Problemas de Wi-Fi e disposição da casa

A disposição da sua casa pode causar problemas de Wi-Fi, sendo um dos aspetos mais descurados. Seguem-se alguns passos que pode utilizar para o ajudar a melhorar o funcionamento do Wi-Fi.

Escolher a banda de rede certa para os dispositivos

Para redes Wi-Fi de consumidor, existem duas bandas de frequência — 2,4 GHz e 5 GHz. Segue-se uma lista dos prós e contras de cada uma.

2,4 GHz

  • Prós: maior alcance, adapta-se melhor aos obstáculos (por exemplo, paredes), melhor suporte (mais dispositivos sem fios suportam 2,4 GHz em comparação com 5 GHz).
  • Contras: débito mais lento, menos canais que não se sobrepõem, maior congestionamento que as redes 5 GHz resultante a aparelhos domésticos (por exemplo, micro-ondas e telefones sem fios) e os dispositivos Bluetooth utilizam a banda de rede de 2,4 GHz.

5 GHz

  • Prós: débito mais rápido, canais menos congestionados, mais canais que não se sobrepõem.
  • Contras: alcance mais curto em comparação com as redes de 2,4 GHz, não contorna tão bem às paredes e outros obstáculos como as redes de 2,4 GHz, menos utilizada por outros dispositivos.

Em alguns casos, uma rede de 2,4 GHz é adequada para operações básicas como navegar na Web ou utilizar o e-mail num tablet, PC ou telemóvel. No entanto, se estiver a executar operações que utilizam mais dados num dispositivo com suporte para uma rede de 5 GHz (por exemplo, transmissão em fluxo de filmes numa Xbox One), utilizar uma frequência de 5 GHz pode melhorar significativamente o desempenho do Wi-Fi.

Escolher nomes de rede diferentes (SSIDs)

Se o router transmitir em bandas de rede de 2,4 GHz e 5 GHz, deve utilizar nomes de rede diferentes (também denominados SSIDs). Assim, saberá a que rede está ligado. Pode efetuar esta alteração utilizando o software do ponto de acesso.

Evitar canais congestionados

A maioria dos pontos de acesso de consumidor (PAs), como routers sem fios, utiliza um canal predefinido em fábrica que não é alterado. Isto pode resultar em canais congestionados, o que diminui o desempenho da rede Wi-Fi. Tal verifica-se quando existem demasiadas redes Wi-Fi nas proximidades.

Antes de alterar o canal, é importante analisar o desempenho da rede em diferentes locais da sua casa para escolher o melhor canal. Uma das formas de o fazer é obtendo uma aplicação de analisador de rede Wi-Fi na Loja Windows, abrir a aplicação e, em seguida, localizar a funcionalidade que permite criar um gráfico de rede. Se a aplicação que escolher não tiver esta funcionalidade, experimente uma diferente. Para localizar uma aplicação de analisador de rede, abra a aplicação Loja no seu PC Windows 10 e, em seguida, procure "Analisador de Wi-Fi" ou algo semelhante.

Para uma rede de frequência de 2,4 GHz, o gráfico de rede será semelhante ao seguinte.


Imagem de análise de rede de 2,4 GHz
 

  1. O meu ponto de acesso
  2. Sinal fraco mais potente
  3. Ponto de acesso num canal sobreposto
  4. Sinal fraco menos potente

Quando escolher um canal para redes de frequência de 2,4 GHz:

  1. Escolha o canal 1, 6 ou 11. Estes canais não se sobrepõem e fornecerão a melhor fiabilidade.
  2. Quando escolher entre os canais 1, 6 ou 11, escolha o sinal fraco mais potente a partir do seu ponto de acesso ou router. Por exemplo, na imagem acima, esta seria o canal 1.
  3. Escolha um canal que tenha o menor número de pontos de acesso (a menos que esse canal o sinal fraco menos potente).
  4. Se todos os três canais forem semelhantes em termos de número de pontos de acesso e sinal menos potente, escolha o canal com o menor número de pontos de acesso que se encontrem em canais sobrepostos.

