Configuração de "Heartbeat" privada recomendada num servidor de cluster

O suporte para Windows Server 2003 terminou a 14 de Julho de 2015

A Microsoft terminou o suporte para Windows Server 2003 a 14 de Julho de 2015. Esta alteração afetou as suas atualizações de software e opções de segurança. Aprenda o que isto significa para si e como pode ficar protegido.

Sumário
A comunicação entre os nós de Cluster de Servidores é essencial para um bom funcionamento do cluster. Por conseguinte, deve configurar as redes que utiliza para que a comunicação do cluster esteja configurada de forma optimizada e cumpra todos os requisitos da lista de compatibilidade de hardware. Na configuração de rede, duas ou mais redes independentes devem ligar os nós de um cluster para evitar um ponto único de falha. É comum a utilização de duas redes locais (LANs). (O Suporte Técnico da Microsoft não suporta a configuração de um cluster com nós ligados apenas por uma rede.)

Devem estar configuradas pelo menos duas das redes de cluster para suportar a comunicação de heartbeat entre os nós de cluster para evitar um ponto único de falha. Para tal, configure as funções dessas redes como "Apenas comunicações internas de cluster" ou "Todas as comunicações" para o Serviço de cluster. Normalmente, uma dessas redes é uma interligação privada, dedicada à comunicação interna do cluster.

Além disso, cada rede de cluster deve falhar independentemente de todas as outras redes de cluster. Isto significa que duas redes de cluster não devem possuir um componente em comum que possa fazer com que ambas falhem em simultâneo. Por exemplo, a utilização de uma placa de rede multiportas para anexar um nó a duas redes de cluster não cumpriria este requisito na maioria dos casos, uma vez que as portas não são independentes.

Para eliminar possíveis problemas de comunicação, remova todo o tráfego de rede desnecessário da placa de rede que esteja definida para Apenas comunicações internas de cluster (esta placa também é conhecida como heartbeat ou placa de rede privada). A comunicação de clustering é feita utilizando Chamadas de Procedimento Remoto (RPC) em sockets IP com pacotes de Protocolo de Datagrama de Utilizador (UDP). O processo descrito neste artigo:
  • Remove o NetBIOS da interligação.
  • Define a devida ordem de prioridade da comunicação de Clusters.
  • Define a devida ordem de enlaces da placa.
  • Define a velocidade e modo apropriados da placa de rede.
  • Configura correctamente o TCP/IP.
  • Desactiva a funcionalidade de Detecção de Suportes de Dados (apenas no Windows 2000).

Nota As informações neste artigo não se aplicam aos clusters de activação pós-falha do Windows Server 2008 ou Windows Server 2008 R2. As recomendações para a configuração de rede para as versões mais recentes do Cluster de Activação Pós-falha em ambientes sem CSV são indicadas em http://technet.microsoft.com/pt-pt/library/dd197454(WS.10).aspx#BKMK_Account_Infrastructure. O cenário em que é provável que as definições neste artigo causem um comportamento adverso no Windows Server 2008 ou Windows Server 2008 R2 é num ambiente com CSV. As recomendações com CSV encontram-se em http://technet.microsoft.com/pt-pt/library/ff182358(WS.10).aspx.
Mais Informação

Configuração recomendada para a placa privada no Windows 2000 e Windows 2003

  1. Clique em Iniciar, aponte para Definições, clique em Painel de Controlo e, em seguida, clique duas vezes em Ligações de Acesso Telefónico e de Rede.
  2. No menu Avançadas, clique em Definições Avançadas.
  3. Na caixa Ligações, certifique-se de que os seus enlaces estão pela seguinte ordem e, em seguida, clique em OK:
    • Rede pública externa
    • Rede privada interna (Heartbeat)
    • [Ligações de Acesso Remoto]
  4. Clique com o botão direito do rato na ligação de rede para a sua placa heartbeat e, em seguida, clique em Propriedades.

