Otimizar o Windows para um melhor desempenho

Eis algumas sugestões para o ajudar a otimizar o Windows 7 para obter um desempenho mais rápido.

Experimentar a resolução de problemas de Desempenho

A primeira coisa que pode experimentar é a resolução de problemas de Desempenho, que pode localizar e corrigir problemas automaticamente. A resolução de problemas de Desempenho verifica problemas que podem abrandar o desempenho do computador, como quantos utilizadores têm atualmente sessão iniciada no computador e se estão vários programas em execução ao mesmo tempo.

Abra o resolução de problemas de Desempenho clicando no botão Iniciar

Imagem do botão Iniciar
e, em seguida, clicando no Painel de Controlo. Na caixa de pesquisa, escreva resolução de problemas e, em seguida, clique em Resolução de Problemas. Em Sistema e Segurança, clique em Procurar problemas de desempenho.

Elimine programas que nunca utiliza

Muitos fabricantes de PCs fornecem novos computadores com programas que não encomendou e que pode não pretender. Muitas vezes, estes incluem edições de avaliação e versões de edição limitada de programas que as empresas de software esperam que experimente, considere úteis e, posteriormente, pague para atualizar para as versões completas ou mais recentes. Se decidir que não os pretende, manter esse software no computador pode torná-lo mais lento utilizando a preciosa memória, espaço em disco e capacidade de processamento.

É uma boa ideia desinstalar todos os programas que não pretende usar. Isso deve incluir tanto software instalado pelo fabricante como software instalado por si, mas que já não pretende — principalmente programas utilitários concebidos para ajudar a gerir e otimizar o hardware e software do computador. Programas utilitários, tais como detetores de vírus, limpezas de discos e ferramentas de cópia de segurança muitas vezes são executados automaticamente durante o arranque, prosseguindo silenciosamente em segundo plano onde não os pode ver. Muitas pessoas não fazem a menor ideia de que estão em execução.

Mesmo que o seu PC seja mais antigo, pode conter programas instalados pelo fabricante dos quais nunca se tenha apercebido ou se tenha esquecido. Nunca é tarde demais para os remover e livrar-se da confusão e do desperdício de recursos de sistema. Talvez tenha pensado que iria usar o tal software um dia, mas nunca o fez. Desinstale-o e verifique se a execução do PC é mais rápida.

Limite a quantidade de programas em execução no arranque

Muitos programas são concebidos para iniciar automaticamente quando o Windows é iniciado. Os fabricantes de software muitas vezes definem os programas para abrir em segundo plano, onde não os pode ver em execução, para que se abram imediatamente quando clica nos respetivos ícones. Isto é útil para programas que utiliza com frequência, mas para programas que raramente ou nunca utiliza, isto leva ao desperdício da valiosa memória e aumenta o tempo que o Windows demora a concluir o arranque.

Decida por si, se pretende que um programa seja executado no arranque.

Mas como pode saber quais são os programa executados automaticamente no arranque? Às vezes isso é óbvio, porque o programa adiciona um ícone à área de notificação na barra de tarefas, onde o pode ver em execução. Veja nesse local se existem quaisquer programas em execução que não pretenda que iniciem automaticamente. Aponte para cada ícone para ver o nome do programa. Certifique-se de que clica no botão Mostrar ícones escondidos para verificar todos os ícones.

Mesmo depois de verificar a área de notificação, ainda podem escapar-lhe alguns programas que são executados automaticamente no arranque. A ferramenta gratuita AutoRuns for Windows, disponível para download no site da Microsoft, mostra todos os programas e processos que são executados quando inicia o Windows. Para impedir a execução automática de um programa quando o Windows é iniciado, abra o programa AutoRuns for Windows e, em seguida, desmarque a caixa de verificação junto do nome do programa. O AutoRuns for Windows foi concebido para utilizadores avançados.

Desfragmente o disco rígido

A fragmentação faz com que o disco rígido realize trabalho adicional que pode tornar o computador lento. O Desfragmentador de Disco reorganiza dados fragmentados para que o seu disco rígido trabalhe de forma mais eficiente. O Desfragmentador de Disco é executado segundo uma agenda, mas também pode desfragmentar o disco rígido manualmente.

