Artigo: 314058 - Ver produtos para os quais este artigo se aplica.
Para uma versão deste artigo relativa ao Microsoft Windows 2000, consulte: 229716.
Nota importante:
Trata-se de um artigo de referência de nível avançado que descreve o que é a Consola de Recuperação e como utilizá-la. Não contém informações sobre como resolver problemas específicos.

Para utilizar a Consola de Recuperação, é necessário ter um disco de instalação do Windows.

Para utilizar o computador com a Consola de Recuperação, tem de ter sessão iniciada como administrador ou como membro do grupo Administradores. Se o seu computador estiver ligado a uma rede, as definições de política de rede poderão impedi-lo de efectuar este procedimento. Caso depare com este problema, deverá contactar o administrador de rede.
Expandir tudo | Reduzir tudo

Nesta página

INTRODUÇÃO

Este artigo descreve a funcionalidade e as limitações da Consola de Recuperação do Windows. Se um computador baseado no Windows XP não iniciar correctamente ou não iniciar de todo, poderá utilizar a Consola de Recuperação do Windows para ajudar a recuperar o software de sistema. Este artigo aborda os seguintes tópicos:
  • Como iniciar a Consola de Recuperação do Windows a partir do disco de instalação do Windows XP
  • Como utilizar a Consola de Comandos
  • Restrições e limitações da Consola de Recuperação do Windows
  • Os comandos disponíveis na Consola de Recuperação do Windows

Mais Informação

Quando utiliza a consola de recuperação do Windows, pode obter acesso limitado ao sistema de ficheiros NTFS, volumes FAT e FAT32 sem iniciar a interface gráfica de utilizador (GUI, Graphical User Interface) do Windows. Na Consola de Recuperação do Windows, é possível efectuar as seguintes acções:
  • Utilizar, copiar, mudar o nome ou substituir ficheiros e pastas do sistema operativo
  • Activar ou desactivar o arranque de serviços ou dispositivos da próxima vez que iniciar o computador
  • Reparar o sector de arranque do sistema de ficheiros ou o registo de arranque principal (MBR)
  • Criar e formatar partições nas unidades
Nota: a Consola de Recuperação do Windows apenas pode ser acedida por administradores. Isto impede a utilização de qualquer volume NTFS por utilizadores não autorizados.

Opção 1: Se já tiver instalado a Consola de Recuperação

Se já tiver instalado a Consola de Recuperação, pode seleccioná-la durante o arranque normal do Windows. Para executar a Consola de Recuperação:
  1. Durante o arranque, seleccione Consola de Recuperação no menu de opções de arranque.
  2. Se tiver um sistema com arranque duplo ou arranque múltiplo, seleccione a instalação a que pretende aceder a partir da Consola de Recuperação.
  3. Quando lhe for solicitado, escreva a palavra-passe de Administrador.
  4. Na linha de comandos, escreva comandos específicos à Consola de Recuperação, os quais pode consultar na secção "Comandos disponíveis na Consola de Recuperação do Windows".
  5. Em qualquer altura, pode escrever Help para obter uma lista de comandos disponíveis.
  6. Em qualquer altura, pode escrever Help nome_comando para obter ajuda sobre um comando específico. Por exemplo, pode escrever help attrib para apresentar a ajuda sobre o comando de atributos.
  7. Em qualquer altura, pode sair da Consola de Recuperação do Windows escrevendo Exit na linha de comandos.

Opção 2: Iniciar a Consola de Recuperação do Windows a partir do CD-ROM do Windows XP

