie Maker examina a quantidade de espaço em disco na unidade especificada na caixa Armazenamento temporário da caixa de diálogo Opções. Esta informação é importante, se tiver mais do que uma unidade de disco ou se o disco rígido tiver partições, porque poderá escolher qual a unidade onde guardar os filmes gravados.

Como regra geral, é sempre melhor escolher uma definição de melhor qualidade ao gravar. Se optar por gravar com uma definição de baixa qualidade e, depois, guardar o filme com uma definição de melhor qualidade, a qualidade do filme guardado não melhorará. Se pretender melhorar a qualidade do filme guardado, terá de regravar o conteúdo com uma definição de melhor qualidade, recriar o projecto e, em seguida, guardar o filme novamente com uma definição de melhor qualidade.

As definições de qualidade utilizadas durante a gravação são as mesmas que são utilizadas quando guarda e envia o filme. No entanto, ao guardar um filme que pretende enviar por correio electrónico ou através da Web, terão de ser tidas em conta outras considerações, como a velocidade e a largura de banda da ligação à Internet.

Controlos de vídeo digital (apenas DV)

Os controlos da câmara de vídeo digital permitem-lhe controlar a câmara DV através do Movie Maker. Apenas são apresentados quando a câmara está no modo de reprodução (frequentemente indicado como VCR ou VTR na câmara) e ligada a uma placa de captura IEEE 1394. A utilização dos controlos no Movie Maker permite-lhe iniciar e parar a reprodução e a gravação a partir do computador. Controlando totalmente a gravação no Movie Maker, não necessita de alternar constantemente entre os controlos da câmara DV e os do Movie Maker.

Referências

As informações constantes deste artigo são um excerto do livro Microsoft Windows Movie Maker Handbook, publicado pela Microsoft Press.

Reduzir esta imagemExpandir esta imagem
Imagem do livro "Microsoft Windows Movie Maker Handbook"


Saiba mais sobre o Microsoft Windows Movie Maker Handbook.

Para obter mais informações sobre esta publicação e outros títulos da Microsoft Press, consulte http://mspress.microsoft.com.

Propriedades

Artigo: 314575 - Última revisão: 28 de agosto de 2007 - Revisão: 1.2
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows Millennium Edition
Palavras-chave: 
kbinfo KB314575
Exclusão de Responsabilidade para Conteúdo sem Suporte na KB
Este artigo foi escrito sobre produtos para os quais a Microsoft já não fornece suporte. Por conseguinte, este artigo é oferecido "tal como está" e deixará de ser actualizado.

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com