Limpe o disco rígido

Os ficheiros desnecessários no disco rígido ocupam espaço em disco e podem tornar o computador lento. A Limpeza do Disco remove ficheiros temporário, esvazia a Reciclagem e remove vários ficheiros de sistema e outros itens que poderão já não ser necessários.

Execute menos programas ao mesmo tempo

Às vezes, alterar o comportamento do computador pode ter um grande impacto no desempenho do PC. Se for o tipo de utilizador de computador que gosta de manter oito programas e uma dezena de janelas de browser abertas de cada vez, tudo isso enquanto envia mensagens instantâneas aos amigos, não se surpreenda se o seu PC ficar lento. Manter muitas mensagens de e-mail abertas também pode consumir bastante memória.

Se lhe parecer que o computador está lento, pergunte-se se realmente precisa de manter todos os programas e janelas abertos de uma só vez. Encontre uma melhor forma de se lembrar de responder às mensagens de e-mail sem ter de as manter todas abertas.

Certifique-se de que está a executar apenas um programa antivírus. Executar mais do que um programa antivírus também pode tornar o computador lento. Felizmente, se estiver a executar mais do que um programa antivírus, o Centro de Ação irá notificá-lo e pode ajudá-lo a corrigir o problema.

Desative os efeitos visuais

Se a execução do Windows estiver lenta, pode acelerá-la desativando alguns dos seus efeitos visuais. Resume-se a uma questão de aspeto versus desempenho. Prefere que o Windows execute de forma mais rápida ou que tenha melhor aspeto? Se o PC for suficientemente rápido, não tem de fazer esta concessão, mas se o computador mal tem capacidade suficiente para o Windows 7, pode ser útil diminuir a parafernália visual.

Pode escolher os efeitos visuais que quer desativar um a um ou permitir que o Windows escolha por si. Existem 20 efeitos visuais que pode controlar, tais como o aspeto de vidro transparente, a forma como os menus abrem ou fecham e se são apresentadas sombras.

Para ajustar todos os efeitos visuais para um melhor desempenho:

  1. Abra Informações e Ferramentas de Desempenho clicando no botão Iniciar
    Imagem do botão Iniciar
    e, em seguida, clicando no Painel de Controlo. Na caixa de pesquisa, escreva Informações e Ferramentas de Desempenho e, em seguida, na lista de resultados, clique em Informações e Ferramentas de Desempenho.
  2. Clique em Ajustar efeitos visuais
    Permissão de administrador necessária
    . Se lhe for pedida uma palavra-passe de administrador ou uma confirmação, escreva a palavra-passe ou confirme.
  3. Clique no separador Efeitos Visuais, clique em Ajustar para o melhor desempenho e, em seguida, clique em OK. (Para uma opção menos radical, selecione Deixar o Windows decidir o que é melhor para o computador.)


Reinicie regularmente

Esta sugestão é simples. Reinicie o PC pelo menos uma vez por semana, especialmente se o utilizar muito. Reiniciar um PC é uma boa forma de limpar a sua memória e garantir que quaisquer processos e serviços não controlados em execução sejam encerrados.

Ao reiniciar fecha todos os softwares em execução no PC — não só os programas que vê em execução na barra de tarefas, mas também dezenas de serviços que podem ter sido iniciados por diversos programas e que nunca foram encerrados. Ao reiniciar pode corrigir problemas de desempenho misteriosos quando é difícil identificar a causa exata.

Se mantiver uma quantidade de programas, mensagens de e‑mail e site abertos ao ponto de pensar que o reinício é um incómodo, esse é provavelmente um sinal de que deve reiniciar o PC. Quanto mais itens tiver abertos e quanto mais tempo os mantiver em execução, maior serão as hipóteses de o seu PC se tornar mais lento e acabar por ficar com pouca memória.

Adicione mais memória

Esta não é uma indicação para comprar hardware que irá acelerar o desempenho do seu computador. Mas nenhum artigo sobre como tornar a execução do Windows mais rápida estaria completo sem mencionar que deve ponderar adicionar mais memória de acesso aleatório (RAM) ao seu PC.