Se não tiver pré-instalado a Consola de Recuperação do Windows, pode iniciar o computador e utilizar a Consola de Recuperação directamente a partir do disco de instalação original do Windows XP. Se o computador já tiver iniciado o Windows e pretender adicionar a Consola de Recuperação do Windows como uma opção de arranque, avance para a secção "Adicionar a Consola de Recuperação do Windows como uma opção de arranque".
  1. Insira o CD do Windows XP na unidade de CD e reinicie o computador. Se tal lhe for solicitado, seleccione quaisquer opções necessárias para iniciar (arrancar) a partir do CD.
  2. Quando a parte baseada em texto da configuração começar, siga as instruções. Seleccione a opção de reparação ou de recuperação premindo a tecla R.
  3. Se tiver um sistema com arranque duplo ou arranque múltiplo, seleccione a instalação a que pretende aceder a partir da Consola de Recuperação.
  4. Quando lhe for solicitado, escreva a palavra-passe de Administrador.
  5. Na linha de comandos, escreva comandos específicos à Consola de Recuperação, os quais pode consultar na secção "Comandos disponíveis na Consola de Recuperação do Windows".
  6. Em qualquer altura, pode escrever Help para obter uma lista de comandos disponíveis.
  7. Em qualquer altura, pode escrever Help nome_comando para obter ajuda sobre um comando específico. Por exemplo, pode escrever help attrib para apresentar a ajuda sobre o comando de atributos.
  8. Em qualquer altura, pode sair da Consola de Recuperação do Windows escrevendo Exit na linha de comandos.

Opção 3: Adicionar a Consola de Recuperação do Windows como uma opção de arranque

Se o computador iniciar o Windows, pode adicionar a Consola de Recuperação do Windows XP como uma opção de arranque a partir do ambiente do Windows. Para instalar a Consola de Recuperação como uma opção de arranque, siga estes passos:
  1. Com o Windows em execução, insira o CD do Windows na unidade de CD.
  2. Clique em Iniciar e clique em Executar.
  3. Escreva os seguintes comandos (em que X: corresponde à letra da unidade de CD) e prima ENTER no teclado.
    X:\i386\winnt32.exe /cmdcons
    Nota: existe um espaço antes de /cmdcons.
  4. Clique em OK e siga as instruções para concluir a configuração.

    Nota: esta acção adiciona a Consola de Recuperação do Windows à pasta Arranque do Windows.
  5. Reinicie o computador e seleccione a opção Consola de Recuperação a partir da lista de sistemas operativos disponíveis.
Importante: se estiver a utilizar espelhos de software, consulte o seguinte artigo na base de dados de conhecimento da Microsoft (KB, Microsoft Knowledge Base):
229077 O espelhamento impede a pré-instalação da Consola de Recuperação
222478 Criar um modelo para executar a Consola de Recuperação utilizando um servidor de instalação remoto

Restrições e limitações da Consola de Recuperação

Quando utiliza a Consola de Recuperação do Windows, apenas é possível utilizar os seguintes itens:
  • A pasta raiz
  • A pasta %SystemRoot% e as subpastas da instalação do Windows em que iniciou sessão
  • A pasta Cmdcons
  • As unidades de suporte de dados amovíveis, como a unidade de CD ou de DVD
Nota: se tentar obter acesso a outras pastas, poderá receber uma mensagem de erro do tipo "Acesso negado". Isto não significa necessariamente que os dados contidos nessas pastas estejam danificados ou se tenham perdido. Significa apenas que a pasta se encontra indisponível enquanto estiver a executar a Consola de Recuperação do Windows. Do mesmo modo, quando está a utilizar a Consola de Recuperação do Windows, não pode copiar um ficheiro do disco rígido local para uma disquete. No entanto, pode copiar um ficheiro de uma disquete ou CD-ROM para um disco rígido e de um disco rígido para outro.

Utilizar a Consola de Comandos da Consola de Recuperação do Windows

A Consola de Recuperação oferece acesso limitado ao sistema de ficheiros NTFS, volumes FAT e FAT32. A Consola de Recuperação impede o carregamento da habitual interface gráfica (GUI) do Windows para possibilitar a reparação e recuperação da funcionalidade do Windows.

Depois de iniciar a consola de recuperação do Windows, é apresentada a seguinte mensagem:
Consola de recuperação do Microsoft Windows(R)

A consola de recuperação fornece funcionalidades de reparação e recuperação do sistema.
Escreva EXIT para sair da Consola de Recuperação e reiniciar o computador.

1: C:\WINDOWS

Em que instalação do Windows pretende iniciar sessão?
(para cancelar, prima ENTER)
Introduza o número correspondente à instalação pretendida do Windows. Neste exemplo, premiria 1. Em seguida, o Windows solicita-lhe que introduza a palavra-passe da conta de administrador.

