Como os Controladores de Domínio São Localizados no Windows XP

Traduções deste artigo Traduções deste artigo
ID do artigo: 314861 - Exibir os produtos aos quais esse artigo se aplica.
Para obter uma versão deste artigo do Microsoft Windows 2000, consulte 247811.
Expandir tudo | Recolher tudo

Neste artigo

Sumário

Este artigo descreve o mecanismo usado pelo Windows XP Professional para localizar um controlador de domínio em um domínio baseado em Windows.

O artigo detalha o processo de localização de um domínio pelo seu nome DNS e pelo nome NetBIOS, usado para fins de compatibilidade retroativa. Em todos os outros casos, recomenda-se, como uma questão de política, o uso dos nomes DNS.

O artigo também trata de questões que envolvem a solução de problemas no processo de localização do controlador de domínio.

Mais Informações

A seqüência a seguir descreve como o Localizador encontra um controlador de domínio:
  • No cliente (o computador que está tentando localizar o controlador de domínio), o Localizador é iniciado como uma RPC (Remote Procedure Call) para o serviço Netlogon local. O serviço Netlogon implementa a chamada API DsGetDcName do Localizador.
  • O cliente coleta e passa as informações necessárias à seleção de um controlador de domínio para o serviço Netlogon usando a chamada DsGetDcName.
  • O serviço Netlogon no cliente usa as informações coletadas com o intuito de procurar um controlador de domínio para o domínio especificado de duas formas diferentes:
    • Para um nome DNS, o Netlogon consulta o DNS usando o Localizador compatível com IP/DNS --ou seja, DsGetDcName pede para que a chamada DnsQuery leia os registros SRV (Service Resource) e "A" a partir do DNS depois do nome de domínio ter sido acrescentado à sequencia que especifica os registros SRV.

      Uma estação de trabalho conectada a um domínio baseado em Windows consulta o DNS em busca de registros SRV da seguinte forma:
      _service._protocol.DnsDomainName
      Os servidores Active Directory oferecem o serviço LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) por meio do protocolo TCP. Por isso, os clientes encontram um servidor LDAP consultando o DNS em busca de um registro no formato:
      _ldap._tcp.DnsDomainName
    • Para um nome NetBIOS, o Netlogon realiza a descoberta do controlador de domínio usando o Localizador compatível com o Microsoft Windows NT 4.0 -- ou seja, usando o mecanismo específico de transporte como, por exemplo, o WINS (Windows Internet Name Service).

      Na versão 4.0 do Windows NT e anteriores, "descoberta" é o processo de localização de um controlador de domínio para autenticação ou no domínio principal, ou em um domínio confiável.
  • O serviço Netlogon envia um datagrama para os computadores que registraram o nome. Para nomes de domínio NetBIOS, o datagrama é implementado como uma mensagem mailslot. Para nomes de domínio DNS, o datagrama é implementado como uma busca UDP (User Datagram Protocol) LDAP.

    O UDP é um dos protocolos de transporte de datagrama sem conexão que formam o conjunto de protocolos TCP/IP. O TCP é um protocolo de transporte orientado à conexão. Observe que o UDP permite que um programa em um computador envie datagramas para um outro programa em outro computador. O UDP inclui um número de porta do protocolo, o qual permite que o emissor faça a distinção entre múltiplos destinos (programas) no computador remoto.
  • Cada controlador de domínio disponível responde ao datagrama para indicar que está em funcionamento, além de retornar as informações para DsGetDcName.
  • O serviço Netlogon armazena as informações sobre o controlador de domínio em cache para que as próximas solicitações não precisem repetir o processo de descoberta. O armazenamento dessas informações em cache propicia um melhor uso do mesmo controlador de domínio, além de uma visualização mais precisa do Active Directory.
Quando um cliente efetua o logon ou acessa a rede, este deve ser capaz de localizar um controlador de domínio. O cliente envia uma consulta DNS Lookup ao DNS procurando controladores de domínio, preferencialmente na sua própria sub-rede. Por isso, os clientes encontram um controlador de domínio consultando o DNS em busca de um registro no formato:
_LDAP._TCP.dc._msdcs.domainname
Depois de localizar um controlador de domínio, o cliente estabelece a comunicação usando o LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) para obter acesso ao Active Directory. Como parte dessa negociação, o controlador de domínio identifica em qual site o cliente se encontra, com base na sua sub-rede IP. Se o cliente estiver se comunicando com um controlador de domínio que não esteja no site mais próximo (o mais ideal), o controlador de domínio retorna o nome do site do cliente.

Se o cliente já tiver tentado achar controladores de domínio nesse site (ao enviar, por exemplo, uma consulta DNS Lookup ao DNS para encontrar controladores de domínio em sua própria sub-rede), ele usa outro controlador de domínio que não é o mais otimizado. Do contrário, o cliente faz uma nova consulta DNS específica do site usando o nome do site ideal. O controlador de domínio usa algumas das informações do serviço de diretório para identificar sites e sub-redes.