Se um computador com o Windows 7 parecer demasiado lento, normalmente é porque não tem RAM suficiente. A melhor forma de o acelerar é adicionar mais memória.

O Windows 7 pode ser executado num PC com 1 gigabyte (GB) de RAM, mas a sua execução é melhor com 2 GB. Para um desempenho ideal, aumente para 3 GB ou mais.

Outra opção é aumentar a quantidade de memória utilizando o Windows ReadyBoost. Esta funcionalidade permite que utilize espaço de armazenamento em alguns dispositivos multimédia amovíveis, como pens USB, para aumentar a velocidade do seu computador. É mais fácil ligar uma pen USB a uma porta USB do que abrir a caixa do PC e ligar módulos de memória à placa principal.

Verifique se existem vírus e spyware

Se o PC estiver lento, é possível que esteja infetado com um vírus ou spyware. Não é uma situação tão comum como os outros problemas, mas é algo a considerar. Antes de se preocupar demasiado, verifique o PC utilizando programas antisspyware e antivírus.

Um sintoma comum de vírus é o desempenho muito mais lento do que o normal do computador. Outros sinais incluem mensagens inesperadas que aparecem no seu PC, programas que são iniciados automaticamente ou o som do disco rígido a funcionar constantemente.

O spyware é um tipo de programa que é instalado, normalmente sem o seu conhecimento, para vigiar a sua atividade na Internet. Pode verificar se há spyware com o Windows Defender ou com outros programas antisspyware.

A melhor forma de lidar com os vírus é, antes do mais, evitá-los. Tenha sempre um software antivírus em execução e mantenha-o atualizado. No entanto, mesmo que tome essas precauções, é possível que o seu PC seja infetado.

Verifique a velocidade do computador

Se experimentar estas sugestões e o computador ainda estiver demasiado lento, talvez seja necessário um novo PC ou algumas atualizações de hardware, como um novo disco rígido ou uma placa de vídeo mais rápida. No entanto, não é preciso tentar adivinhar a velocidade do seu computador. O Windows fornece uma forma de verificar e classificar a velocidade do seu PC através da ferramenta chamada Índice de Desempenho Windows.

O Índice de Desempenho Windows classifica o seu computador em cinco componentes principais e atribui um número a cada uma delas, bem como uma classificação base geral. Esta classificação base é igual à subclassificação do componente com pior desempenho. As classificações base atualmente vão de 1 a 7,9. Se o PC receber uma classificação inferior a 2 ou 3, pode ser altura de pensar em comprar um novo PC, consoante as tarefas que pretende realizar com o seu computador.

Altere o tamanho da memória virtual

Se receber avisos a informar que a memória virtual é pouca, será necessário aumentar o tamanho mínimo do ficheiro de paginação. O Windows define o tamanho mínimo inicial do ficheiro de paginação igual à quantidade de memória de acesso aleatório (RAM) instalada no computador e o tamanho máximo igual a três vezes a quantidade de RAM instalada no computador. Se vir avisos dentro destes níveis recomendados, aumente os tamanhos mínimo e máximo.

  1. Abra o Sistema clicando no botão Iniciar 
    Imagem do botão Iniciar
    ,
    clicando com o botão direito do rato em Computador e, em seguida, clicando em Propriedades.
  2. No painel esquerdo, clique em Definições avançadas do sistema
    Permissão de administrador necessária
    .
    Se lhe for pedida uma palavra-passe de administrador ou uma confirmação, escreva a palavra-passe ou confirme.
  3. No separador Avançadas, em Desempenho, clique em Definições.
  4. Clique no separador Avançadas e, em seguida, em Memória virtual, clique em Alterar.
  5. Desmarque a caixa de verificação Gerir automaticamente tamanho de ficheiro de paginação para todas as unidades.
  6. Em Unidade [Etiqueta de Volume], clique na unidade que contém o ficheiro de paginação que pretende alterar.
  7. Clique em Tamanho personalizado, escreva um novo tamanho em megabytes na caixa Tamanho inicial (MB) ou Tamanho máximo (MB), clique em Definir e, em seguida, clique em OK.


Propriedades

ID do Artigo: 15055 - Última Revisão: 14/09/2016 - Revisão: 2

Comentários