Nota: se introduzir uma palavra-passe incorrecta três vezes, a Consola de Recuperação do Windows será encerrada. Do mesmo modo, se a base de dados do gestor de contas de segurança (SAM) estiver danificada, não poderá utilizar a Consola de Recuperação do Windows porque o utilizador não pode ser autenticado correctamente. Depois de introduzir a palavra-passe e a Consola de Recuperação do Windows ser iniciada, escreva Exit para reiniciar o computador.

Quando utiliza o Windows XP Professional, pode definir políticas de grupo para activar o início de sessão administrativo automático. Para mais informações sobre como definir a Consola de Recuperação para permitir o início de sessão administrativo automático, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft:
312149 Como permitir que um administrador inicie sessão automaticamente na 'Consola de recuperação'

Comandos disponíveis na Consola de Recuperação do Windows

Os seguintes comandos encontram-se disponíveis na Consola de Recuperação do Windows. Os comandos não são sensíveis a maiúsculas e minúsculas.

Aviso: alguns destes comandos podem tornar o sistema inutilizável. Leia a explicação relativa a cada comando na íntegra antes de o introduzir na linha de comandos. Procure o aconselhamento de um técnico de suporte se tiver questões ou dúvidas sobre um comando específico.

HELP

Utilize o comando help para listar todos os comandos suportados que se seguem:
   attrib    del        fixboot   more     set
   batch     delete     fixmbr    mkdir    systemroot
   bootcfg   dir        format    more     type
   cd        disable    help      net                      
   chdir     diskpart   listsvc   rd                        
   chkdsk    enable     logon     ren                      
   cls       exit       map       rename    
   copy      expand     md        rmdir
				

ATTRIB

Utilize o comando attrib juntamente com um ou mais dos seguintes parâmetros para alterar os atributos de um ficheiro ou de uma pasta:
-R
+R
-S
+S
-H
+H
-C
+C
Notas:
+ Define um atributo
- Repõe um atributo
R Atributo de ficheiro só de leitura
S Atributo de ficheiro de sistema
H Atributo de ficheiro oculto
C Atributo de ficheiro comprimido

Tem de definir ou limpar pelo menos um atributo.

Para ver atributos, utilize o comando dir.

BATCH

batch ficheiro_entrada [ficheiro_saída]
Utilize este comando para executar os comandos especificados num ficheiro de texto. Na sintaxe do comando, ficheiro_entrada especifica o ficheiro de texto que contém a lista de comandos a executar e ficheiro_saída especifica o ficheiro que contém a saída dos comandos especificados. Se não especificar um ficheiro de saída, os resultados serão apresentados no ecrã.

BOOTCFG

Utilize este comando para a configuração e recuperação do arranque. Este comando tem as seguintes opções:
bootcfg /add
bootcfg /rebuild
bootcfg /scan
bootcfg /list
bootcfg /disableredirect
bootcfg /redirect [portbaudrate] | [useBiosSettings]
Exemplos:
bootcfg /redirect com1 115200
bootcfg /redirect useBiosSettings
Pode utilizar as seguintes opções:
/add Adiciona uma instalação do Windows à lista do menu de arranque.
/rebuild Itera todas as instalações do Windows, para que possa especificar as instalações que pretende adicionar.
/scan Procura instalações do Windows em todos os discos e apresenta os resultados para que possa especificar as instalações que pretende adicionar.
/default Predefine a entrada de arranque.
/list Lista as entradas presentes na lista do menu de arranque.
/disableredirect Desactiva o redireccionamento no carregador de arranque.
/redirect Activa o redireccionamento no carregador de arranque, com a configuração especificada.

CD e CHDIR

Utilize os comandos cd e chdir para mudar para outra pasta. Por exemplo, pode utilizar os seguintes comandos:
Escreva cd .. para mudar para a pasta principal.
Escreva cd unidade: para visualizar a pasta actual na unidade especificada.
Escreva cd sem parâmetros para apresentar a unidade e pasta actuais.
O comando chdir trata os espaços como delimitadores. Por este motivo, deverá colocar o nome de uma pasta que contenha um espaço entre aspas (""). Segue-se um exemplo:
cd "\windows\profiles\nome_utilizador\programas\menu de arranque"
O comando chdir só funciona nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, nos suportes de dados amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas origens de instalação locais.

