Como reparar o seu arquivo de pastas pessoais do Outlook (.pst)

Aplica-se a: Outlook 2016Outlook 2013Microsoft Outlook 2010

Siga estes passos para reparar o arquivo de pastas pessoais do Outlook (.pst) utilizando a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada.

Passo 1: Sair do Outlook e iniciar a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada

Passo 2: Reparar o ficheiro .pst

Na ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada, escreva o endereço e o nome do ficheiro das suas pastas pessoais (.pst) ou clique em Procurar para localizar o ficheiro utilizando o sistema de ficheiros do Windows e, em seguida, clique em Iniciar.
Nota Se não souber onde está localizado o ficheiro .pst, siga os passos em Como localizar, mover ou fazer cópia de segurança do ficheiro .pst.

Repair the .pst file
 


Notas

  • A ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada poderá ter de ser executada várias vezes para reparar totalmente o seu ficheiro de pastas pessoais (.pst).
  • A Ferramenta de reparação da pasta 'A receber' não pode reparar todos os problemas que são detectados. Em alguns casos, os itens podem não ser recuperados se tiverem sido permanentemente eliminados ou corrompidos sem reparação possível.

Passo 3: Recuperar itens reparados para um novo ficheiro .pst

Depois de executar a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada, poderá iniciar o Outlook e recuperar os itens reparados. Opcionalmente, pode tentar recuperar mais itens reparados a partir da cópia de segurança da pasta pessoal.

Para começar, crie uma nova entrada de ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) no seu perfil. Em seguida, pode mover os itens recuperados para o seu novo ficheiro de Pastas Pessoais (.pst).

  1. Inicie o Outlook. Se utilizar vários perfis no Outlook, certifique-se de que selecciona o perfil que contém o ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) que tentou reparar.
  2. Prima CTRL 6 para ativar a vista Lista de Pastas.
  3. Na sua Lista de Pastas, deverá ver as seguintes pastas recuperadas:
       Recovered Personal Folders      Calendar      Contacts      Deleted Items      Inbox      Journal      Notes      Outbox      Sent Items      Tasks 
    Nota Estas pastas recuperadas estão geralmente vazias, uma vez que este é um ficheiro .pst reconstruído. Deverá ver também uma pasta designada Perdidos e Achados. Esta pasta contém pastas e itens recuperados pela ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada. Infelizmente, os itens que estão em falta da pasta Lost and Found podem não ter reparação possível.
  4. Crie um novo ficheiro de Pasta Pessoal (.pst) no seu perfil. Os passos poderão ser diferentes, dependendo da versão do Outlook que estiver a executar.

     

  5. Arraste os itens recuperados da pasta Perdidos e Achados para o seu novo ficheiro de Pastas Pessoais (.pst).
  6. Quando tiver movido todos os itens, poderá remover o ficheiro de Pastas Pessoais Recuperadas (.pst) do perfil. Isto inclui a pasta Perdidos e Achados.
  7. Se estiver satisfeito com as informações que recuperou, terminou. No entanto, se quiser tentar recuperar mais informações, consulte "Recuperar itens reparados a partir do ficheiro de cópia de segurança".

Mais Informações


O que é a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada

A ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada (Scanpst.exe) foi concebida para ajudar a reparar problemas associados aos ficheiros de pastas pessoais (.pst).
A ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada é instalada automaticamente com todas as opções de instalação do Microsoft Outlook no idioma Português, dependendo do seu sistema operativo. 

Não consegue encontrar ou iniciar a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada

Se não consegue iniciar automaticamente ou manualmente a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada, poderá tentar reparar os seus programas do Office.

Recuperar itens reparados do ficheiro de cópia de segurança (Opcional)

Nota Se não conseguir abrir o ficheiro original de Pastas Pessoais (.pst) antes de executar a Ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada, os seguintes procedimentos poderão não funcionar. Se não funcionar, infelizmente, não será capaz de recuperar quaisquer informações adicionais. Se conseguiu abrir o ficheiro, o procedimento seguinte pode ajudá-lo a recuperar itens adicionais do seu ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) danificado.

Quando executa a Ferramenta de reparação da pasta 'A receber', a opção para criar uma cópia de segurança do ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) original está automaticamente seleccionada. Esta opção cria um ficheiro no seu disco rígido designado "Nome do ficheiro.bak" (sem aspas). Este ficheiro é uma cópia do ficheiro original Nome do ficheiro.pst com uma extensão diferente. Se pensa que ainda lhe faltam itens depois de ter seguido os passos na secção anterior, pode tentar recuperar mais informações a partir deste ficheiro de cópia de segurança, seguindo estes passos:

Localize o ficheiro .bak. Está situado na pasta do seu ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) original.

