Opções válidas disponíveis para os arquivos Boot.ini no Windows XP e no Windows Server 2003

Traduções deste artigo Traduções deste artigo
ID do artigo: 833721 - Exibir os produtos aos quais esse artigo se aplica.
Expandir tudo | Recolher tudo

Neste artigo

Sumário

É possível adicionar muitas opções ao arquivo Boot.ini que modificará o modo como o Microsoft Windows XP ou o Microsoft Windows Server 2003 inicia.

Para obter informações adicionais, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
102873 Uso e convenções de nome de caminho de BOOT.INI e ARC

Mais Informações

É possível adicionar as seguintes opções ao arquivo Boot.ini.

Observação Estas opções se aplicam ao Microsoft Windows XP e ao Microsoft Windows Server 2003, a menos que seja especificado o contrário.

/basevideo

A opção /basevideo força o sistema para o modo padrão de 640x480 16-color VGA usando um driver de vídeo, que é compatível com alguns adaptadores de vídeo. Esta opção permite que o sistema carregue se você selecionou a resolução de vídeo ou a taxa de atualização errada. Use essa opção em conjunto com a opção /sos. Se você instalar um novo driver de vídeo e ele não funcionar corretamente, será possível usar este parâmetro para iniciar o sistema operacional. é possível remover, atualizar ou reverter o problema do driver de vídeo.

/baudrate=número

Esta opção define a taxa de transmissão de depuração usada para a depuração do kernel. Por exemplo, digite /baudrate=9600. A taxa de transmissão padrão é de 9600 kilobits por segundo (Kbps) se houver um modem conectado. A taxa de transmissão é de 115.200 Kbps para um cabo de modem nulo. 9.600 é a taxa de transmissão normal para a depuração remota através de um modem. Se esta opção estiver no arquivo Boot.ini file, a opção /debug é habilitada automaticamente.

Para obter mais informações sobre a configuração de modem, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
148954 Como configurar uma sessão de depuração remota usando um modem
Para obter informações adicionais sobre a configuração de modem nulo, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
151981 Como configurar uma sessão de depuração remota usando um cabo de modem nulo

/crashdebug

Esta opção carrega o depurador de kernel ao iniciar o sistema operacional. A opção permanece inativa até que uma mensagem de erro de parada ocorra. /crashdebug é útil se você tiver problemas de erros aleatórios de kernel. Com esta opção, é possível usar a porta COM para operações normais enquanto o Windows está em execução. Se o Windows falhar, a opção converte a porta para uma porta de depuração. (Esta ação se transforma em uma depuração remota.)

Para obter informações adicionais, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
151981 Como configurar uma sessão de depuração remota usando um cabo de modem nulo

/debug

Esta opção ativa o depurador de kernel quando você inicia o Windows. A opção pode ser ativada a qualquer hora por um depurador host conectado ao computador, caso você queira ativar a depuração remota de um sistema Windows pelas portas COM. Ao contrário da opção /crashdebug, a /debug usa a porta COM independente se ocorrer a depuração ou não. Use esta opção para os problemas de depuração que podem ser reproduzidos regularmente.

Para obter informações adicionais sobre a depuração remota, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
121543 Configurações para a depuração remota

/debugport=comnúmero

Esta opção especifica as portas de comunicação a serem usadas pela porta de depuração, na qual número é a porta de comunicação que você deseja usar, como a COM1. Por padrão, /debugport usa a COM2, se ela existir. Caso contrário, a opção utiliza a COM1. Se esta opção for incluída no arquivo Boot.ini, a opção /debug é ativada.

Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
151981 Como configurar uma sessão de depuração remota usando um cabo de modem nulo

/maxmem=número

Esta opção especifica a quantidade máxima de memória RAM, em bytes, que pode ser usada pelo Windows. Por exemplo, se quiser que o Windows use menos de 64 MB de memória, use a opção /maxmem=64.