    Nota Poderá pretender mudar o nome desta ligação para simplificar (por exemplo, mude o nome para "Privada").
  5. Utilize um dos seguintes procedimentos:
    • Se o servidor utilizar um tipo de quórum que não Conjunto de Nós Principais (MNS), clique para seleccionar Protocolo Internet (TCP/IP) e, em seguida, clique para desmarcar todas as outras opções.
    • Se o servidor utilizar um quórum MNS, clique para seleccionar Protocolo Internet (TCP/IP) e, pelo menos, um outro protocolo de rede de partilha de ficheiros e, em seguida, clique para desmarcar todas as outras opções.

      Nota Se o servidor utilizar um quórum MNS, deve ter pelo menos uma rede com capacidades de partilha de ficheiros para que o quórum MNS funcione. Recomendamos vivamente que tenha múltiplas redes no cluster com a partilha de ficheiros activada, de modo a evitar um ponto único de falha para o recurso quórum.
  6. Se tiver uma placa de rede que consiga transmitir a múltiplas velocidades e for possível especificar uma velocidade e modo duplex na placa, especifique manualmente uma velocidade e modo duplex.

    Com placas de rede em que é possível especificar manualmente uma velocidade e modo duplex, certifique-se de que define uma configuração fixa e idêntica das mesmas em todos os nós e de acordo com as especificações dos fabricantes. Em placas de rede que não suportam definições manuais, siga as especificações do fabricante da placa.

    As informações que viajam através da rede heartbeat são reduzidas, mas a latência é essencial para a comunicação. Se tiver as mesmas definições de velocidade e duplex, isto ajuda a assegurar que dispõe de comunicação fiável.

    Se tiver dúvidas em relação à velocidade suportada pela sua placa e dispositivos de ligação, ou definições recomendadas pelo seu fabricante, a Microsoft recomenda que defina todos os dispositivos nesse caminho para 10 MB/Seg e Half Duplex. Esta configuração irá proporcionar largura de banda suficiente e uma comunicação fiável. Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    174812 Os efeitos de utilizar a definição Detecção Automática numa placa de interface de rede de cluster
    Nota: A Microsoft não recomenda a utilização de qualquer tipo de placa com tolerância a falhas ou "Agregação" para heartbeat. Se necessitar de redundância para a sua ligação heartbeat, utilize múltiplas placas de rede definidas para Apenas Comunicação Interna e defina a respectiva prioridade de rede na configuração do Cluster. Em termos dos problemas verificados com placas de rede multiportas anteriores, verifique se o seu firmware e controlador dispõem da revisão mais actual, caso utilize esta tecnologia.

    Contacte o fabricante da sua placa de rede para obter informações sobre a compatibilidade num Cluster de Servidores.Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    254101 Agregação de placas de rede e clustering de servidores
  7. Clique em Protocolo Internet (TCP/IP) e, em seguida, clique em Propriedades.
  8. No separador Geral, certifique-se de que seleccionou um endereço IP estático que não se encontra na mesma sub-rede ou rede que um outro das placas de rede públicas. Um exemplo de bons endereços IP a utilizar para as placas privadas é 10.10.10.10 no nó 1 e 10.10.10.11 no nó 2 com uma máscara de sub-rede de 255.0.0.0. Se a sua rede pública utilizar a rede 10.x.x.x e a máscara de sub-rede 255.0.0.0, utilize um IP de rede privada e sub-rede alternativos.Para mais informações sobre endereçamento IP válido para uma rede privada, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    142863 Endereçamento IP válido para uma rede privada
  9. Certifique-se de que não existe um valor definido na caixa Gateway Predefinido.
  10. Verifique se não existem valores definidos na caixa Utilizar os seguintes endereços de servidor DNS.

    Nota Se os nós de cluster forem igualmente servidores DNS, é apresentado "127.0.0.1" na caixa Utilizar os seguintes endereços de servidor DNS (a caixa não estará em branco); isto é aceitável.
  11. Clique em Avançadas.
  12. No separador DNS, verifique se não existem valores definidos. Certifique-se de que as caixas de verificação Registar os endereços desta ligação no DNS e Utilizar o sufixo DNS desta ligação no registo de DNS estão desmarcadas.
  13. Quando fechar a caixa de diálogo, poderá receber o seguinte aviso. Se receber este aviso, clique em Sim:
    Esta ligação possui um endereço de WINS principal vazio. Deseja continuar?
  14. Se estiver a utilizar um cabo cruzado para a sua interligação heartbeat privada, desactive a funcionalidade de destruição da pilha de TCP/IP da Detecção de Suportes de Dados.