Para redes de 5 GHz, a sobreposição não é tão problemática, pelo que escolha o canal com o menor número de pontos de acesso para a potência de sinal.

Verificar a potência do sinal

Se o sinal não for suficientemente forte, não conseguirá obter uma ligação fiável à sua rede Wi-Fi, independentemente do canal que escolher. Novamente, pode utilizar uma aplicação de analisador de Wi-Fi para determinar a potência do sinal — quanto mais perto de –10 dBm, mais forte será o sinal. Um sinal mais forte aumenta a probabilidade de ter uma ligação Wi-Fi fiável. A potência de sinal mais forte será obtida normalmente a poucos metros de distância do ponto de acesso, mas não ao seu lado.

Se tiver um sinal de Wi-Fi fraco, experimente o seguinte:

  • Mova o ponto de acesso caso possa reduzir o número de paredes ou outros obstáculos existentes entre o ponto de acesso e o PC. Quanto menos paredes e obstáculos existirem, melhor.
  • Se for possível, aproxime o PC do ponto de acesso. Aproximar é melhor, mas não os coloque lado a lado.
  • Mova o ponto de acesso em direção ao centro da casa ou sala, e coloque-o mais alto possível. Colocá-lo num canto ou sob uma mesa pode reduzir a potência do sinal de Wi-Fi.
  • Identifique objetos que possam causar interferências (por exemplo, um armário de arquivo metálico).
  • Verifique a orientação do dispositivo quando utilizar o Wi-Fi. A posição pode resultar em alguma perda de sinal.

Se aproximar ou mover o ponto de acesso não for possível, experimente utilizar um expansor de rede para melhorar o sinal de Wi-Fi. Normalmente, os expansores de rede são pequenos dispositivos que pode ligar a uma tomada elétrica em qualquer parte da casa.

Verificar a largura do canal

Embora seja pouco frequente, a definição da largura de canal para uma rede Wi-Fi de 2,4 GHz pode causar problemas. As redes de banda de 2,4 GHz têm duas larguras de canal — 20 MHz e 40 MHz (a de 40 MHz foi introduzida após a especificação IEEE 802.11N). Embora a banda de canal de 40 MHz oferece mais débito, alguns controladores e adaptadores de rede Wi-Fi mais antigos não funcionam adequadamente com a mesma. Se não obtiver uma ligação Wi-Fi fidedigna, mas a potência do sinal for forte e o canal de Wi-Fi distinto, verifique a definição da Largura de Canal do ponto de acesso iniciando sessão no mesmo. Normalmente, estará definido como Automático ou 20/40 MHz, ou algo semelhante quando o obtiver. Se o seu ponto de acesso ou router estiver definido com uma destas opções, tente defini-lo como 20 MHz.

Evitar utilizar tipos de segurança mais antigos ou não suportados

À medida que a tecnologia evolui, os tipos de segurança mais antigos tornam-se menos seguros e deixam de ser suportados. Embora alguns destes tipos de segurança mais antigos existam ainda para que dispositivos mais antigos continuem a funcionar, é melhor evitá-los e, se possível, utilizar tipos de segurança mais recentes.

A norma atual é o WPA2-AES. Os novos dispositivos Wi-Fi certificados suportam esta norma há já algum tempo.

Evite utilizar WEP ou um SSID oculto, que não é seguro. Se for possível, tente evitar utilizar WPA+WPA2 para o tipo de segurança de rede. Quando o router ou ponto de acesso tem esta definição ativa, o PC ou outro dispositivo sem fios tentará utilizar primeiro o WPA2 e, em seguida, utilizará o WPA se não conseguir ligar-se com o WPA2. No entanto, alguns dos adaptadores de rede Wi-Fi mais antigos não transitam do WPA2 para o WPA com fiabilidade, pelo que por vezes não conseguirá ligar-se.


Seguinte: Analisar o relatório de rede sem fios

Voltar à Descrição geral

Propriedades

ID do Artigo: 4000461 - Última Revisão: 25/10/2016 - Revisão: 3

Comentários