No entanto, a opção /maxmem não leva em consideração os buracos na memória. Por isso, recomendamos que você use a opção /burnmemory no lugar. A opção /burnmemory leva em consideração buracos na memória.

Por exemplo, se você usar a opção /Maxmem=64 e o sistema exigir 64 MB de memória para carregar, talvez não existam 64 MB disponíveis para o sistema devido aos buracos da memória. Nessa situação, o Windows não poderia iniciar.

Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
108393 Opção MAXMEM no arquivo Boot.ini no Windows NT

/noguiboot

Esta opção desabilita o bitmap que exibe a barra de progresso na inicialização do Windows. (A barra de progresso aparece bem antes do prompt de logon.)

/nodebug

Esta opção desliga a depuração. Esta situação pode causar um erro de parada se um programa tiver um ponto de interrupção codificado de depuração no seu software.

/numproc=número

Esta opção define o número de processadores que o Windows executará na inicialização. Com esta opção, é possível forçar um sistema multi-processador a usar somente a quantidade de processadores (número) que você especificar. Esta opção pode ajudar a solucionar problemas de desempenho e CPUs defeituosas.

/pcilock

Para sistemas com base em x86, esta opção pára o sistema operacional determinando dinamicamente a entrada de hardware, a saída de hardware e a interrupção de recursos de solicitação aos dispositivos PCI (Peripheral Connect Interface). Com essa opção, o BIOS configura os dispositivos.

/fastdetect:comnúmero

Esta opção desliga a detecção serial e do barramento do mouse no arquivo Ntdetect.com para a porta especificada. Use esta opção se tiver um componente que não seja um mouse conectado à porta serial durante o processo de inicialização. Por exemplo, digite /fastdetect:comnúmero, no qual número é o número da porta serial. As portas podem ser separadas por vírgulas para desligar mais de uma. Se você usar a opção /fastdetect e não especificar uma porta de comunicação, a detecção do mouse é desligada em todas as portas de comunicação.

Observação Nas versões anteriores do Windows, incluindo a do Windows NT 4.0, esta opção é chamada /noserialmice.

Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
131976 Como desabilitar a detecção de dispositivos nas portas seriais

/sos

A opção /sos exibe os nomes dos drivers dos dispositivos enquanto eles são carregados. Por padrão, a tela Windows Loader apenas reproduz pontos de progresso. Use-a com a opção /basevideo para determinar o driver que está causando a falha.

Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
99743 Objetivo do arquivo BOOT.INI no Windows 2000 ou Windows NT

/PAE

Use a opção /PAE com a entrada correspondente no Boot.ini para permitir que um computador que dá suporte ao modo PAE (extensão de endereço físico) inicie normalmente. No Modo de segurança, o computador inicia usando os kernels normais, mesmo se a opção /PAE for especificada.

/HAL=filename

Com esta opção, é possível definir a HAL (chamada de abstração de hardware) real que é carregada na inicialização. Por exemplo, digite /HAL=halmps.dll para carregar o Halmps.dll na pasta System32. Esta opção é útil para tentar uma HAL diferente antes de renomear o arquivo para Hal.dll. Também é útil ao optar entre iniciar no modo multi-processador ou no modo processador único. Para fazer isto, use-a com a opção /kernel.

/kernel=filename

Com esta opção, é possível definir o kernel real carregado na inicialização. Por exemplo, digite /kernel=ntkrnlmp.exe para carregar o Halmps.dll na pasta System32. Com esta opção, é possível optar entre um kernel com depuração habilitada cheio de códigos de depuração e um kernel regular.

/bootlog

Esta opção habilita o log de inicialização em um arquivo chamado systemroot\Ntbtlog.txt. Para obter informações adicionais sobre o log de inicialização, consulte a ajuda do Windows.