CHKDSK

chkdsk unidade /p /r
O comando chkdsk verifica a unidade especificada e repara ou recupera a unidade caso seja necessário. O comando também assinala sectores danificados e recupera informações legíveis.

Pode utilizar as seguintes opções:
/p Efectua uma verificação exaustiva da unidade e corrige quaisquer erros.
/r Localiza sectores danificados e recupera informações legíveis.
Nota: se especificar a opção /r, a opção /p estará implícita. Quando especifica o comando chkdsk sem argumentos, o comando verifica a unidade actual, sem quaisquer opções definidas.

Quando executa o comando chkdsk, é necessário utilizar o ficheiro Autochk.exe. O CHKDSK localiza automaticamente este ficheiro na pasta de arranque. Se a consola de comandos tiver sido pré-instalada, a pasta de arranque será, normalmente, a pasta Cmdcons. Se o CHKDSK não conseguir localizar o ficheiro Autochk.exe na pasta de arranque, tentará localizar o disco de instalação do Windows. Se não conseguir localizar o suporte de dados de instalação, o CHKDSK pedir-lhe-á para introduzir a localização do ficheiro Autochk.exe.

CLS

Utilize este comando para limpar o ecrã.

COPY

copy origem destino
Utilize este comando para copiar um ficheiro. Na sintaxe do comando, origem especifica o ficheiro a copiar e destino especifica a pasta ou o nome de ficheiro para o novo ficheiro. Não pode utilizar caracteres universais assinalados com um asterisco (*) nem pode copiar uma pasta. Se copiar um ficheiro comprimido a partir do disco de instalação do Windows, esse ficheiro será automaticamente descomprimido enquanto é copiado.

A origem do ficheiro pode ser um suporte amovível, qualquer pasta de sistema da instalação actual do Windows, a raiz de qualquer unidade, as origens de instalação locais ou a pasta Cmdcons.

Se destino não for especificado, o destino predefinido será a pasta actual. Se o ficheiro já existir, ser-lhe-á perguntado se pretende que o ficheiro copiado substitua o ficheiro existente. O destino não pode ser uma unidade amovível.

DEL e DELETE

del unidade: caminho nome_ficheiro
delete unidade: caminho nome_ficheiro
Utilize este comando para eliminar um ficheiro. Na sintaxe do comando, unidade: caminho nome_ficheiro especifica o ficheiro que pretende eliminar. O comando delete só funciona nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, em suportes amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição de disco rígido ou nas origens de instalação locais. O comando delete não aceita caracteres universais.

DIR

dir unidade: caminho nome_ficheiro
Utilize este comando para apresentar uma lista dos ficheiros e subpastas existentes numa pasta. Na sintaxe do comando, unidade: caminho nome_ficheiro especifica a unidade, a pasta e os ficheiros a listar. O comando dir lista todos os ficheiros, incluindo os ficheiros ocultos e de sistema. Os ficheiros podem ter os seguintes atributos:
D Directório
H Ficheiro oculto
S Ficheiro de sistema
E Encriptado
R Ficheiro só de leitura
A Ficheiros preparados para arquivo
C Comprimido
P Ponto de nova análise
O comando dir só funciona nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, nos suportes amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas origens de instalação locais.

DISABLE

disable nome_serviço
Utilize este comando para desactivar um serviço ou um controlador de sistema do Windows. Na sintaxe do comando, nome_serviço especifica o nome do serviço ou controlador que pretende desactivar.

Utilize o comando listsvc para apresentar todos os serviços ou controladores que podem ser desactivados. O comando disable apresenta o tipo de arranque antigo do serviço antes de o repor para SERVICE_DISABLED. Registe o tipo de arranque antigo se tiver que activar novamente o serviço.