  1. Localize o ficheiro .bak. Está situado na pasta do seu ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) original.
  2. Faça uma cópia do ficheiro .bak e atribua um novo nome ao ficheiro com uma extensão .pst. Por exemplo, atribua ao ficheiro o nome "Novo nome.pst" (sem aspas).
  3. Importe o ficheiro Novo nome.pst que criou no passo anterior, utilizando o Assistente de Importação e Exportação no Outlook. Para tal, siga estes passos:
    1. No menu Ficheiro, clique em
      Importação e Exportação.
      Nota No Outlook 2010 e posteriores, clique no separador Ficheiro no Friso, clique em Abrir e, em seguida, clique em Importar.
    2. Clique em Importar de outro programa ou ficheiro e, sem seguida, clique em Seguinte.
    3. Clique para selecionar Ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) e, em seguida, clique em Seguinte.
    4. Em Ficheiro a importar, clique em
      Procuree, em seguida, faça duplo clique no ficheiro Novonome.pst.
    5. Em Opções, clique em Não importar duplicados e, em seguida, clique em Seguinte.
    6. Em Selecionar a pasta de origem, clique para selecionar o ficheiro de Pastas Pessoais (.pst) e, em seguida, clique para selecionar Incluir subpastas.
    7. Clique para selecionar Importar pastas para a mesma pasta em e, em seguida, selecione as suas novas Pastas Pessoais (.pst).
    8. Clique em Concluir.
    Nota Lembre-se que o ficheiro de cópia de segurança era o ficheiro original danificado e poderá concluir que não é possível recuperar mais nada, além do que foi recuperado na pasta Perdidos e Achados. Se não conseguir importar o ficheiro Novonome.pst para o Outlook, infelizmente perdeu todas as informações que não se encontravam na pasta Lost and Found.
 

Como a ferramenta de Reparação da Caixa de Entrada valida e corrige erros

ScanPST acima de tudo valida e corrige erros nas estruturas de dados internos de um ficheiro .pst. O ficheiro .pst é um ficheiro de base de dados. Portanto, estruturas como BTrees e contagens de referência, são verificadas e reparadas conforme necessário. Estes objetos de nível inferior não têm conhecimento das estruturas de nível superior, como mensagens, itens de calendário, e assim por diante, cuja construção assenta nos mesmos.


Se o ScanPST determinar que um bloco específico da estrutura ou da tabela está ilegível ou corrompido, o ScanPST removê-lo-á. Se esse bloco fazia parte de um item específico no Outlook, o item será removido quando ele for validado.


Poderá não estar à espera deste comportamento, mas a remoção do item é apropriada dadas as circunstâncias. Além disso, este tipo de situação específica é raro, e sempre será inserido no ficheiro de registo do ScanPST.


A um nível superior, as alterações mais visíveis que verá envolvem pastas e mensagens.


Pastas

O ScanPST examina todas as pastas no .pst e executa as seguintes operações:
  1. O ScanPST certifica-se de que existem as tabelas corretas associadas à pasta.
  2. ScanPST verifica cada linha em cada tabela e certifica-se de que a mensagem ou a subpasta existe no sistema.
  3. Se o ScanPST não conseguir localizar a mensagem ou a subpasta, o ScanPST removerá a linha da tabela.
  4. Se o ScanPST encontrar a mensagem ou a subpasta, o ScanPST valida a mensagem ou a pasta.
  5. Se essa validação falhar, a mensagem ou pasta é considerada corrompida e é removida da tabela e excluída da base de dados.
  6. Se a validação for bem-sucedida, o ScanPST fará outra análise para se certificar de que os valores de mensagem agora recuperados são consistentes com os valores na tabela. Pastas corrompidas são recriadas a partir do zero, se for necessário. Estas pastas não contêm dados do utilizador.
Mensagens

A maioria dos utilizadores preocupar-se-á com as operações sobre mensagens, porque um item corrompido poderá causar a exclusão de dados do ficheiro .pst. O ScanPST executa as seguintes operações sobre mensagens:
  1. O ScanPST faz uma validação básica das tabelas de anexos e tabelas de destinatários. Esta operação assemelha-se a como uma pasta funciona com as mensagens que contém.
  2. Assim que a tabela de destinatários é validada para garantir que os destinatários estão formatados corretamente, o ScanPST faz as alterações necessárias para sincronizar estes conteúdos de tabela de destinatários validados com as propriedades do destinatário na mensagem. O ScanPST também garante que a pasta principal da mensagem se refere a uma pasta válida. As seguintes propriedades de mensagem são verificadas para se certificar que elas seguem formatos de dados válidos:
    • PR_MESSAGE_CLASS

      O ScanPST verifica se esta propriedade existe. Se a propriedade não existir, a mesma é definida para IPM.Note.
    • PR_MESSAGE_FLAGS

      Cada sinalizador é validado separadamente.
    • PR_SUBMIT_FLAGS

      Esta validação é semelhante à operação para sinalizadores de mensagem.
    • PR_CLIENT_SUBMIT_TIME

      Se os sinalizadores de envio indicam que a mensagem está marcada como enviada, esta propriedade deve existir. Se os sinalizadores de envio não indicarem que a mensagem está marcada como enviada, a hora é definida para Agora.
    • PR_SEARCH_KEY

      Esta propriedade tem de existir. Se a propriedade não estiver presente, é gerado um GUID aleatório.
    • PR_CREATION_TIME

      Esta propriedade tem de existir. Se a propriedade não estiver presente, a hora é definida para Agora.
    • PR_LAST_MODIFICATION_TIME

      Esta propriedade tem de existir. Se a propriedade não estiver presente, a hora é definida para Agora.
    • PR_MESSAGE_SIZE

      Os tamanhos são recalculados e comparados com valores armazenados. Se os tamanhos diferem por algum delta, é gravado o valor calculado.
    Nenhuma validação é feita explicitamente em propriedades relacionadas ao corpo ou em propriedades relacionadas a assunto, exceto a validação implícita de nível inferior que este artigo discutiu anteriormente. As propriedades de exibição do destinatário são alteradas para serem consistentes com a tabela de destinatários recuperada. Assim que esta operação se conclui, são executados outros algoritmos para reunir todas as mensagens órfãs e colocá-las numa pasta Órfãos.


    Para mais informações sobre a função binary trees (btrees), aceda ao seguinte Web site da Microsoft: