Plataforma LSF e Platofrm MPI deve ser instalado no cluster.

Revolução R precisa ser instalado em cada nó do cluster.

Você precisa configurar uma pasta de compartilhamento comum em cada nó do cluster que será usado na execução
Trabalhos de R. Cada usuário LSF precisa ser capaz de ler e gravar nesse diretório e cada usuário deve
ter sua própria subpasta para armazenar informações de trabalhos em execução.


Você precisa ser capaz de 'SSH' de cada nó do cluster para todos os outros nós no cluster.
Você precisará configurar uma senha sem ssh ou autenticação de chave no cluster.
A autenticação pode ser domínio, chave ou baseado em host.

Para obter mais informações sobre como definir isso, consulte este artigo do KB da IBM:
http://www-01.ibm.com/support/knowledgecenter/SSETD4_9.1.2/lsf_admin/ext_auth_kerb_lsf_about.dita

Os dados usados em cálculos de R devem estar disponíveis em todos os nós.

Precisa de mais ajuda?

Expanda suas habilidades
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Microsoft Insider

Estas informações foram úteis?

Qual é o seu grau de satisfação com a qualidade da tradução?
O que afetou sua experiência?

Obrigado por seus comentários!

×