O comando disable apresenta os seguintes valores de tipo_arranque:
SERVICE_DISABLED
SERVICE_BOOT_START
SERVICE_SYSTEM_START
SERVICE_AUTO_START
SERVICE_DEMAND_START

DISKPART

diskpart /add/deletenome_dispositivo nome_unidade nome_partição tamanho
Utilize este comando para gerir as partições nos volumes do disco rígido. Pode utilizar as seguintes opções:
/add Cria uma nova partição.
/delete Elimina uma partição existente.
nome_dispositivo O nome do dispositivo utilizado para criar uma nova partição.
nome_unidade Um nome baseado numa letra de unidade; por exemplo, D.
nome_partição O nome baseado na partição para eliminar uma partição existente.
tamanho O tamanho da nova partição em megabytes.
Pode determinar o nome do dispositivo a partir dos resultados do comando MAP, por exemplo, \Device\HardDisk0. Pode utilizar o nome de partição em vez do argumento de nome de unidade, por exemplo, \Device\HardDisk0\Partition1. Se não utilizar argumentos, será apresentada uma interface de utilizador para gerir partições.

Aviso: se utilizar este comando num disco que tenha uma configuração de discos dinâmicos, pode danificar a tabela de partições. Não modifique a estrutura dos discos dinâmicos a menos que esteja a utilizar a ferramenta Gestão de discos.

ENABLE

enable nome_serviço tipo_arranque
Pode utilizar o comando enable para activar um serviço ou um controlador de sistema do Windows.

Utilize o comando listsvc para apresentar todos os serviços ou controladores que podem ser activados. O comando enable indica o tipo de arranque antigo do serviço antes de ser reposto para o novo valor. É conveniente anotar o valor antigo, caso necessite de restaurar o tipo de arranque do serviço.

As opções válidas para tipo_arranque são as seguintes:
SERVICE_BOOT_START
SERVICE_SYSTEM_START
SERVICE_AUTO_START
SERVICE_DEMAND_START
Se não especificar um novo tipo de arranque, o comando enable indicará o tipo de arranque antigo.

EXIT

Utilize o comando exit para sair da Consola de Recuperação e reiniciar o computador.

EXPAND

expand origem [/F:filespec] [destino] [/y]
expand origem [/F:filespec] /D
Utilize este comando para expandir um ficheiro. Na sintaxe do comando, origem especifica o nome do ficheiro a expandir e destino especifica a pasta para o novo ficheiro. Se não especificar um destino, o comando utilizará a pasta actual por predefinição. Não pode utilizar caracteres universais.

Pode utilizar as seguintes opções:
/y Não perguntar antes de substituir um ficheiro existente.
/f:filespec Identifica os ficheiros a expandir.
/d Não expandir; apresentar apenas uma lista dos ficheiros existentes na origem.
Se a origem contiver mais do que um ficheiro, terá de utilizar o parâmetro /f:filespec para localizar os ficheiros específicos a expandir. Pode utilizar caracteres universais.

O destino pode ser qualquer pasta de sistema da instalação actual do Windows, da raiz da unidade, das origens de instalação locais ou da pasta Cmdcons. O destino não pode ser um suporte amovível e o ficheiro de destino não pode ser só de leitura. Utilize o comando attrib para remover o atributo só de leitura.

A menos que utilize a opção /y, o comando expand pede-lhe confirmação se o ficheiro de destino já existir.

FIXBOOT

fixboot nome_unidade:
Utilize este comando para escrever o novo código de sector de arranque do Windows na partição de sistema. Na sintaxe do comando, nome_unidade é a letra da unidade onde o sector de arranque será escrito. Este comando corrige danos existentes no sector de arranque do Windows. Este comando substitui a predefinição, que escreve para a partição de arranque do sistema. O comando fixboot só é suportado em computadores baseados em x86.

FIXMBR

fixmbr nome_dispositivo
Utilize este comando para reparar o MBR da partição de arranque. Na sintaxe do comando, nome_dispositivo corresponde a um nome de dispositivo opcional que especifica o dispositivo que necessita de um novo MBR. Utilize este comando se um vírus tiver danificado o MBR e o Windows não conseguir arrancar.

Aviso: este comando pode danificar as tabelas de partições se existir um vírus ou um problema de hardware. Se utilizar este comando, poderá criar partições inacessíveis. A Microsoft recomenda que execute software antivírus antes de utilizar este comando.