Depois que o cliente localiza um controlador de domínio, a entrada referente a esse controlador é armazenada em cache. Se o controlador de domínio não estiver no site ideal, o cliente esvazia o cache depois de 15 minutos e descarta a entrada correspondente. Em seguida, o cliente tenta encontrar um controlador de domínio ideal no seu próprio site.

Depois de ter estabelecido um caminho de comunicação para o controlador de domínio, o cliente pode definir o seu logon e as suas credenciais de autenticação e, caso haja necessidade em computadores baseados em Windows, configurar um canal seguro. Assim, o cliente está pronto para realizar consultas normais e procurar informações no diretório.

Para efetuar o logon, o cliente estabelece uma conexão LDAP com um controlador de domínio. O logon usa o SAM (Security Accounts Manager). Como o caminho de comunicação usa a interface LDAP e o cliente é autenticado por um controlador de domínio, a conta do cliente é verificada e transmitida ao agente de serviço do diretório (passando por SAM), à camada de banco de dados e, por fim, ao banco de dados contido no ESE (Extensible Storage engine).

Solucionando Problemas no processo de Localização de Domínio

Como solucionar problemas no processo de localização de domínio:
  1. Veja, em Visualizar eventos, se os logs de evento contêm alguma informação sobre erro. Veja, no log System tanto do cliente quanto do servidor, se houve falhas durante o logon. Além disso, verifique os logs Serviço de Diretório no servidor e os logs DNS no servidor DNS.

    Para abrir Visualizar eventos no Windows XP, clique em Iniciar, clique em Painel de controle, dê um duplo clique em Ferramentas administrativase, em seguida, dê um duplo clique em Visualizar eventos.
  2. Verifique a configuração IP executando o comando ipconfig /all em um prompt de comando. Veja se a configuração está correta para a sua rede.
  3. Use o utilitário Ping para verificar a conectividade de rede e a resolução do nome. Dê um ping tanto no endereço IP quanto no nome do servidor.
  4. Abra a ferramenta Diagnósticos de rede no Centro de ajuda e suporte em "Usar ferramentas para exibir informações sobre o computador e diagnosticar problemas" para ver se os componentes de rede estão instalados e funcionando corretamente. A ferramenta Diagnósticos de rede também realiza alguns testes e oferece informações sobre a configuração da rede, informações estas que podem ter grande utilidade.
  5. Use o comando nltest /dsgetdc:domainname para verificar se um controlador de domínio pode ser localizado para um domínio específico. A ferramenta NLTest vem instalada com as ferramentas de suporte do Windows XP.

    Para obter informações sobre como instalar essas ferramentas, consulte o seguinte artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    306794 How to Install the Support Tools from the Windows XP CD-ROM
  6. Use a ferramenta NSLookup para verificar se as entradas DNS estão corretamente registradas no DNS. Veja se os registros de máquina do servidor e os registros SRV GUID podem ser analisados.

    Por exemplo, para verificar um registro, use os seguintes comandos:
    nslookup nome_servidor.child_of_root_domain.root_domain.com

    nslookup guid._msdcs.root_domain.com
  7. Se nenhum desses comandos funcionar, use um dos seguintes métodos para efetuar novamente os registros com o DNS:
    • Para forçar o registro de máquina, digite ipconfig /registerdns.
    • Para forçar o registro dos serviços de um domain controller, reinicialize o serviço Netlogon.
  8. Para verificar a conectividade LDAP apropriada, use a ferramenta Ldp.exe, conectando-se e ligando-se ao controlador de domínio. Ldp.exe é uma ferramenta de suporte instalada a partir do CD-ROM do Windows XP.

    Para obter informações sobre como instalar essas ferramentas, consulte o seguinte artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    306794 How to Install the Support Tools from the Windows XP CD-ROM
  9. Se você achar que um determinado controlador de domínio está apresentando problemas, ative o log de depuração do Netlogon. Use o utilitário NLTest digitando nltest /dbflag:0x2000ffff em um prompt de comando. As informações são registradas na pasta Debug do arquivo Netlogon.log.
  10. Se você, ainda assim, não tiver isolado o problema, use o Monitor de rede para monitorar o tráfego de rede entre o cliente e o controlador de domínio.
Para obter informações adicionais, consulte o Capítulo 10 do Windows 2000 Server Resource Kit, "Active Directory Diagnostic, Troubleshooting, and Recovery."

Propriedades

ID do artigo: 314861 - Última revisão: terça-feira, 11 de março de 2003 - Revisão: 1.0
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows XP Professional Edition
Palavras-chave: 
kbinfo kbdns kbenv kbnetwork KB314861

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com