Métodos de conversão de tipo de dados no FORTRAN 5.1

IMPORTANTE: Este artigo foi traduzido por um sistema de tradução automática (também designado por Machine Translation ou MT), não tendo sido portanto traduzido ou revisto por pessoas. A Microsoft possui artigos traduzidos por aplicações (MT) e artigos traduzidos por tradutores profissionais, com o objetivo de oferecer em português a totalidade dos artigos existentes na base de dados de suporte. No entanto, a tradução automática não é sempre perfeita, podendo conter erros de vocabulário, sintaxe ou gramática. A Microsoft não é responsável por incoerências, erros ou prejuízos ocorridos em decorrência da utilização dos artigos MT por parte dos nossos clientes. A Microsoft realiza atualizações freqüentes ao software de tradução automática (MT). Obrigado.

Clique aqui para ver a versão em Inglês deste artigo: 51471
Aviso de Isenção de Responsabilidade sobre Conteúdo do KB Aposentado
Este artigo trata de produtos para os quais a Microsoft não mais oferece suporte. Por esta razão, este artigo é oferecido "como está" e não será mais atualizado.
Sumário
O texto abaixo listas que os dados digitar conversão métodos fornecidos no Microsoft FORTRAN versões 5.0 e 5.1. O artigo inclui informações sobre o seguinte:

  • Funções intrínsecas que executam dados conversões de tipos.
  • O armazenamento de $ metacommand.
  • A instrução IMPLICIT.
  • A READ interno e a gravação instruções.
Mais Informações

Funções intrínsecas

A tabela a seguir lista as funções intrínsecas FORTRAN que executam conversões de tipo de dados.
   Function   Description   -------------------------------------------------------------------   CHAR       Converts an integer argument to a character (ASCII              equivalent)   CMPLX      Converts an integer, real or complex argument to a              COMPLEX*8   DBLE       Converts an integer, real or complex argument to a              DOUBLE PRECISION   DCMPLX     Converts an integer, real or complex argument to a              COMPLEX*16   DFLOAT     Converts an integer, real or complex argument to a              DOUBLE PRECISION   DREAL      Converts a COMPLEX*16 argument to a REAL*8   FLOAT      Converts an integer argument to a REAL*4   HFIX       Converts an integer, real or complex argument to an              INTEGER*2   ICHAR      Converts a character argument to an integer (ASCII              value)   IDINT      Converts a DOUBLE PRECISION or REAL*8 argument to an              integer   IFIX       Converts a REAL*4 argument to an integer   INT        Converts an integer, real or complex argument to an              integer   INT1       Converts an integer, real or complex argument to an              INTEGER*1   INT2       Converts an integer, real or complex argument to an              INTEGER*2   INT4       Converts an integer, real or complex argument to an              INTEGER*4   INTC       Converts an integer, real or complex argument to a C              language integer   JFIX       Converts an integer, real or complex arguments to an              INTEGER*4   REAL       Converts an integer, real or complex arguments to a              REAL*4   SNGL       Converts a REAL*8 arguments to a REAL*4				
para obter mais informações sobre as funções intrínsecas de conversão de dados, consulte páginas 240-241 do manual do Microsoft FORTRAN "Referência" para versões 5.0 e 5.1

ARMAZENAMENTO de $ Metacommand

O armazenamento de $: n metacommand aloca "n" bytes de memória para todas as variáveis INTEGER e LOGICAL. Por exemplo, quando um aplicativo especifica o armazenamento de $: 2 metacommand e declara um B variável INTEGER, o compilador aloca dois bytes para B, em vez de quatro. O armazenamento de $ metacommand não afeta a alocação de memória quando uma declaração inclui uma especificação de comprimento explícito, como um INTEGER * 2 ou INTEGER * 4.

Para obter mais informações sobre o armazenamento de $ metacommand, consulte páginas 34 e 308 do manual de referência para versões 5.0 e 5.1

Declaração IMPLICIT

Se um aplicativo não definir explicitamente um tipo de dados para um nome, o compilador usa a primeira letra do nome da variável ou função para determinar seu tipo. Por padrão, os nomes que começam com as letras I, J, K, L, M ou N são do tipo INTEGER. Nomes que começam com uma das outras cartas ou com um sinal de cifrão ($) são do tipo REAL. Um aplicativo pode usar a instrução IMPLICIT para sobrescrever a atribuição de tipo padrão.

Para obter mais informações sobre a instrução IMPLICIT, consulte páginas 8 e 182 181 do manual de referência para versões 5.0 e 5.1.

Instruções WRITE e READ interno

Leitura de um arquivo interno converte valores ASCII em numérico, lógico, ou valores de caracteres enquanto gravar um arquivo interno converte os valores internos para texto ASCII. Para obter mais informações sobre internos leitura e gravação instruções, consulte páginas 78 77 do manual de referência para versões 5.0 e 5.1

O exemplo de código seguinte converte uma variável de caracteres em um número inteiro.

Código de exemplo

C Compile options needed: None      CHARACTER*5 NUM      INTEGER TEST      NUM = '12345'      READ(NUM, '(I5)') TEST      WRITE (*, *) TEST      END				
kbinf 5,00 5.10

Propriedades

ID do Artigo: 51471 - Última Revisão: 12/01/2003 17:47:22 - Revisão: 2.0

Microsoft FORTRAN Compiler 5.0, Microsoft FORTRAN Compiler 5.1, Microsoft FORTRAN Compiler 5.0, Microsoft FORTRAN Compiler 5.1

  • kbmt KB51471 KbMtpt
Comentários