/burnmemory=número

Esta opção especifica a quantidade máxima de memória, em MB, que não pode ser usada pelo Windows. Use este parâmetro para confirmar um problema de desempenho ou outros problemas relacionados à diminuição de RAM. Por exemplo, digite /burnmemory=128 para reduzir a memória física disponível no Windows para 128 MB.

/3GB

Esta opção força os sistemas com base em x86 a alocarem 3 GB de espaço de endereço virtual para os programas e 1 GB para o kernel e para os componentes executivos. Um programa precisa ser designado para tirar vantagem do espaço de endereço de memória adicional. Com esta opção, os programas no modo do usuário podem acessar 3 GB de memória ao invés dos 2 GB usuais que o Windows aloca. A opção move o ponto de início da memória de kernel para 3 GB. Algumas configurações do Microsoft Exchange Server 2003 e do Microsoft Windows Server 2003 podem exigi-la.

Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
823440 Uso da opção /3GB no Exchange Server 2003 em um sistema com o Windows Server 2003


Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
171793 Informações sobre o uso de aplicativos de ajuste 4GT RAM

/safeboot:parâmetro

Esta opção faz com que o Windows inicie no Modo de segurança. Ela usa os seguintes parâmetros:
  • minimal
  • network
  • safeboot:minimal(alternateshell)
É possível combinar outros parâmetros Boot.ini com o /safeboot:parâmetro. Os seguintes exemplos ilustram os parâmetros que funcionam quando você seleciona uma opção Modo de segurança no menu de recuperação de inicialização.
  • Modo de segurança com a rede
    /safeboot:minimal /sos /bootlog /noguiboot
  • Modo de segurança com a rede
    /safeboot:minimal /sos /bootlog /noguiboot
  • Modo de segurança com o prompt de comando
    /safeboot:minimal(alternateshell) /sos /bootlog /noguiboot
Observação As opções /sos, /bootlog e /noguiboot não são necessárias com qualquer uma dessas configurações, mas podem ajudar na solução de problemas. Elas são incluídas se você pressionar F8 e selecionar um dos modos.

/userva

Use esta opção para personalizar a quantidade de memória alocada aos processos quando você usar a opção /3GB. Ela permite mais memória do kernel para a PTE (entrada da tabela de página) mas mantém ainda quase 3 GB do espaço de memória de processo.

Observação O Atendimento Microsoft aconselha usar um intervalo de memória para a opção /USERVA entre 2900 e 3030. Este intervalo é grande o suficiente para fornecer um pool grande o suficiente de entradas de tabela de páginas do sistema para todos os problemas observados atualmente. Normalmente, uma configuração de /userva=2900 fornecerá o número mais próximo possível do máximo disponível de entradas de tabela de página de sistema.

Para obter informações adicionais sobre como usar a opção /USERVA, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft (a página pode estar em inglês):
316739 Como usar a opção /USERVA no arquivo Boot.ini para definir as configurações /3GB
Para obter mais informações, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados do Conhecimento Microsoft (alguns artigos podem estar em inglês):
810371 Usando a opção /Userva com o Windows 2003 Server executando o Exchange Server
323427 Como editar manualmente o arquivo Boot.ini em um ambiente do Windows Server 2003
317526 Como editar o arquivo Boot.ini no Windows Server 2003
317521 Descrição do comando Bootcfg e seu uso
289022 PROCEDIMENTOS: Editar o arquivo boot.ini no Windows XP
291980 Uma discussão sobre o comando Bootcfg e seu respectivo uso

/redirect

Use esta opção para ativar os EMS (Serviços de gerenciamento de emergência ) em um computador com o Windows Server 2003, Enterprise Edition. Para obter informações adicionais sobre o EMS, procure por "Serviços de gerenciamento de emergência" na Ajuda e suporte do Windows.