    Nota Não execute este passo num Cluster do Windows Server 2003.

    Para nos solicitar a desactivação da funcionalidade de destruição da pilha de TCP/IP da Detecção de Suportes de Dados, consulte a secção "Corrigir por mim". Para desactivar a funcionalidade de destruição da pilha de TCP/IP da Detecção de Suportes de Dados sozinho, consulte a secção "Deixar-me corrigir o problema".

    Corrigir por mim


    Para desactivar a funcionalidade de destruição da pilha de TCP/IP da Detecção de Suportes de Dados automaticamente, clique na hiperligação Corrigir este problema. Clique em Executar na caixa de diálogo Transferência de Ficheiros e siga os passos indicados neste assistente.




    Nota
    embora este assistente possa estar apenas em inglês, a correcção automática também funciona em versões do Windows noutros idiomas.

    Nota Se não estiver a trabalhar no computador que tem o problema, pode guardar a correcção automática numa unidade Flash ou num CD e, em seguida, executá-la no computador com o problema.

    Agora, avance para o passo seguinte.

    Deixar-me corrigir o problema

    Para desactivar a funcionalidade de destruição da pilha de TCP/IP da Detecção de Suportes de Dados, adicione o seguinte valor de registo a cada nó:
    HKEY_LOCAL_MACHINE\System\CurrentControlSet\Services\Tcpip\Parameters


    Nome do Valor: DisableDHCPMediaSense
    Tipo de Dados: REG_DWORD
    Dados: 1
    Para obter mais informações sobre isto, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    254651 A função da rede de cluster altera-se automaticamente
  15. Conclua os passos anteriores em todos os outros nós do cluster.
  16. Inicie o Administrador de Clusters.
  17. Clique no nome do cluster na raiz do Administrador. No menu Ficheiro, clique em Propriedades.
  18. No separador Prioridade da Rede, certifique-se de que a rede privada está listada no topo. Se não estiver, utilize o botão Mover para Cima para aumentar a respectiva prioridade.
  19. Clique na rede privada e, em seguida, clique em Propriedades.
  20. Clique para seleccionar a caixa de verificação Activar esta rede para utilização de cluster.
  21. Clique em Apenas comunicações internas de cluster (Rede privada).
Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
281662 Nós de cluster do Windows 2000 e Windows Server 2003 como controladores de domínio

Configuração recomendada para a placa privada no Windows NT 4.0

  1. Clique em Iniciar, aponte para Definições, clique em Painel de Controlo e, em seguida, clique duas vezes em Rede.
  2. Clique no separador Protocolos, clique em Protocolo TCP/IP e, em seguida, clique em Propriedades.
  3. Na caixa Placa, clique na placa de rede privada.
  4. No separador Endereço IP, certifique-se de que seleccionou um endereço IP estático que não se encontra na mesma sub-rede ou rede que um outro das placas de rede públicas. Um exemplo de bons endereços IP a utilizar para as placas privadas é 10.10.10.10 no nó 1 e 10.10.10.11 no nó 2 com uma máscara de sub-rede de 255.0.0.0.
  5. Certifique-se de que não existe um valor definido na caixa Gateway Predefinido.
  6. No separador Endereço de WINS, clique na placa heartbeat na caixa Placa.
  7. Certifique-se de que não existem valores definidos para as entradas do servidor WINS.
  8. Quando fechar a caixa de diálogo, poderá receber o seguinte aviso. Se receber este aviso, clique em Sim:
    Pelo menos uma das placas possui um endereço de WINS principal vazio. Deseja continuar?
  9. No separador Encaminhamento, certifique-se de que a caixa de verificação Activar Reencaminhamento IP está desmarcada.
  10. Clique em OK.
  11. Se tiver uma placa de rede que consiga transmitir a múltiplas velocidades e for possível especificar uma velocidade e modo duplex, especifique manualmente uma velocidade e modo duplex.

