Você inseriu uma fórmula, mas ela não está funcionando. Em vez disso, aparece uma mensagem sobre uma “referência circular”. Milhões de pessoas têm o mesmo problema, que acontece porque a fórmula está tentando calcular a si mesma e porque o recurso de cálculo iterativo está desativado. Veja como é isso:

Uma fórmula que causará uma referência circular

A fórmula =D1+D2+D3 é interrompida porque ela está na célula D3 e está tentando calcular a si mesma. Para corrigir o problema, você pode mover a fórmula para outra célula. Pressione Ctrl+X para recortar a fórmula, selecione outra célula e pressione Ctrl+V para colá-la.

Outro erro comum é usar uma função que inclua uma referência a si mesma, por exemplo, a célula F3 contém =SOMA(A3:F3). Veja um exemplo:

O navegador não dá suporte a vídeo. Instale o Microsoft Silverlight, o Adobe Flash Player ou o Internet Explorer 9.

Você também pode tentar uma destas técnicas:

  • Se você acabou de inserir uma fórmula, comece com essa célula e veja se ela faz referência a si mesma. Por exemplo, a célula A3 pode conter a fórmula =(A1+A2)/A3. Fórmulas como =A1+1 (na célula A1) também causam erros de referência circular.

Quando estiver olhando, verifique as referências indiretas. Elas acontecem quando você coloca uma fórmula na célula A1 que usa outra fórmula em B1 que, por sua vez, se refere à célula A1. Se isso confunde você, imagine o Excel.

  • Se não conseguir encontrar o erro, clique na guia Fórmulas, clique na seta ao lado de Verificação de Erros, aponte para Referências Circulares e clique na primeira célula listada no submenu.

    O comando Referências Circulares

  • Revise a fórmula na célula. Se você não conseguir determinar se a célula é a causa da referência circular, clique na próxima célula no submenu Referências Circulares.

  • Continue revisando e corrigindo as referências circulares na pasta de trabalho, repetindo qualquer uma ou todas as etapas de 1 a 3, até a barra de status não exibir mais "Referências Circulares".

Dicas    

  • A barra de status no canto inferior esquerdo mostra as Referências Circulares e o endereço da célula de uma referência circular.

    Se você tem referências circulares em outras planilhas, mas não na planilha ativa, a barra de status mostra apenas “Referências Circulares”, sem os endereços das células.

  • Você pode se mover entre células em uma referência circular clicando duas vezes na seta do rastreador. A seta indica a célula que afeta o valor da célula selecionada no momento. Você mostra a seta de rastreamento clicando em Fórmulas e, em seguida, clique em Rastrear Precedentes ou Rastrear Dependentes.

    Rastreando precedentes

Saber sobre a mensagem de aviso de referência circular

Na primeira vez que o Excel encontra uma referência circular, ele exibe uma mensagem de aviso. Clique em OK ou feche a janela de mensagem.

Quando você fecha a mensagem, o Excel exibe um zero ou o último valor calculado na célula. E agora você provavelmente está dizendo, "Espera, um último valor calculado?" Sim. Em alguns casos, uma fórmula pode ser executada com êxito antes de tentar calcular a si mesma. Por exemplo, uma fórmula que usa a função SE pode funcionar até que um usuário insira um argumento (uma parte dos dados que a fórmula precisa executar corretamente) que faz com que a fórmula se calcule. Quando isso acontece, o Excel retém o valor do último cálculo bem-sucedido.

Se você achar que tem uma referência circular em uma célula que não mostra um zero, tente fazer isto:

  • Clique na fórmula na barra de fórmulas e pressione Enter.

Importante    Em muitos casos, quando você cria fórmulas adicionais com referências circulares, o Excel não mostra a mensagem de aviso de novo. Esta lista mostra alguns cenários, mas não todos, em que a mensagem de aviso aparece:

  • Você cria a primeira instância de uma referência circular em qualquer pasta de trabalho aberta

  • Você remove todas as referências circulares de todas as pastas de trabalho abertas e depois cria uma nova referência circular

  • Você fecha todas as pastas de trabalho, cria uma nova pasta de trabalho e insere uma fórmula que inclui uma referência circular

  • Você abre uma pasta de trabalho que tem uma referência circular

  • Sem nenhuma outra pasta de trabalho aberta, você abre uma pasta de trabalho e então cria uma referência circular

Saber sobre o cálculo iterativo

Às vezes, talvez você queira usar referências circulares porque elas fazem com que suas funções iterem — repita até que uma condição numérica específica seja atendida. Isso pode retardar o computador, portanto, cálculos iterativos geralmente são desativados no Excel.

A menos que você conheça bem os cálculos iterativos, provavelmente não vai querer manter as referências circulares. Se quiser, pode ativar os cálculos iterativos, mas você precisa determinar quantas vezes a fórmula deve ser recalculada. Quando os cálculos iterativos são ativados sem mudar o número máximo de iterações ou de alterações, o Excel para de calcular depois de 100 iterações ou depois que todos os valores da referência circular mudam menos de 0,001 entre as interações, o que acontecer primeiro. Mas você pode controlar o número máximo e a quantidade aceitável de alterações.

  1. Se estiver usando o Excel 2010 ou versão posterior, clique em Arquivo > Opções > Fórmulas. Se estiver usando o Excel para Mac, clique no menu do Excel e clique em Preferências > Cálculo.

    Se você estiver usando o Excel 2007, clique no botão do Microsoft Office imagem do botão do Office, clique em Opções do Excel e, em seguida, clique na categoria Fórmulas .

  2. Na seção Opções de cálculo, marque a caixa de seleção Habilitar cálculo iterativo. No Mac, clique em Usar cálculo iterativo.

  3. Para definir o número máximo de vezes que o Excel recalculará, digite o número de iterações na caixa Iterações Máximas . Quanto maior o número de iterações, mais tempo o Excel precisa para calcular uma planilha.

  4. Na caixa Número Máximo de Alterações, digite o menor valor necessário para que a iteração continue. Esta é a menor mudança em qualquer valor calculado. Quanto menor o número, mais preciso será o resultado e mais tempo o Excel precisará para calcular uma planilha.

Um cálculo iterativo pode ter três resultados:

  • A solução converge, ou seja, chegou-se a um resultado final estável. Essa é a condição desejável.

  • A solução diverge, significando que, de iteração para iteração, a diferença entre o resultado atual e anterior aumenta.

  • A solução alterna entre dois valores. Por exemplo, após a primeira iteração, o resultado é 1, após a iteração seguinte, o resultado é 10, após a iteração seguinte, o resultado é 1 e assim por diante.

Início da Página

Precisa de mais ajuda?

Você pode sempre consultar um especialista na Excel Tech Community ou obter suporte na Comunidade de respostas.

Obter respostas ao vivo e gratuitas no Excel

Confira também

Visão geral de fórmulas no Excel

Como evitar fórmulas quebradas

Localizar e corrigir erros em fórmulas

Atalhos do teclado e teclas de função do Excel

Funções do Excel (ordem alfabética)

Funções do Excel (por categoria)

Precisa de mais ajuda?

Expanda suas habilidades

Explore o treinamento >

Obtenha novos recursos primeiro

Ingressar no Microsoft Insider >

Essas informações foram úteis?

Qual é o seu grau de satisfação com a qualidade do idioma?
O que afetou sua experiência?

Obrigado pelos seus comentários!

×