Para ativar o EMS editando o Boot.ini em um computador com base em x86, edite a seção [boot loader] e a [operating systems] do arquivo. Para fazer isso, configure as seguintes entradas:
  • Em [boot loader], adicione uma das seguintes instruções:
    redirect=COMx
    Nesta instrução, substitua x com um dos seguintes números de porta COM:
    1
    2
    3
    4
    redirect=USEBIOSSETTINGS
    Essa instrução permite que o BIOS do computador determine a porta COM que será utilizada pelo EMS.
  • Em [boot loader], adicione a seguinte opção de instrução:
    redirectbaudrate=baudrate
    Substituir baudrate por um dos seguintes valores:
    9600
    19200
    57600
    115200
    Por padrão, o EMS usa a taxa de transmissão de 9600 Kbps.
  • Em [operating systems], adicione a opção /redirect à entrada do sistema que você deseja configurar para usar o EMS. O seguinte exemplo ilustra o uso dessas opções:
    [boot loader] timeout=30 default=multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS redirect=COM1 redirectbaudrate=19200 [operating systems] multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS="Windows Server 2003, Enterprise" /fastdetect multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS="Windows Server 2003, EMS" /fastdetect /redirect

/channel

Use esta opção juntamente com as /debug e /debugport para configurar o Windows para enviar informações de depuração sobre uma porta 1394 do Institute of Electrical and Electronics Engineers, Inc. (IEEE). Para suportar a depuração em uma porta 1394, ambos os computadores devem executar o Microsoft Windows XP ou mais recente. A porta 1394 tem um número máximo de 63 canais de comunicação independentes numerados de 0 a 62. Implementações de hardware diferentes dão suporte a um diferente número de canais por um barramento. O Windows XP tem um limite de quatro computadores de destino. Contudo, essa limitação é removida no Windows Server 2003. Para executar uma depuração, selecione um número de canal comum para usar em ambos os computadores em que o depurador é executado, que também é conhecido como o computador host e o computador que você deseja depurar, também conhecido como o computador de destino. É possívelusar qualquer número de 1 a 62.

Para configurar o computador de destino

  1. Edite o arquivo Boot.ini para adicionar a opção /CHANNEL=x para a entrada do sistema operacional que você configurou para depuração. Substitua x com o número do canal que você deseja usar. Por exemplo, configure a área [operating systems] de ambos os arquivos Boot.ini para parecer o seguinte:
    [boot loader]
    timeout=30
    default=multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS
    [operating systems]
    multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)\WINDOWS="Windows Server 2003, Enterprise" /fastdetect /debug /debugport=1394 /CHANNEL=3
  2. Conecte o cabo 1394 em uma das portas 1394.
  3. Desabilite o controlador de host 1394 no computador de destino. Para fazer isso, inicie o Gerenciador de dispositivos, clique com o botão direito do mouse no dispositivo e clique em Desativar.
  4. Reinicie o computador.

Para configurar o computador host

  1. Conecte o cabo 1394 em uma das portas 1394.
  2. Instale os arquivos binários do depurador de kernel.
  3. Inicie um prompt de comando. Pressione Enter depois de digitar os comandos:
    set_NT_DEBUG_BUS=1394
    set_NT_DEBUG_1394_CHANNEL=x
    kd -k
  4. Vá para a pasta na qual você instalou o depurador do kernel e digite o comando:
    kd.exe
Ao iniciar o depurador pela primeira vez, um driver virtual do 1394 é instalado. Esse driver permite que o depurador se comunique com o computador de destino. É necessário estar conectado com direitos de administrador para concluir esta instalação de driver com êxito.

Propriedades

ID do artigo: 833721 - Última revisão: domingo, 15 de maio de 2011 - Revisão: 7.0
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows Server 2003, Enterprise Edition (32-bit x86)
  • Microsoft Windows Server 2003, Standard Edition (32-bit x86)
  • Microsoft Windows Server 2003, Web Edition
  • Microsoft Windows XP Professional
  • Microsoft Windows XP Home Edition
Palavras-chave: 
KB833721

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com