    Com placas de rede em que é possível especificar manualmente uma velocidade e modo duplex, certifique-se de que define uma configuração fixa e idêntica das mesmas em todos os nós e de acordo com as especificações do fabricante. Em placas de rede que não suportam definições manuais, siga as especificações do fabricante da placa.

    As informações que viajam através da rede heartbeat são reduzidas, mas a latência é essencial para a comunicação. Se tiver as mesmas definições de velocidade e duplex, pode ajudar a assegurar que dispõe de comunicação fiável.

    Se não souber a velocidade suportada da sua placa e dispositivos de ligação, a Microsoft recomenda que defina todos os dispositivos nesse caminho para 10 MB/Seg e Half Duplex. Esta configuração proporciona largura de banda suficiente e uma comunicação fiável.Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    174812 Os efeitos de utilizar a definição Detecção Automática numa placa de interface de rede de cluster
    Nota A Microsoft não recomenda que utilize qualquer tipo de placa com tolerância a falhas ou "Agregação" para heartbeat. Se necessitar de redundância para a sua ligação heartbeat, utilize múltiplas placas de rede definidas para Apenas Comunicação Interna e defina a respectiva prioridade de rede na configuração do Cluster. Em termos dos problemas verificados com placas de rede multiportas anteriores, verifique se o seu firmware e controlador dispõem da revisão mais actual, caso utilize esta tecnologia.

    Contacte o fabricante da sua placa de rede para obter informações sobre a compatibilidade num Cluster de Servidores.Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    254101 Agregação de placas de rede e clustering de servidores
  12. No separador Enlaces, clique em Todas as Placas na caixa Mostrar Enlaces Para.
  13. Clique no sinal de adição (+) junto à placa utilizada para a interligação privada.
  14. Clique em Cliente WINS (TCP/IP) e, em seguida, clique em Desactivar.Nota Não devem ser activados quaisquer protocolos que não TCP/IP na placa heartbeat. Certifique-se de que todos os outros estão desactivados (incluindo itens como Monitor de Rede).
  15. Na caixa Mostrar Enlaces Para, clique em Todos os Protocolos.
  16. Clique no sinal de adição (+) junto a Protocolo TCP/IP.
  17. Certifique-se de que a placa de rede pública é o primeiro enlace (no topo da lista de enlaces). Para tal, clique na placa de rede privada e utilize o botão Mover para Baixo. Se tiver múltiplas placas de rede públicas, certifique-se de que a placa heartbeat é a última da lista. Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    193890 Configuração WINS recomendada para servidor de cluster da Microsoft
  18. Clique em OK para concluir a modificação das propriedades da rede e aceitar as alterações.
  19. Reinicie o nó para que as alterações entrem em vigor.
  20. Conclua os passos anteriores em todos os outros nós do cluster.
  21. Inicie o Administrador de Clusters.
  22. Clique no nome do cluster na raiz do Administrador. No menu Ficheiro, clique em Propriedades.
  23. No separador Prioridade da Rede, certifique-se de que a rede privada está listada no topo. Se não estiver, utilize o botão Mover para Cima para aumentar a respectiva prioridade.
  24. Clique na rede privada e, em seguida, clique em Propriedades.
  25. Clique para seleccionar a caixa de verificação Activar esta rede para utilização de cluster.
  26. Clique em Apenas comunicações internas de cluster (Rede privada).
Para obter mais informações, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
281662 Nós de cluster do Windows 2000 como controladores de domínio
MSCS W2000MSCS fixit fix it
Propriedades

ID do Artigo: 258750 - Última Revisão: 05/25/2012 10:51:00 - Revisão: 2.0

  • Microsoft Windows Server 2003 Enterprise Edition
  • Microsoft Windows Server 2003 Datacenter Edition
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Enterprise Edition
  • kbfixme kbmsifixme kbproductlink kbclustering kbenv kbinfo w2000mscs KB258750
Esta informação foi útil?