Pode obter o nome do dispositivo a partir da saída do comando map. Se não especificar um nome de dispositivo, o MBR do dispositivo de arranque será reparado; por exemplo:
fixmbr \device\harddisk2
Se o comando fixmbr detectar uma assinatura da tabela de partições inválida ou que não corresponda ao padrão, o comando fixmbr pedirá permissão antes de reescrever o MBR. O comando fixmbr só é suportado em computadores baseados em x86.

FORMAT

format unidade: /Q /FS:sistema_ficheiros
Utilize este comando para formatar a unidade especificada com o sistema de ficheiros especificado. Na sintaxe do comando, /Q efectua uma formatação rápida da unidade, unidade corresponde à letra de unidade da partição a formatar e /FS:sistema_ficheiros especifica o tipo de sistema de ficheiros a utilizar, como FAT, FAT32 ou NTFS. Se não especificar um sistema de ficheiros, será utilizado o sistema de ficheiros existente, se estiver disponível.

LISTSVC

O comando listsvc lista todos os serviços e controladores disponíveis na instalação actual do Windows, juntamente com os respectivos tipos de arranque. Este comando é útil em conjunto com os comandos disable e enable.

A lista é extraída do ramo %SystemRoot%\System32\Config\System. Se o ramo System estiver danificado ou em falta, os resultados são imprevisíveis.

LOGON

logon
O comando logon lista todas as instalações do Windows detectadas e pede a palavra-passe do administrador local para a cópia do Windows em que pretende iniciar sessão. Se as três primeiras tentativas de início de sessão falharem, a consola será encerrada e o computador reiniciado.

MAP

map arc
Utilize este comando para listar letras de unidade, tipos de sistema de ficheiros, tamanhos de partição e mapeamentos para dispositivos físicos. Na sintaxe do comando, o parâmetro arc indica ao comando map para utilizar caminhos ARC em vez de caminhos de dispositivo do Windows.

MD e MKDIR

Os comandos md e mkdir criam pastas novas. Os caracteres universais não são suportados. O comando mkdir só funciona nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, em suportes amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição de disco rígido ou nas origens de instalação locais.

MORE

more nome_ficheiro
Utilize este comando para visualizar um ficheiro de texto no ecrã.

NET

Apesar do ficheiro de ajuda indicar o contrário, não é possível utilizar o comando net a partir da consola de recuperação. A pilha de protocolos não é carregada para a consola de recuperação. Por conseguinte, não existe qualquer função de rede disponível.

RD e RMDIR

Utilize os comandos rd e rmdir para eliminar uma pasta. Estes comandos só funcionam nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, em suportes amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição de disco rígido ou nas origens de instalação locais.

REN e RENAME

Utilize os comandos ren e rename para mudar o nome a um ficheiro.

Nota: não pode especificar uma nova unidade ou caminho para o ficheiro ao qual foi mudado o nome. Estes comandos só funcionam nas pastas de sistema da instalação actual do Windows, em suportes amovíveis, na pasta raiz de qualquer partição de disco rígido ou nas origens de instalação locais.

SET

Pode utilizar o comando set para visualizar ou modificar quatro opções de ambiente.
AllowWildCards = FALSE AllowAllPaths = FALSE AllowRemovableMedia = FALSE NoCopyPrompt = FALSE
Para mais informações sobre como utilizar o comando set, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na Base de Dados de Conhecimento Microsoft:
235364 Descrição do comando SET na Consola de Recuperação

SYSTEMROOT

O comando systemroot define a pasta de trabalho actual para a pasta %SystemRoot% da instalação do Windows na qual tem actualmente sessão iniciada.

TYPE

type nome_ficheiro
Utilize o comando type para apresentar um ficheiro de texto.

Referências

Para obter uma versão deste artigo referente ao Microsoft Windows 2000, consulte 229716.

Para mais informações sobre a Consola de Recuperação, visite o seguinte Web site da Microsoft:
http://technet.microsoft.com/pt-pt/library/cc776139.aspx

Propriedades

Artigo: 314058 - Última revisão: 7 de junho de 2013 - Revisão: 7.1
A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows XP Home Edition
  • Microsoft Windows XP Professional Edition
Palavras-chave: 
kbresolve kbenv kbinfo KB314058

Submeter comentários

 

Contact us for more help

Contact us for more help
Connect with Answer Desk for expert help.
Get more support from smallbusiness.support.microsoft.com